À venda: um Porsche de corrida e uma Kombi de apoio envenenada

Porsche de corrida ficou guardado por 30 anos; Kombi recebeu um novo motor

Dupla vestida com as cores da Martini Racing será leiloada na Bélgica (divulgação/Bonhams)

Ter um carro de corrida fica mais legal quando você possui um veículo de apoio pintado nas mesmas cores. E se ambos forem clássicos repletos de peculiaridades, melhor ainda.

A casa de leilões Bonhams está anunciando uma parceria cheia de charme: um Porsche 934/5 Kremer 1976 e uma Volkswagen Kombi (conhecida lá fora como T2 Transporter) de 1977, ambos exibindo as cores da Martini Racing.

Carros serão leiloados separadamente (divulgação/Bonhams)

Embora fiquem tão bonitos juntos, a Bonhams venderá os carros separadamente em um leilão realizado em Spa-Francorchamps (Bélgica). O Porsche tem lance inicial estipulado em 320 mil euros, enquanto a Kombi sai a partir de consideráveis 45 mil euros. Isso tem explicação.

Porsche permaneceu abandonado em um galpão por três décadas (divulgação/Bonhams)

O Porsche 934/5 foi uma versão do 911 Turbo preparado conforme as especificações da FIA para o Grupo 4 (934) e Grupo 5 (935) de competição, com carroceria alargada, dianteira ampliada para abrigar entradas de ar maiores e um enorme aerofólio na traseira.

Traseira no estilo “duck tail” e ponteira de escapamento central (divulgação/Bonhams)

Com painéis de fibra de vidro e pesando apenas 1.090 kg, era equipado com um motor 3.0 de seis cilindros opostos, com turbo e potência acima dos 450 cv a 7.000 rpm – algumas unidades ultrapassavam os 550 cv.

Motor 3.0 turbo pode gerar entre 450 e 550 cv (divulgação/Bonhams)

O exemplar em questão participou de três corridas em 1977. Desde então, o carro permaneceu parado por aproximadamente 30 anos antes de ser “resgatado” de um galpão para disputar provas de carros antigos.

Interior tem estruturas e equipamentos de competição

Interior tem estruturas e equipamentos de competição (divulgação/Bonhams)

Já a Kombi sofreu algumas modificações, ganhando um cambão para reboque, teto solar e (mais importante) um motor 2.1 com quatro cilindros opostos, carburação dupla e 111 cavalos vindo de um Porsche 914 – o 1.6 original refrigerado a ar tinha 67 cavalos.

Perua de 1977 tem visual idêntico à da Kombi brasileira (divulgação/Bonhams)

Lá fora, a Kombi é conhecida como T2 Transporter (divulgação/Bonhams)

Motor 2.1 originalmente veio de um Porsche 914 (divulgação/Bonhams)

Os dois veículos foram personalizados com a clássica combinação de cores da Martini Racing, embora nenhum deles nunca tenha efetivamente integrado a equipe criada pela empresa de bebidas em 1969.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Mauricio B. S.

    E como sempre a 4 rodas cometendo gafes. Ache uma kombi dessas no Brasil. E nem é um detalhe pequeno. Atualmente sou assinante, mas sempre comprei ela nas bancas, e posso garantir, já foi bem melhor, óbvio que tem coisas que não tem como voltar atraz (como todos aqueles dados nas tabelas de preços dos anos 90. Mas o resumo de testes de todos carros testados nos últimos anos poderia ter (não daria 2 paginas se fosse feito como era antes). As únicas coisas diferentes da revista são os Flagrantes bizarros, Grandes Brasileiros, Top Ten e Opinião de Jeremy Clsrkson. A tabela de preço do XC90 esta trocada com XC60 desde que lançaram, só estou escrevendo aqui porque li essa noticia na internet, mas todos meses vem erros. Ou seja, cheia de erros crassos, porque vocês são especialistas (KKKK) e publicam em uma revista de grande circulação. Parece que colocaram um monte de guris de apartamento a escrever sobre carros. É como perguntar a um virgem como é uma tranzar com uma mulher.