Tecnologia permite que carros híbridos tenham câmbio manual

Módulo com duas embreagens e motor elétrico promete redução de consumo em até 20%

O módulo P2 é instalado entre o motor e o câmbio (Schaeffler/Divulgação)

O uso da transmissão manual está em declínio em todo o mundo. Até modelos esportivos estão abrindo mão desse tipo de caixa. No Canadá, o departamento de trânsito não aplica mais provas de habilitação em veículos com essa configuração.

A eletrificação dos automóveis, ao contrário, é um assunto em expansão. A Volvo afirmou que só fabricará carros elétricos e híbridos a partir de 2040, e a França já anunciou a proibição de veículos a combustão….

Mas… o que o câmbio manual tem a ver com carro híbrido. Bem, hoje todos os elétricos ou híbridos utilizam transmissão automática por causa de uma dificuldade técnica – fato que, sozinho, torna sombrio o futuro do pedal de embreagem.

Uma tecnologia da sistemista alemã Schaeffler pode dar um último suspiro à transmissão manual. A empresa desenvolveu um módulo que permite uso desse tipo de caixa em veículos híbridos.

Chamado de P2, este módulo tem duas embreagens: uma de desconexão convencional, para desacoplar motor e câmbio, e uma embreagem de impacto que é usada para suavizar as vibrações quando o motor é reiniciado.

Módulo permite que o carro funcione como híbrido sem abrir mão do câmbio manual (Schaeffler/Divulgação)

Dentro deste módulo há um motor elétrico, disponibilizado em duas potências: 16 cv e 10,2 mkgf, e 63 cv 16,3 mkgf.

Esse pequeno motor elétrico é capaz de impulsionar o veículo em baixas velocidades (até 48 km/h), como no anda-e-para do tráfego urbano. Nesta condição, o equipamento não requer a troca de marchas, nem o uso da embreagem.

A novidade também pode ser usada para movimentar o carro quando o sistema de estacionamento automático estiver em uso.

Por meio do sistema de navegação GPS, o carro poderia se adaptar ao relevo do caminho. Aproveitaria o impulso nas descidas ou os trechos planos para deixar o motor trabalhando em marcha lenta ou até mesmo desligá-lo.

O sistema P2 da Schaeffler é projetado para sistemas elétricos de 48 volts, considerado como o próximo passo da indústria automotiva.

Ele facilita a instalação de dispositivos elétricos mais potentes, como motores elétricos e baterias com capacidade maior.

Um mesmo módulo combina uma embreagem de impacto, uma de acoplamento e um motor elétrico (Schaeffler/Divulgação)

De acordo com a Schaeffler, são poucas as mudanças necessárias para introduzir o P2 em carros com câmbio manual já existentes. Uma das vantagens é que ele não requer resfriamento com água, como alguns sistemas híbridos. E pode ser combinado com caixas automatizadas simples.

A alemã diz que seu sistema pode reduzir o consumo de combustível de carros manuais em até 20%. O P2 será fabricado primeiramente na China, onde o mercado de carros elétricos e híbridos é forte e, principalmente, os motoristas dirigem mais devagar.

O último sistema híbrido compatível com uma transmissão manual foi o Integrated Motor Assist, da Honda, usado no CR-Z.

Na verdade, tratava-se de um semi-híbrido: o motor elétrico não trabalhava sozinho e o motor a gasolina nunca era desligado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s