Renault anuncia Kwid e Captur nacionais; Koleos será importado

Apresentação foi feita por Carlos Ghosn, presidente da aliança Renault-Nissan

suvs-renault

Kwid e Captur, que devem ser fabricados no Brasil até o final de 2016

Em coletiva realizada hoje no Paraná, o presidente da aliança Renault-Nissan Carlos Ghosn apresentou os três modelos que a Renautl deve lançar no Brasil até 2017: o subcompact Kwid, o SUV Captur e o SUV de luxo Koleos.

O Kwid e o Captur serão fabricados na planta da marca em São José dos Pinhais (PR). Já o Koleos deve vir importado da Coréia do Sul. Ghosn citou os planos da Renault para alcançar o percentual de 10% do mercado brasileiro (hoje ela é dona de uma fatia de 7,4%), e disse que o grau de investimento da marca vai depender da situação do mercado nacional nos próximos anos.

Segundo os executivos da montadora, o Kwid terá um motor 1.0 de três cilindros diferente do que já é utilizado no Nissan March, o que contraria a informação anterior de que os motores seriam os mesmos. Há a hipótese de que as diferenças sejam apenas de calibração e um ou outro componente. Com elementos de estilo dos SUVs/aventureiros, ele substituirá o veterano Clio, mas Ghosn fez questão de esclarecer que não brigará pelo posto de carro mais barato do Brasil. “Não é o nosso objetivo”, disse o CEO.

Renault Kwid

Renault Kwid

Criticado pelos maus resultados de exemplares indianos em testes de colisão, o Kwid terá no Brasil uma estrutura mais reforçada e equipamentos de segurança de série inéditos para o segmento, como airbags laterais.

O Captur, por seu lado, deverá ser equipado com o mesmo motor 1.6 16V já utilizado pela Nissan no March, Versa e Kicks, com 114 cv e 15,5 mkgf, acoplado a duas opções de transmissão: CVT e manual de seis marchas. Ele utilizará a mesma plataforma do Duster, mas terá um posicionamento de mercado mais elevado, com acabamento, design e equipamentos mais refinados para brigar com Honda HR-V e Jeep Renegade.

Renault Captur

Renault Captur

Ghosn também desmentiu a informação de que as linhas de produção de Sandero e Logan deixariam o Brasil rumo à Argentina. Segundo ele, a estratégia da marca prevê que veículos de passeio sejam feitos no Brasil, enquanto a linha de picapes com capacidade para até 1 toneladas (provavelmente se referindo à Alaskan, recentemente apresentada na Colômbia) ficará na Argentina.

Renault Koleos

Renault Koleos

Kwid, Captur e Koleos serão apresentados oficialmente no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro. O Kwid deve ser o primeiro a entrar em produção, seguido pelo Captur. O Koleos deve chegar só em 2017.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s