Ranking de testes: aceleração, retomada e frenagem de picapes diesel

Os números de aceleração, retomada e frenagem das picapes a diesel testadas por QUATRO RODAS

Ranking de testes: picapes a diesel

As tabelas de desempenho abaixo são formadas basicamente por picapes médias com motores a diesel. Duas exceções foram inclusas: a Fiat Toro (de porte intermediário) e a Ram 2500 (de grande porte). Há modelos com tração 4×4 e 4×2, com câmbio automático e manual.

Os números obtidos pelos testes de QUATRO RODAS não têm a pretensão de representar fielmente a realidade – afinal, cada motorista pode obter marcas diferentes conforme sua tocada, o combustível utilizado e as condições do teste (como a altitude e a temperatura).

Nosso objetivo ao levar um automóvel para a pista é avaliá-lo conforme os parâmetros pré-estabelecidos, idênticos para todos, e que servem para que os números obtidos possam ser comparados em igualdade de condições, sem a influência do motorista. Ou seja: mais importante que os números absolutos é a diferença estabelecida entre eles.

Todos os testes são feitos com os pneus calibrados a frio, tanque cheio, vidros e entradas de ar fechados e o ar-condicionado, desligado. Nos carros manuais, as marchas são trocadas nas rotações indicadas para cada velocidade. Nos automáticos, a alavanca do câmbio fica em D (ou S, se disponível) e o piloto pressiona o acelerador até o final do curto.

As medições são obtidas por um sistema de aquisição de dados Racelogic V-Box, mais preciso que o velocímetro do carro (que costuma indicar velocidades maiores que as reais). O combustível utilizado nesses casos foi o diesel.

Os testes são realizados na pista da TRW em Limeira (SP), a 660 metros de altitute. São feitas no mínimo três medições em cada sentido da pista (seis no total), para anular os efeitos do vento. Para o cálculo das médias, descarta-se o melhor e o pior dos resultados.

Aceleração de 0 a 100 km/h
Posição Modelo Tempo
Chevrolet S10 High Country 2.8 4×4 AT 10,0 s
Ram 2500 Laramie 6.7 4×4 AT 10,7 s
Ford Ranger Limited 3.2 4×4 AT 11,3 s
VW Amarok Highline 2.0 4×4 AT 11,5 s
Fiat Toro Freedom 2.0 4×2 MT 11,6 s
FIat Toro Volcano 2.0 4×4 AT 12,4 s
Mitsubishi L200 Sport 2.4 4×4 AT 12,5 s
Toyota Hilux SRX 2.8 4×4 AT 13,9 s
Retomada de 80 a 120 km/h – EM D OU 5ª MARCHA
Posição Modelo Tempo
Ram 2500 Laramie 6.7 4×4 AT 7,2 s
Chevrolet S10 High Country 2.8 4×4 AT 7,6 s
Fiat Toro Volcano 2.0 4×4 AT 8,4 s
Ford Ranger Limited 3.2 4×4 AT 8,7 s
VW Amarok Highline 2.0 4×4 AT 9,5 s
Fiat Toro Freedom 2.0 4×2 MT 9,7 s
Toyota Hilux SRX 2.8 4×4 AT 10,3 s
Mitsubishi L200 Sport 2.4 4×4 AT 10,4 s
Frenagem de 120 a 0 km/h
Posição Modelo Distância (em metros)
VW Amarok Highline 2.0 4×4 AT 64,1 m
Fiat Toro Volcano 2.0 4×4 AT 66,4 m
Fiat Toro Freedom 2.0 4×2 MT 66,9 m
Chevrolet S10 High Country 2.8 4×4 AT 68,7 m
Mitsubishi L200 Sport 2.4 4×4 AT 69,7 m
Ford Ranger Limited 3.2 4×4 AT 70,4 m
Toyota Hilux SRX 2.8 4×4 AT 71,6 m
Ram 2500 Laramie 6.7 4×4 AT 73,1 m
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Claudio Barcelos de Souza

    Porque não incluíram a FRONTIER nos testes?

  2. Wilson A. Cardoso

    Tinham que incluir a Nissan Frontier nestes testes

  3. Jorge Nicolau

    Hilux, a pior em aceleração, a pior em retomada, a pior em frenagem, a mais cara, menos equipada e a mais vendida, sendo que é também a que mais capota. Vai entender o consumidor brazuca.