Longa Duração: erro na correção das pastilhas de freio do Cruze

Esta é a terceira vez que as pastilhas do Cruze dão o que falar. Descobrimos que o serviço aplicado em nosso carro foi bem diferente do recomendado pela GM

Pastilhas de freio: dois Cruzes, duas medidas

Pastilhas de freio: dois Cruzes, duas medidas (Silvio Gioia/Quatro Rodas)

Em janeiro, descobrimos que a GM enviara um boletim técnico de serviço para suas concessionárias. O documento instruía a rede a como aplicar um desbaste das pastilhas de freio dianteiras, para eliminar um assovio agudo nas frenagens.

Na revisão dos 20.000 km, o consultor da autorizada Spassus disse: “O meu sistema indica que este carro já recebeu a correção das pastilhas na concessionária Palazzo”. Concluímos, então, que o nosso Cruze recebera o serviço antes de passar para nossas mãos, ainda no pátio.

No fim das contas, o que tínhamos era um Cruze com as pastilhas trabalhadas, mas ainda ruidosas. Partimos para a investigação. Convocamos um outro Cruze LTZ, retiramos as pastilhas e comparamos com as do Cruze de Longa Duração.

Com o comunicado técnico e os componentes em mãos, nosso consultor técnico, Fabio Fukuda, disse: “Está muito claro que o serviço aplicado pela Palazzo não seguiu as recomendações do boletim. Por outro lado, as do Cruze padrão confirmaram a impressão que tive ao ler o documento da GM: tiveram uma sensível diminuição da área de atrito”.

(Silvio Gioia/Quatro Rodas)

Consultada, a marca reiterou que “a solução implementada mantém inalterada a performance de frenagem e a durabilidade do conjunto”.

O fato também acendeu uma luz de alerta: teremos de checar o desgaste das pastilhas com mais regularidade para garantir se elas chegarão mesmo até os 40.000 km.

Chevrolet Cruze – 25.822 km

Consumo

  • No mês: 8,6 km/l com 17,9% de rodagem na cidade
  • Desde out/16: 8,4 km/l com 18% de rodagem na cidade
  • Combustível: etanol

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 1.920

Ficha técnica

  • Versão: LTZ 1.4T
  • Motor: 4 cil., diant., transv., 1.399 cm3, 16V, flex, 153/150 cv a 5.200/5.600 rpm, 25,5/24 mkgf a 2.000/2.100 rpm
  • Câmbio: aut., 6 marchas
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Carlos Minkap

    Geralmente o que estraga o carro são as concessionarias despreparadas, e com o Cruze não está sendo diferente.