Renault Koleos: luxo francês para os emergentes

Produzido na Coréia do Sul, ele será o top de linha da família de SUVs que a Renault apresenta no Salão do Automóvel de São Paulo

Renalt Koleos

O design da dianteira foi inspirado no sedã Talisman

A Renault executa um plano de ampliação de sua gama, que se apoia no conceito SUV para os mercados da América Latina. É nesse contexto que surge o Koleos, mostrado aqui.

No Brasil, o modelo será o topo de uma linha que começará no compacto Kwid (que tem apenas o visual de SUV), Sandero Stepway (aventureiro urbano) e passa por Duster e Captur (que será feito no Brasil), antes do Koleos.

Todos eles serão mostrados no Salão de São Paulo, em novembro, com as vendas começando em seguida de forma espaçada. O Koleos deve chegar às lojas em meados de 2017.

O Koleos é um SUV médio (considerando o Honda HR-V, pequeno, e o Audi Q7, grande). Com 4,67 metros de comprimento, ele tem o porte do Hyundai Santa Fe, que será um de seus rivais em nosso mercado.

Renalt Koleos

Plataforma é a mesma do Nissan X-Trail atual

A Renault ainda não definiu versões, conteúdos e preços. Mas é possível esperar pelo menos duas configurações no Brasil. As duas serão equipadas com o mesmo motor 2.0 de 175 cv (movido a gasolina – o flex está em estudos, segundo a fábrica), câmbio automático CVT com sete marchas predefinidas e 4×4 sob demanda, mas com pacotes de equipamentos diferentes. Os preços ficariam entre R$ 140.000 e R$ 170.000.

A versão mostrada aqui é a mais completa, que tem entre os itens de série faróis full led, bancos de couro elétricos ventilados e aquecidos, teto solar, seis airbags, sistema de som Bose e central multimídia R-Link 2, a mesma que equipa o Talisman, o sedã mais sofisticado da marca, vendido na França.

Renalt Koleos

Tablet no centro do console é enorme, mas acabamento poderia ser melhor

Com uma tela de 8,7″, que só perde em tamanho para as dos modelos da Tesla, segundo a Renault, ela é como um tablet com as mesmas funções táteis de zoom, rolagem e arrasto. Além de conexão Bluetooth, comandos de voz e GPS com mapas em 3D, ela permite configurar virtualmente todas as funções do carro, das cores de fundo do painel aos modos de condução.

Plataforma modular

Em nosso contato com o carro, achamos seu visual externo atraente, mas quase exagerado pela quantidade de frisos cromados, vincos, recortes e saliências na carroceria. Por dentro, o estilo é mais discreto.

Renalt Koleos

Parte central do painel é digital e configurável

Em relação ao acabamento, ao contrário do que ocorre por fora, poderia haver um pouco mais de sofisticação. E, nesse caso, não estamos falando de adereços mas, especificamente, da qualidade do material na parte baixa do painel, que é nitidamente inferior à da parte de cima. O espaço interno é amplo para cinco ocupantes e o porta-malas conta com 550 litros de capacidade.

Renalt Koleos

Atrás, espaço para três adultos, saídas dedicadas de ar-condiconado e teto solar panorâmico

O test-drive realizado na França incluiu trechos de terra, obstáculos off-road (rampas de 45 graus e inclinação lateral de até 25 graus) e 160 km em estradas. Na terra, sentimos falta de recursos com o ABS off-road e freio de descidas HDC, mas ainda assim o Koleos se saiu bem. Na estrada, o desempenho agradou. O SUV se apoia bem nas rodas, sua direção tem peso adequado e os freios atuam com segurança.

Um dos destaques é o isolamento acústico. As estradas nos arredores de Paris são impecáveis, por isso, a suspensão não precisou se esforçar para filtrar as irregularidades, mas motor e transmissão se mostraram bem silenciosos, assim como a vedação aerodinâmica das portas.

O Koleos é produzido na Coreia do Sul (para a maioria dos mercados) e na China (só para o mercado chinês), sob a plataforma modular CMF C/D, a mesma usada pelos SUV Renault Kadjar e Nissan X-Trail.

VEREDICTO

O Koleos será um forte concorrente no segmento. Ele é bonito, espaçoso e, além disso, é dono de motor e câmbio modernos, com equipamentos de última geração.

Ficha Técnica
Motor gas., diant., transv., 4 cil., 2.488 cm3, 16V, 175 cv a 6.000 rpm, 23 mkgf a 4.400 rpm
Câmbio aut, CVT, 7 marchas, 4×4
Suspensão McPherson(diant.) / multilink (tras.)
Freios discos ventilados (diant.), e sólidos (tras.).
Direção elétrica
Rodas e pneus 225/55 R19
Dimensões comp., 467 cm; largura, 185,5 cm; altura, 169,5 cm; entre-eixos, 273 cm; peso, 1.607 kg; tanque, 60 litros; porta-malas, 550 l
Preço (estimado) R$ 170.000
Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Por 170k, só acho que a maioria que quiser um carro desse porte vai optar pelo novo crv quando chegar

  2. Vinícius Alvaro

    Se esse carro vier com bom preço vai vender!!!