Sweptail: o Rolls-Royce mais exclusivo (e caro) do mundo

Encomendado por um afortunado anônimo, o sedã de alto luxo custou aproximadamente R$ 43 milhões

Teto de vidro é um dos mais complexos já instalados em um automóvel (Divulgação/Divulgação)

O que você faria se fosse dono de uma fortuna inestimável? Na Europa, um endinheirado desconhecido não só escolheu gastar em carros, como foi além: encomendou um Rolls-Royce único e exclusivo.

O modelo, batizado de Sweptail, foi revelado durante o concurso italiano Villa d’Este e, segundo algumas publicações, custou nada menos que 12,8 milhões de dólares –  cerca de R$ 43 milhões na conversão direta.

Quando fez a encomenda, em 2013, o afortunado anônimo só fez uma exigência: reinterpretar o estilo de modelos da década de 1920, que remetiam às formas dos barcos de alta performance da época.

Traseira alongada remete aos modelos da marca da década de 1920 e 1930 (Divulgação/Divulgação)

O resultado foi um gigantesco sedã de apenas dois lugares com uma traseira que parece afunilar, como no Phantom I Round Door, de 1925, e no Phantom II Streamline Saloon da Park Ward. O vidro toma toda a parte superior do carro e se estreita da dianteira para a traseira.

Interior tem apenas dois lugares, mas o visual e o acabamento são de encher os olhos (Divulgação/Divulgação)

A dianteira não reserva grandes surpresas, com uma releitura do visual presente nos demais Rolls-Royce vendidos atualmente. Atrás, o estilo retrata o gosto do cliente. Um enigmático “08” estampado no centro levanta as suspeitas sobre quem seria o proprietário do Sweptail.

Dianteira não reserva surpresas, com as mesmas linhas básicas dos demais Rolls-Royce (Divulgação/Divulgação)

O painel não teve imagens reveladas, embora a marca garanta que este é o interior mais elegante e minimalista já feito por ela. O habitáculo é repleto de couros nobres, metais como titânio e madeiras de alta qualidade aplicadas com a técnica de marchetaria (encaixes perfeitos, sem cola ou parafusos)

O console central traz um compartimento refrigerado para uma garrafa de champagne acompanhada de duas taças de cristal. Há também um conjunto exclusivo de malas feitos sob medida pela própria Rolls-Royce.

O vidro, que nasce no para-brisa do sedã, se afunila em direção à traseira (Divulgação/Divulgação)

Possíveis mudanças mecânicas não foram reveladas. No entanto, a base para o Sweptail é o Phantom, equipado com um V12 6.75 de 460 cv.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Nogueira Marmontel

    Pode ser o RR mais caro e exclusivo do mundo, mas, para mim, é também o mais horroroso de todos. Uma frente quadrada, um perfil desarmônico e uma traseira esquisita (para não dizer feia).
    Definitivamente, se eu quisesse me ostentar com 12,8 milhões de dólares, escolheria algo mais bonito.

  2. Diego Ferreira De Souza

    E eu aqui doido pra comprar um Voyage 2012!