Shelby F-150 Super Snake: um tijolo supersônico com 760 cv

Com 300 cv a mais em relação à F-150 Raptor, a picape passou por diversas alterações mecânicas e visuais para ser um legítimo Shelby

Grades maiores e abertura no capô reforçam a refrigeração do motor V8 5.0 supercharger (Divulgação/Divulgação)

A F-150 Raptor chegou no início de 2015 ostentando o título de picape mais rápida do mundo. No entanto, a Shelby mostrou que pode ir além: limitada a 150 unidades, a F-150 Super Snake entrega 300 cv a mais em relação a Raptor.

O preço, porém, também é bem maior. Enquanto a F-150 esportiva de linha parte de US$ 50.560, a Shelby não sai por menos de US$ 96.880 (R$ 317.800 em conversão direta, sem adição de impostos).

Rodas cromadas de 22 polegadas são exclusivas, assim como as características faixas brancas da Shelby (Divulgação/Divulgação)

Por fora, a principal diferença em comparação a F-150 Raptor é a configuração da carroceria, com cabine dupla e caçamba estendida. Há saias laterais para direcionar o fluxo de ar e para-choques, grades, spoilers e saídas de escape exclusivos, assim como o tom de azul da lataria, sempre acompanhado das características faixas branca centrais.

Logotipo com a cobra e a potência (750 hp, o equivalente a 760 cv)

Logotipo com a cobra e a potência (750 hp, o equivalente a 760 cv) (divulgação/Internet)

A suspensão foi toda modificada pela Shelby, com maior rigidez e altura em relação ao solo reduzida. As rodas, calçadas por pneus de alta performance 305/45, são de 22 polegadas com acabamento cromado. O capô também ganha um ressalto com duas aberturas para ajudar na refrigeração do motor, enquanto a grade leva a típica cobra da Shelby.

Novas entradas de ar no capô e no para-choques

Novas entradas de ar no capô, nas caixas de roda e no para-choques (divulgação/Internet)

Maiores são as alterações mecânicas. O motor V8 5.0 supercharger passa de 456 para 760 cv – o torque ainda não foi revelado, mas certamente ficará bem acima dos 70,5 mkgf da Raptor original. Para isso, a picape ganhou mudanças no compressor, coletor de admissão, filtro de ar e injeção de combustível, além de um remapeamento na atuação do acelerador. O sistema de escape Borla gera um ronco ainda mais provocante.

Motor passou de 456 para 760 cv com as diversas alterações (Divulgação/Divulgação)

O câmbio continua o automático de dez marchas, enquanto a tração pode ser traseira 4×2 ou 4×4. E tudo isso com garantia de 3 anos ou 58.000 quilômetros rodados, o que vier primeiro – provavelmente a quilometragem, claro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s