Vídeo: Motocicleta é esmagada por trem que quase atropela homem

Amigos estavam fazendo trilha de moto em região próxima a Melbourne, na Austrália

Uns amigos resolveram pilotar suas motos de trilha próximos de uma linha de trem e acabaram tomando um belo de um susto. O incidente aconteceu na região de Melbourne, na Austrália.

O vídeo foi gravado por uma câmera de um trem, que seguia seu destino em alta velocidade. Após uma curva à esquerda, o maquinista visualiza uma moto caída nos trilhos e um homem tentando tirá-la de lá. Provavelmente, ele tentou saltar por cima da linha férrea, mas a manobra parece não ter dado muito certo. Outros dois motociclistas, que também estavam fazendo trilha, viram tudo de perto.

Logo depois, o maquinista aciona a buzina do trem para alertar o sujeito que estava no meio do trilho, já que em alta velocidade não haveria espaço para frear a composição a tempo. Felizmente, o homem salta para fora dos trilhos e se salva, deixando a moto para trás — na qual se ouve apenas o barulho de quando é esmagada pelo trem.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. …”trem que quase atropela homem…”. Por acaso o trem descarrilou e quase atingiu o homem fora dos trilhos? Esta seria a única possibilidade de um trem “atropelar” alguém, qualquer outra hipótese a pessoa que estaria no local errado (nos trilhos, que são caminho “exclusivo” dos trens, obviamente)…