Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
NOTÍCIAS » Geral
TEXTO  |RSS | Add to Google|
Uso de assentos para crianças passa a ser obrigatório
Por Bruno Roberti | 01/09/2010
Irregularidade será penalizada com multa de R$ 191,54 e 7 pontos na carteira
A obrigatoriedade dos assentos especiais nos veículos para crianças de até 7 anos e meio começa a valer nesta quarta-feira (1), segundo resolução do Conselho Nacional do Trânsito (Contran), A medida começaria no mês de junho, mas foi adiada por conta da falta do produto no mercado.

O motorista que não respeitar a lei e for flagrado terá que arcar com uma multa de R$ 191,54, além de sete pontos na carteira de habilitação (infração gravíssima) e mais a retenção do veículo até que o assento infantil seja corretamente colocado.

Segundo a nova lei, os bebês recém-nascidos e até 1 ano de idade precisam usar o assento bebê-conforto (voltado para trás). Depois, as crianças até 4 anos já podem usar as cadeirinhas. De 4 a 7 anos é a vez do booster ou assento de elevação. Já as crianças entre 7 anos e meio e 10 devem sempre andar no carro no banco traseiro com o uso do cinto de segurança.

De acordo com a resolução 277, publicada no diário Oficial da União em 2008, o uso dos assentos especiais não será exigido para veículos com peso bruto total superior a 3,5 toneladas, além de táxi, ônibus escolar e transporte coletivo, cuja regulamentação da cadeirinha aguarda estudo técnico do Contran.

Para os veículos apenas com bancos dianteiros, é permitido o transporte de crianças de até 10 anos de idade utilizando sempre o assento especial. Se o automóvel possuir airbag, o equipamento de retenção de criança deve ser usado voltado para trás.

LEIA MAIS:

