Mazda MX-5 Miata: aberto ao público

Criado por um jornalista, ele ganhou as ruas e o coração de uma legião que buscava emoção acessível sobre rodas

Mazda MX-5 Miata

Os roadsters modernos surgiram na Europa, como pequenos conversíveis de dois lugares e motores modestos, mas sempre dispostos a andar rápido. Ícones como Triumph Spitfire, Alfa Spider e Lotus Elan desfrutaram de imensa popularidade nos anos 60 e 70, mas caíram no ostracismo de um mundo cada vez mais obcecado por economia e segurança.

Mas nem todos se esqueceram deles: em 1981, o jornalista Bob Hall foi contratado pela Mazda e, mesmo sem ser engenheiro, apresentou o esboço de um roadster com motor dianteiro e tração traseira. A direção deu carta branca à equipe de Hall, cujo projeto causou furor em 1989: o mundo parou para conhecer o MX-5.

Por apenas 14 000 dólares, as lojas tiveram de criar listas de espera antes da sua chegada. Mesmo num mercado competitivo, havia quem pagasse até 3 000 dólares de ágio pelo Miata, como também era chamado nos EUA.

Foi ainda sucesso de crítica: a imprensa louvava a ideia de um carro barato e divertido, quase extinto na época. Todos enalteciam o prazer ao volante e o aconchego do interior.

Mazda MX-5 Miata

Leve (940 kg) e elegante, ele exibia linhas limpas e agradáveis, combinando nostalgia e modernidade. A carroceria com a cabine recuada foi projetada com o auxílio de computadores, que definiram a alma do MX-5: ele tinha uma rigidez excepcional, bem diferente de seu único rival, o decano Alfa Spider.

Mazda MX-5 Miata

Com um motor 1.6 16 V de duplo comando e com 116 cv, era apenas mediano nos números absolutos: 0 a 100 km/h em 12,25 segundos. Mas eles não transcreviam a diversão da direção comunicativa, dos freios moduláveis e das respostas rápidas do motor.

Destaque para o câmbio de curso curto e o acerto da suspensão independente. Inicialmente subesterçante, bastava um toque no acelerador para provocar uma deliciosa saída de traseira controlável.

Mazda MX-5 Miata

O jornalista Peter Egan definiu-o como “o mais notado e popular carro” que já havia passado pela revista Road & Track, superando Ferrari Testarossa e Lotus Turbo Esprit. Em 1990, ganhou ABS e câmbio automático, mas um motor 1.8 de 133 cv surgiria só em 1994, para lidar com o peso extra dos itens de conveniência e novos reforços estruturais.

Mazda MX-5 Miata

Era tão bem idealizado que ficou por dez anos sem alterações significativas, sendo considerado por muitos um clássico moderno. A segunda geração veio em 1998, maior e mais pesada, sem os faróis escamoteáveis, mas com linhas sofisticadas e interior caprichado.

Sem repetir a sucesso do antecessor, deu lugar à terceira geração na linha 2006, quando aposentou o nome Miata nos EUA. Agora o público espera pela quarta geração, na esperança de que ele recupere a diversão a baixo custo.

ASTRO POP

O Mazda MX-5 é o conversível de maior sucesso da história, segundo o Guinness Book: 250.000 unidades em 1992, 500.000 em 1999, 750.000 em 2004 e 900.000 em 2011. O milionésimo MX-5 ficará para a quarta geração, desenvolvida em parceria com a Fiat.

FICHA TÉCNICA – Mazda MX-5 1993
Motor 4 cilindros em linha, 1,6 litro
Potência 116 cv a 6 500 rpm
Torque 13,8 mkgf a 5 500 rpm
Câmbio manual de 5 marchas, tração traseira
Carroceria conversível, 2 portas, 2 lugares
Dimensões comprimento, 395 cm; largura, 167 cm; altura, 129 cm; entre-eixos, 227 cm
Peso 940 kg
0 a 100 km/h 12,25 segundos
Velocidade máxima 177,7 km/h

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s