Porsche registra patente de difusor traseiro ativo

Elemento aerodinâmico que melhora o downforce poderia ter sua atuação regulada de acordo com a velocidade

Desenho de patente exemplifica os difusores ativos da Porsche (Reprodução/Porsche)

Aerodinâmica ativa não é assunto novo para a Porsche. Desde 1989 a fabricante usa em seus carros spoilers e aerofólios acionados eletricamente, conforme a velocidade. A novidade é que agora ela estaria apostando em difusores ativos.

O difusor ocupa a parte inferior do para-choque, dividindo o espaço com as saídas do escapamento. Se nos carros mundanos é mero elemento estético, nos esportivos tem função de direcionar o ar que passa em alta velocidade sob o carro.

Difusor de fibra de carbono (fixo)vendido como acessório pela Vorsteiner (Reprodução)

Resultado: diminui o arrasto aerodinâmico e aumenta a pressão aerodinâmica para baixo (downforce). O ar empurra a traseria para baixo e o carro fica mais rápido e ágil em circuitos. Isso é especialmente importante para os Porsche 911, que têm motor traseiro e, por isso, tendência a escapar de traseira, como mostra o vídeo abaixo.

 

Com um difusor ativo a Porsche poderia regular a atuação da estrutura de acordo com a velocidade ou com o traçado de uma pista, por exemplo.

As Ferrari LaFerrari e 458 Speciale têm algo parecido. A diferença é que nelas o difusor está integrado ao assoalho dos carros. No projeto da Porsche, registrado no arquivo de patentes norte-americano, o difusor ativo está preso ao para-choque do carro. Ele poderia ser recolhido quando não fosse mais necessário – e o motorista não precisaria se preocupar com ele ao subir uma rampa, por exemplo.

O difusor ficaria escondido no para-choque até certa velocidade, quando seria acionado para direcionar o ar (Reprodução)

A Porsche esclarece em seu projeto que o acionamento dos difusores poderia ser feito por um ou mais motores. Eles também pensaram no uso em carros elétricos: neste caso os difusores poderiam ocupar toda a base do para-choque, por não ter que dividir a área com o escapamento.

Esquema mostra a ação do difusor sobre o ar que passa por baixo do carro (Reprodução/Porsche)

Ainda não existe previsão da Porsche utilizar a nova tecnologia em seus carros. Contudo, versões de seus carros orientadas para as pistas, como os 911 GT3 e GT3 RS, seriam as mais cotadas para a estreia.

A aerodinâmica ativa, por sinal, é uma forte tendência entre os superesportivos. Além das Ferrari já citadas, o Pagani Huayra Roadster, o Lamborghini Huracán Performante e o Mercedes-AMG GT R apostam em apêndices ativos para melhorar suas características dinâmicas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s