QUATRO RODAS - Vectra GT
Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
REPORTAGENS
Vectra GT
Julho 2007

Vectra GT

Receita européia à moda da casa: As fotos do Vectra GT, novo hatch da GM que deve chegar em setembro

Por Marcelo Moura | Fotos: Christian Castanho
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Nome de carro da Chevrolet é coisa para se ler com lupa. Talvez poucos digam tanto quanto o do carro destas fotos: "Vectra GT". Está em baixa, na empresa, a fórmula "nome + formato da carroceria", como ocorreu aos Corsa Hatch e Sedan. Os dois acabam competindo em público e imagem. Prisma e Celta, em contraste, têm vida independente, andam juntos quando querem e nunca apareceram em dupla num comercial. Se o Vectra hatch tem o mesmo nome do sedã, é porque há um bom motivo para aproximá-los.

O GT é um carro mais curto, e não falamos apenas da falta de um porta-malas destacado. O sedã usa a base da Zafira, com entreeixos de 2,70 metros, enquanto o novo modelo usa o entreeixos dos Astra hatch e sedã, de 2,61 metros. É a mesma distância usada no modelo europeu. Mas, se o cliente encontra esse espaço interno no Astra Advantage de 47 000 reais, por que pagará mais de 10 000 reais acima? A estrutura do carro pode puxar sua imagem para baixo, por relacioná-lo ao Astra; o nome e a cara do Vectra ajudam a puxar para cima.

E o nome GT, em lugar de "hatch", entra para levantar o astral em relação à própria linha Vectra. A idéia não é vender o carro como uma versão com menos porta-malas e menos espaço no banco de trás. Ele não vai ser uma opção acessível. Pelo contrário, sua grade de versões ficará intercalada à do modelo três-volumes - começando acima dele. Um dos motivos é de ordem industrial: apesar de tradicionalmente cumprir o papel de carro de entrada, a carroceria hatchback tem custo de produção maior. A tampa com vidro e limpador é mais complexa.

O modelo das fotos tem o painel cinza-escuro e o volante sem forração de couro, do sedã mais simples (a versão Expression), mas traz de série as rodas de liga leve que nele são opcionais. O ar-condicionado digital, o encosto de braço no banco traseiro, o porta-revistas e os grafismos do painel vêm do sedã Elegance. Já a faixa de veludo no centro dos bancos tem padrão de qualidade intermediário entre uma versão e outra. Na Zafira, esse espaço é ocupado pela linha Comfort.

Esse Vectra GT básico custará mais que os 54 990 reais pedidos pelo Vectra Expression. Como apelo, terá uma experiência de dirigir diferente do sedã - graças à menor distância entre os eixos - e diferente da linha Astra - graças à suspensão com calibração mais firme, característica do Vectra. A perda de espaço no banco de trás será vendida como status, como nas picapes ou nos cupês 2+2. Será carro para quem tem dinheiro e não tem família, para quem poderia ter comprado um sedã, mais versátil, e não quis - ou não precisou, por já ter um na garagem. Essa tese ficaria mais bem defendida se o carro tivesse duas portas, mas, por ora, isso não vai acontecer.

No início, o Vectra GT terá apenas o motor Família II 2.0 8V FlexPower, usado no Vectra sedã, com os mesmos 128/121 cv. Mecanicamente, a única opção é pelo câmbio automático de quatro marchas. O motor 2.4 FlexPower do Vectra Elite foi descartado. Hoje, ele alimenta mais a imagem negativa do alto consumo de combustível que a positiva do bom desempenho. O motor de alto rendimento virá em meados de 2009. Será um Vectra GT GT? Aposte algumas fichas na sigla VXR, usada atualmente nos esportivos da Opel alemã. Mas não aposte todas, pois essa roleta ainda está girando.

O novo motor será o ponto alto de uma escalada de pequenos aprimoramentos que a linha receberá periodicamente. Um deles está nas fotos: limpadores de pára-brisa sem armação de metal aparente, como no Honda Civic e no Citroën C4. Outro será a proliferação de bolsas de ar pela cabine. Hoje, o airbag duplo é padrão e o airbag lateral, raridade. A idéia é torná-lo comum. Rechear o Vectra.





NOTÍCIAS RELACIONADAS

>> Teste - Vectra GT


» FOTOS