Segredo: novo VW Golf estreia em 2019, diz revista

Projetado para receber a tecnologia parcialmente híbrida, hatch terá design mais esportivo e interior quase sem botões

O Golf Mk8 não terá mudanças expressivas no design (Auto Express/Internet)

A oitava geração do Volkswagen Golf já teria data para estrear. Segundo informações da revista Auto Express, o hatchback será apresentado durante o Salão de Frankfurt de 2019, tradicionalmente realizado a cada dois anos no mês de setembro.

A data de estreia, inclusive, deve coincidir com o início da produção do I.D hatchback, revelado ao mundo no Salão de Frankfurt de 2016. O modelo vai inaugurar uma inédita linha de carros sustentáveis, que terá mais quatro veículos movidos a eletricidade até 2025.

Mesmo assim, o CEO da Volkswagen, Herbert Diess, disse que o Golf seguirá sendo um dos principais modelos da gama.

Lanternas ficarão mais esguias; nome “Golf” ficará logo abaixo do símbolo da VW (Auto Express/Internet)

“O Golf é nossa prioridade porque sua próxima geração será nosso principal produto. Nossa estratégia de comunicação (assim como o de toda a imprensa e o público em geral) está focada nos carros elétricos porque acreditamos no futuro deste tipo de propulsão.

Mas tenho convicção de que o Golf seguirá como um dos nossos principais produtos”, declarou.

Ainda na forma conceitual, hatch I.D foi revelado no Salão de Paris de 2016 (divulgação/Quatro Rodas)

“A próxima geração do Golf – que está em fase avançada de desenvolvimento – será um carro versátil. Nosso slogan (“Das Auto”, ou “O Carro”) seguirá fazendo sentido porque ele vai entregar muito conteúdo para um compacto de cinco lugares”.

Uma versão atualizada da atual plataforma MQB servirá de base para a oitava geração do Golf, que deve ser 70 quilos mais leve do que o carro atual devido ao maior uso de materiais leves.

Plataforma VW

Plataforma MQB: uma estrutura, várias medidas (Divulgação/Volkswagen)

Não haverá mudanças drásticas no design exterior: a dianteira ganhará linhas mais esguias, um capô mais baixo e faróis mais afilados. Atrás, o Golf terá “ombros” mais pronunciados e o nome do veículo será fixado logo abaixo do logotipo da Volkswagen, seguindo o padrão estético do sedã Arteon.

Capô tem vincos e amplitude, invadindo o topo da grade

Sucessor do CC, o Arteon aposta no design moderno (Volkswagen/Divulgação)

As alterações mais contundentes serão realizadas no interior. De acordo com a Auto Express, a maioria dos botões físicos será substituída por telas sensíveis ao toque – sendo que a maior delas agrupará grande parte das funções.

Novidade na última reestilização do Golf (prevista para chegar ao Brasil ainda em 2017), o painel digital permanecerá no novo modelo, uma vez que já equipa até modelos de segmentos inferiores, como o novo VW Polo.

O quadro de instrumentos não tem relógios analógicos: é uma tela configurável de 12,3 polegadas

A tela configurável de 12,3 polegadas substituiu o painel convencional na última reestilização do Golf (Divulgação/Quatro Rodas)

Além das tradicionais opções de motorização a gasolina (como a recém-lançada 1.5 TSI) e a diesel, o novo Golf será o primeiro modelo VW dotado de tecnologia parcialmente híbrida, graças à adoção de um sistema elétrico de 48 volts. Esta categoria é atribuída a todo híbrido cujo motor elétrico não impulsiona totalmente o veículo.

Novo motor 1.5 TSI Evo tem várias tecnologias que chegarão a motores menores (Divulgação/Volkswagen)

Assim, o motor a combustão ainda é responsável por mover o carro. Resta ao motor elétrico uma função auxiliar, poupando combustível quando o veículo está totalmente parado, freando ou movendo-se sem o auxílio do acelerador.

São grandes as chances de a tecnologia parcialmente híbrida ser estendida a segmentos inferiores no futuro, servindo como uma alternativa rápida e viável aos motores 100% a diesel, alvos recentes da fraude nos testes de emissões de poluentes batizada de “dieselgate”.

Já as versões esportivas ( Golf GTI e Golf R) ganharão ainda mais potência, saltando para 250 cv e 350 cv, respectivamente. Hoje, estas configurações entregam 220 cv e 310 cv. A versão híbrida do tipo plug-in GTE seguirá em linha, ao contrário da configuração elétrica e-Golf, que será aposentada pela família I.D.

Volkswagen Golf GTE

Filete azul na dianteira e luzes de leds sob os faróis: a cara do GTE (Divulgação/Volkswagen)

De todo jeito, ainda não se sabe quando (e se) a oitava geração do Golf será vendida no mercado brasileiro. Tudo porque, recentemente, o presidente da VW, David Powels, afirmou que a marca pode interromper a produção do Golf no Brasil caso as vendas do modelo permaneçam baixas.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Gustavo Melo

    Melhor hatchback e tecnologia avançada andam juntos. Golf 8 parcialmente híbrido, totalmente digital, e mais eficiente com o novo motor 1.5 TSI.