Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Correio técnico: por que carros mais antigos davam estouros?

Estouros no escape podem ser causados por vários motivos - e até serem propositais

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 25 dez 2020, 23h53 - Publicado em 25 dez 2020, 23h48
estouro backfire
Reprodução/Internet

Por que nos carros mais antigos ocorriam estouros? – Flavio Cosmi Petri, Vila Velha (ES)

Os estouros no escapamento podem ocorrer por dois motivos. O primeiro é quando o ponto de ignição está desregulado e a queima do combustível ocorre no momento em que a válvula de escape está aberta.

“O aumento brusco de temperatura e pressão em alguns pontos do tubo de escape gera o ruído de estouro”, afirma Roger Tadeu Gondin, supervisor de engenharia de motor e transmissão da Volkswagen.

O segundo motivo é quando o excesso de combustível que o motor não queimou em baixas rotações é eliminado com os gases do escape.

  • Quando esse combustível entra em contato com as altas temperaturas dentro do escapamento (entre 300 e 600 ºC), bum!, ele explode.

    Segundo Sidney Oliveira, gerente de desenvolvimento de produto da Bosch, outros problemas menos comuns também poderiam provocar o estouro, como silencioso com defeito ou falhas no sistema de alta tensão da ignição. Nos carros atuais, dificilmente a desregulagem ou a falha na queima do combustível acontece, graças ao sistema de injeção, que é controlado eletronicamente.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Capa Quatro Rodas edição de dezembro 740

    Continua após a publicidade
    Publicidade