Pilotos comentam toque de Márquez e Lorenzo

Jovem espanhol da Honda conseguiu a segunda posição após ultrapassagem arrojada

Pilotos comentam toque de Márquez e Lorenzo

O jovem espanhol Marc Márquez (Repsol Honda Team) conquistou o segundo lugar no Grande Prêmio da Espanha e a liderança do campeonato, no último fim de semana, após realizar uma ultrapassagem arrojada sobre Jorge Lorenzo (Yamaha Factory Racing), atual campeão mundial da MotoGP, na última curva.

Durante a ultrapassagem, Márquez tocou em Lorenzo, o que deixou o espanhol da Yamaha revoltado ao final da corrida, gerando um pouco de polêmica. Desta forma, alguns pilotos decidiram comentar o toque entres os dois.

“É a última volta, é claro que é uma manobra agressiva. Creio que se não se tivessem tocado o Marc teria ido para fora da pista. Por isso, significa que ele freou um pouco tarde. Foi algo semelhante à primeira curva de Austin, no início da corrida, mas eu tive tempo para o ver chegar. Só espero que não volte a se repetir nas próximas corridas”, disse Dani Pedrosa, companheiro de equipe de Márquez.

“É corrida de motos, não é? Sabem, sempre que temos este número de pessoas e este nível de paixão… e especialmente o Márquez. Estamos na Espanha! É o que acontece por aqui, acontece em qualquer parte do mundo. Não interessa que partido tomamos, as corridas de motos são assim”, disse Colin Edwards, da equipe NGM Mobile Forward Racing.

“Eu acho que Márquez foi muito agressivo, mas não acredito que ele tenha passado dos limites. Mas é claro que devemos falar sobre isso com a Comissão de Segurança, apenas para esclarecermos as regras. Quer dizer, todos devem saber como se pode disputar uma posição”, afirmou Andrea Dovizioso, piloto da equipe Ducati Team.

Veja a galeria de fotos da corrida:

MotoGP Jerez - Corrida

Valentino Rossi também deu sua opinião sobre o assunto. “Foi um ataque duro, com certeza, e uma ultrapassagem dura de Marc. Ele tocou Jorge, mas é a última volta, a última curva, e é claro que o cara que está atrás vai tentar alguma coisa. Jorge deixou a porta aberta e Marc foi por dentro, então eu acho que isso é algo que pode acontecer em uma corrida”, disse o italiano.

Os protagonistas da cena no Grande Prêmio da Espanha não poderiam deixar de comentar o ocorrido. Ironicamente, o toque entre Márquez e Lorenzo aconteceu na curva recém-nomeada de “Jorge Lorenzo”, que já foi o cenário de uma série de momentos famosos nos anos anteriores.

“Na última volta eu estava mais perto. Eu tentei passar por ele, mas não consegui. No entanto, eu tinha visto muitos vídeos da última curva – de Valentino, Pedrosa e outros – e sabia que era possível ultrapassar lá”, contou Marc Márquez. “Eu aprendi com eles. Sinto muito por Jorge, porque você nunca quer que o toque ocorra, mas eu acho que a coisa mais importante é que nós dois terminamos a prova e para os fãs que foi uma agradável última volta”.

“No início, eu disse a mim mesmo que terminaria em terceiro. Eu pensei que Lorenzo fecharia o canto um pouco mais do que ele já tinha feito, mas notei que ele tinha aberto a porta, então eu tentei passá-lo. Quando vi nos últimos metros que poderia tocá-lo, soltei o freio um pouco para me certificar de que o toque seria um pouco mais suave. A coisa mais importante é que ambos terminaram e eu só espero que nosso relacionamento melhore depois de alguns dias”, disse o jovem piloto da Honda.

Márquez, porém, aceitou a revolta de Jorge Lorenzo após o ocorrido. “Se alguém fizesse isso comigo… com certeza, eu ficaria com raiva – não por causa do momento, mas porque eu teria perdido um lugar no pódio. Eu posso entender isso, mas, de qualquer maneira, eu já disse que sinto muito a ele”.

Apesar da revolta demonstrada após o término da corrida, rejeitando o aperto de mão de Marc, Jorge Lorenzo minimizou o toque e se limitou a dizer que deveria ter fechado a porta.

“Estive em segundo durante toda a corrida e perdi a posição na última curva. De qualquer forma, nossa moto não estava muito competitiva, comparada com as Honda” afirmou o espanhol da Yamaha. “Eu fiz uma corrida muito consistente, apenas cometendo dois erros: eu comecei muito mal e não fechei a porta o suficiente na última curva”, finalizou Lorenzo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s