Jeep Renegade: 60.000 km depois, melhoras no desempenho e consumo

Com 60.000 km, Renegade retorna à pista e sai dela esbanjando saúde: o teste final mostrou números melhores que os do inicial

Longa Duração - Jeep Renegade

A baixa performance e o consumo elevado de combustível sempre foram os pontos negativos mais destacados do Renegade. Mas o teste final, aos 60.001 km, trouxe melhoras exatamente nas fraquezas do pequeno Jeep, como mostra o quadro mais abaixo.

Nas provas de aceleração e retomadas de velocidade, a evolução foi pequena, mas constante. No 0 a 100 km/h, por exemplo, o tempo melhorou de 13,7 para 13,5 segundos.

Ganho similar foi revelado nos ensaios de retomada de 40 a 80 km/h (de 6,2 para 6 segundos) e de 60 a 100 km/h (de 7,7 para 7,6 segundos – para ir de 80 a 120/km/h, a evolução foi mais consistente, de 10,8 para 10,1 segundos.

Diferentemente do HR-V de Longa Duração recentemente desmontado, o Renegade chegou aos 60.000 km com os pneus originais – o Honda precisou de um jogo novo na reta final, aos 53.600 km.

Ainda assim, o Jeep mostrou maior capacidade de frenagem no teste final. Melhora de 0,7 metro no 60 km/h a 0 (10,8 / 10,1 metros), 0,9 metro no 80 km/h a 0 (31,1 / 30,2 metros) e 4 metros no 120 km/h a 0 (71,2 / 67,2 metros).

Mas os maiores ganhos após 60.000 km de amaciamento do motor ficaram no consumo de combustível. Melhora de 14,5% na simulação de tráfego urbano (de 6,9 para 7,9 km/l) e de 21% em ambiente rodoviário (de 8,1 para 9,8 km/l).

Teste (com etanol)
1.000 km 60.001 km
Aceleração de 0 a 100 km/h 13,7 s 13,5 s
Retomada de 40 a 80 km/h (em D) 6,2 s 6 s
Retomada de 60 a 100 km/h (em D) 7,7 s 7,6 s
Retomada de 80 a 120 km/h (em D) 10,8 s 10,1 s
Frenagem de 60 / 80 / 120 km/h a 0 17,6 / 31,1 / 71,2 m 17,4 / 30,2 / 67,2 m
Consumo urbano 6,9 km/l 7,9 km/l
Consumo rodoviário 8,1 km/l 9,8 km/l
Ruído PM / RPM máximo 44,7 / 69,2 dBA 42,2 / 70,1 dBA
Ruído a 80 / 120 km/h 59,7 / 67,4 dBA 61,9 / 67,7 dBA

Além do teste final, o Renegade também passou seus últimos quilômetros com o editor de Longa Duração, Péricles Malheiros. “O acabamento interno ainda está muito bom. E essa robustez ajuda a melhorar a percepção de qualidade geral. Um ruído na dianteira leva a crer que algo não anda como deveria na suspensão ou na caixa de direção”, disse Péricles. O desmonte trará as respostas.

Jeep Renegade – 60.292 km
Consumo no mês 9,3 km/l com 26,8% de rodagem na cidade
Consumo desde junho de 2015 7 km/l com 29,8% de rodagem na cidade
Combustível etanol
Gastos no mês com combustível R$ 461
Versão Longitude 1.8 16V flex
Motor dianteiro, transversal, 4 cilindros, flex, 132 / 130 cv a 5.250 rpm, 19,1 / 18,6 mkgf a 3.750 rpm
Câmbio automático, 6 marchas, tração dianteira
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Zigfrietz Tazogh

    Quatro rodas, ficou impossível continuar frequentando este espaço, adeus!

  2. bruno fagundes

    Bruninho

  3. Dax Consultoria Automotiva

    Isso não faz nem 10km/l na estrada??? Pelas barbas do profeta, que absurdo! E ainda há quem compre e ache que fez um bom negócio.

  4. Rodrigo Silva Vieira

    Parece ser um belo carro, pena que, apesar de eu comprar um novo, direto da fábrica, a atenção dispensada pela JEEP e suas concessionárias a seus consumidores não estão à altura da tradicional marca. Segundo a concessionária SAGA DETROID, meu JEEP RENEGADE veio com o módulo BCM COM DEFEITO DE FÁBRICA e, um carro que era para ser entregue dia 26.11.2016, não tem definição por escrito, nem da fábrica, nem da concessionária da entrega, apenas alegam que pode demorar de 7 a 15 dias para o reparo. Detalhe, sou PCD, preciso do carro para locomoção diária e nenhuma das envolvidas se dispôs a me fornecer outro carro enquanto o outro não é reparado… Os consumidores devem analisar bastante antes de comprarem, afinal poderão passar pela mesma penitência que estou passando… O carro já foi pago, porém, nem certeza da entrega, por escrito, eles dão… Certeza apenas de que um carro zero, direto da fábrica, já será mexido por pessoas (totalmente capacitadas, espero) alheias à fábrica… Tomara que fique somente nesse dissabor!!!

  5. Gerson Kittler

    tenho um COMPASS, desde o primeiro dia que comprei estou tentando pagar pela garantia estendida que a JEEP disponibilizou para o veículo, ocorre que a concessionaria TRAMONTO não esta realizando tal serviço, ou pior, já mostrou até os preços mas esta se negando a fazer, como proceder?