>> Dança das cadeiras: saiba qual a cadeira ideal para seu filho

vagner (21/11/2010 @ 20:20)
è isso mesmo o brasileiro só aprende se colocar a mão no bolso dele, se não tiver bebê-conforto e etc. tem de tomar multa mesmo, a lei começou a falar da obrigatoriedade em 2007, minha filha nasceu em 2006 des de então fizemos uso deste artefato obrigatório no veiculo de quem ama... não uso pela lei mas pelo amor que tenho em minha filha é uma coisa unica.
vagner (21/11/2010 @ 20:19)
è isso mesmo o brasileiro só aprende se colocar a mão no bolso dele, se não tiver bebê-conforto e etc. tem de tomar multa mesmo, a lei começou a falar da obrigatoriedade em 2007, minha filha nasceu em 2006 des de então fizemos uso deste artefato obrigatório no veiculo de quem ama... não uso pela lei mas pelo amor que tenho em minha filha é uma coisa unica.
JOSE CARLOS (11/09/2010 @ 13:13)
A VERDADE É QUE O GOVERNO NÃO SE IMPORTA EM QUANTO ISSO VAI CUSTAR AO BOLSO DO CIDADÃ0.AQUI VAI UMA PERGUNTA :PORQUE O ASSENTO DE ALTURA PARA CRIANÇAS ACIMA DE 4 ANOS E NAO UM REGULADOR DE CINTO,SE OS DOIS TEM O MESMO EFEITO E O REGULADOR CUSTA EM TORNO DE 15.00.
JOSE CARLOS (11/09/2010 @ 13:12)
A VERDADE É QUE O GOVERNO NÃO SE IMPORTA EM QUANTO ISSO VAI CUSTAR AO BOLSO DO CIDADÃ0.AQUI VAI UMA PERGUNTA :PORQUE O ASSENTO DE ALTURA PARA CRIANÇAS ACIMA DE 4 ANOS E NAO UM REGULADOR DE CINTO,SE OS DOIS TEM O MESMO EFEITO E O REGULADOR CUSTA EM TORNO DE 15.00.
Vanessa (04/09/2010 @ 14:11)
Já passei por mais de nove grandes lojas em todas elas o assento para crianças até 7 anos esta em falta .....é um absurdo divulgar a lei e não dar conta de colocar produtos disponiveis a venda !!!!
MARCELO PRADO (03/09/2010 @ 21:24)
Renato Correa, é simples, voce deve se mudar para os EUA afinal la seus filhos poderão utilizar até os taxis com cadeirinhas... Quero saber até quanto resiste uma estrutura óssea de uma criança de até 7 anos em um impacto por uma colisão??? Seus ossinhos seriam esmagados , é preciso fazer estudos antes de impor leis absurdas... nossos carros são verdadeiras carroças comparado aos carros dos outros países, no entanto, ainda preferem fazer remendos diante das porcarias que fabricamos.
francisco (03/09/2010 @ 12:22)
acho uma burrice e palhaçada deste bandos de burros criar leis que só dá no bolso do cidadão, um pais que mais da metade de tudo que se compra é impostos, ainda tem que ficar quietos em meios a tantas leis de gente que não tem o que fazer, este ano é eleitoral vamos cuidar do nosso país colocando politicos bons lá, olhe os antecedentes e vote. pura burrice esta leí.
Renato Correa (02/09/2010 @ 09:49)
O Brasileiro ja esta acostumado a nao cumprir leis.Para os que estao reclamando nos EUA ate nos taxis vc tem que colocar a cadeirinha senao e ferro.Civilidade e educação começa ai quando se cumpre as leis.
leo (01/09/2010 @ 23:54)
Pois é para entrar na lei vou ter q trocar os carros de casa os 2 são velinhos e naum tem cinto de tres pontas na traseira... e ai o que faço?;; vendo os 2 compro 1 basico em 72 vezes dou para minha mulher que anda mais tempo com minhas filhas e ando num onibus lotadooooo,pois é cada lei... que aprovam que naum da para acreditarrr acho de grande utilidade a cadeirinha mas eai num modelo pra cinto de 2 pontas o que faço?
Pedro (01/09/2010 @ 22:17)
O governo prefere fazer barulho com uma lei idiota como essa ao invés de melhorar as péssimas estradas e fiscalizar o excesso de velocidade e alcoolismo, que são as principais causas de acidentes. Essa lei é tão idiota quanto aquela do estojo de primeiros socorros, alguém lembra?
Silas Couk (01/09/2010 @ 18:28)
Eh complicado mesmo. Concordo com o uso das cadeirinhas. Mas conheco varias pessoas que nao tem como por em pratica a lei. Por exemplo, minha vizinha tem tres filhos: um de 9, um de 5 e outro de 2 anos e tem um celta; o mesmo so comporta 2 cadeirinhas e, segundo ela, o espaco que sobra nao eh suficiente pro filho mais velho. Imagina quem tem 3 filhos<7,5 anos e precisa de 3 cadeirinhas!
Raimundo (01/09/2010 @ 14:22)
Ao Jac, a situacao q vc criou eh a mesma aplicada aos taxistas, ou seja, os pais eh q devem levar os respectivos assentos para uso em veiculo de terceiros. Vc pode nao ter nenhum parentesco com a criança, mas vc passa a ser co-responsavel por admitir q o pai/mae ou seja qual o parentesco tiver a leve no seu veiculo sem a devida protecao.
Rocha (01/09/2010 @ 13:00)
Jac (01/09/2010 @ 12:50) >> É verdade, faz sentido a sua colocação. A não ser que a gente ande com um exame de DNA para provar que o filho não é seu, ou seja, que isto é só uma carona, que você encontrou sua amiga no centro por acaso. Devemos nos orientar quanto a isso.
Jac (01/09/2010 @ 12:50)
Eu tô no centro, encontro minha vizinha com seu filho de colo e ela diz, "você está indo pra casa?" e eu respondo, "sim!" então ela novamente, "que bom, me dá uma carona?", e eu digo, "NÃO, VOCÊ VAI TER QUE IR NAQUELE ÔNIBUS LOTADO E QUENTE, SEM A MÍNIMA SEGURANÇA OU HIGIENE, CHEIO DE GENTE TOSSINDO E PEIDANDO NA CARA DO SEU FILHO, PORQUE EU NÃO TENHO CADEIRINHA E NÃO QUERO SER MULTADO!!!!!!!" fim da história.
Márcio (01/09/2010 @ 11:15)
ñ tenho filhos ! ! ! e as caronas ... ñ posso dar carona se ñ tiver cadeirinha ?
Rocha (01/09/2010 @ 10:15)
O assento deveria ser usado por consciência dos Pais, e não por obrigatoriedade de uma Lei, que não minha opinião é mais uma justificativa para faturar no bolso do ‘povão’. O que vale mais para você, o risco de ter de pagar uma multa desnecessária ou a segurança do seu filho? Pense nisso, não espere pela lei para ter de usar o assento e proteger o seu filho!!!
» TOPO