Range Rover SVAutobiography: ele vale mesmo R$ 1 milhão?

Grande feito uma picape e luxuoso como uma limousine, ele está mais para um jatinho executivo do que um carro

São 5,20 m de comprimento na versão Long Wheelbase, ou 20 cm a mais que o Range Rover “normal” (divulgação/Land Rover)

Sites de fofoca pelo mundo entraram em polvorosa após a divulgação de uma foto da Rainha Elizabeth dirigindo um Jaguar. Mas quem conhece um pouco da vida da monarca sabe que Vossa Majestade sempre gostou de automóveis.

Além de ter trabalhado como mecânica durante a Segunda Guerra Mundial e ter à disposição vários modelos de marcas como Bentley e Aston Martin, a Rainha adora guiar seus Land Rover por aí. Depois de ter passado alguns dias com o Range Rover SVAutobiography Long Wheelbase não é difícil entender o porquê.

O nome do modelo mais luxuoso da linha Range Rover só não é mais longo do que o próprio carro. A versão tem entre-eixos alongado em 20 cm (totalizando 3,12 metros entre uma roda e outra), aumentando o comprimento total dos 5 metros originais para 5,20 metros – praticamente o mesmo porte de uma Chevrolet S10.

Carroceria do Range Rover é toda feita de alumínio (divulgação/Land Rover)

Mas apesar do tamanho exagerado, apenas quatro pessoas viajam dentro do SUV. Tudo em nome do máximo conforto.

Se os bancos dianteiros com revestimento em couro nobre e massageadores já são mais do que confortáveis, a vida é melhor ainda para quem vai atrás. Um par de assentos individuais da marca Poltrona Frau (uma das mais tradicionais e sofisticadas fabricantes de poltronas do mundo) recebe os sortudos passageiros com mimos dignos de um voo de primeira classe.

Seria um jatinho? Não, é só o banco de trás do SUV (divulgação/Land Rover)

Há mesinhas dobráveis com acionamento elétrico, duas telas de oito polegadas instaladas atrás dos encostos dianteiros e até um compartimento refrigerado com espaço para duas taças (!) e uma garrafa grande de champanhe (!!).

Não é preciso fazer esforço nem para fechar as portas: basta encostá-las suavemente que um sistema realiza a tarefa por sucção. Abro a tampa do porta-malas – com acionamento elétrico e dividida em duas partes – e me deparo com uma bandeja de madeira e alumínio montada sobre trilhos.

Bandeja evita contorcionismos na hora de acomodar as malas (divulgação/Land Rover)

Assim basta puxá-la para fora do veículo e colocar suas malas de grife sem precisar se contorcer todo para acomodá-las no compartimento. Dentro do imenso porta-malas de 909 litros há também dois pequenos bancos dobráveis para piqueniques, que podem ser encaixados para o lado de fora do carro.

Bancos dobráveis podem ser fixados para o lado de fora do carro (divulgação/Land Rover)

O motor 5.0 V8 Supercharged é o mesmo utilizado no Jaguar F-Type R-Sport e no Range Rover SVR. São 550 cv e 69,3 mkgf de torque, suficientes para fazer o SUV de 2,5 toneladas acelerar de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos e atingir a velocidade máxima de 225 km/h – se o veículo for equipado com rodas de 22 polegadas é possível chegar aos 250 km/h.

Motor 5.0 V8 Supercharged tem 550 cv e torque máximo de 69,3 mkgf (divulgação/Land Rover)

Apesar da aparente letargia inicial assim que o SUV entra em movimento, basta pisar fundo no acelerador para o Range Rover  se transformar em um monstro. Porém, tudo isso sem perder a compostura. Enquanto um discreto ronco é emitido do lado de fora, praticamente nada se ouve de dentro, graças ao ótimo isolamento acústico.

Motorista é secundário, mas tem bastante luxo e conforto à disposição (divulgação/Land Rover)

O SV Autobiography também vem com vários equipamentos presentes nos demais modelos da gama Range Rover. Um deles é o sistema Terrain Response 2, capaz de identificar as condições do piso e selecionar o modo adequado para o tipo de terreno, como pedras, areia e neve.

A altura da suspensão pode ser regulada ao toque de um botão, subindo dos 221 mm originais para até 296 mm para transpor trechos alagados ou baixando para facilitar o embarque e desembarque dos passageiros.

Console agrupa seletor giratório de marchas e modos do sistema Terrain Response (divulgação/Land Rover)

Dentro da cidade, o Range Rover passa pelas crateras mais profundas como se estivesse trafegando por uma estrada plana. Os méritos vão para o sistema Adaptive Dynamics, que monitora os movimentos do veículo e as condições do piso até 500 vezes por segundo, antecipando-se ao que vem por aí.

O sistema de entretenimento a bordo também merece destaque. Completa, a central multimídia tem a função Dual View (que permite ao motorista e passageiro visualizarem conteúdos distintos) e câmera com visão em 360 graus, bastante útil para estacionar o monstruoso SUV.

Para os passageiros de trás, há controle remoto e fones de ouvido sem fio para assistir (ou ouvir) o que quiser sem incomodar quem vai ao lado.

Couro, madeira e alumínio: há materiais nobres de sobra no interior (divulgação/Land Rover)

Quem compra um Range Rover SVAutobiography definitivamente não está preocupado com dinheiro. Mas até os milionários podem se assustar com o valor pedido pela Land Rover: R$ 1.068.800, se o cliente não quiser personalizar seu veículo.

Além de ser o SUV mais luxuoso à venda no país, o modelo também conquista outro título: o de SUV mais caro do mercado brasileiro. Por este preço dá para comprar dois Range Rover HSE 3.0 TDV6 (R$ 496.200 cada) e ainda sobram uns trocados para encher o tanque.

Ou quase cinco Discovery Sport SE 2.0, cujo valor unitário é de R$ 221.996. Ou seja: o SVAutobiography é destinado a quem realmente está se esforçando para gastar muito dinheiro num único veículo, preocupando-se apenas com os benefícios, não os custos.

Até agora, apenas um exemplar foi vendido no Brasil – seu dono é o apresentador Fausto Silva.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Manoel Pereira

    E, ainda, tem funkeiro andando de Celta 2007, pensando que está abalando. Kkkkkkkkk!