Kia Stonic: um SUV compacto para brigar de verdade no mercado

Baseado na plataforma do Kia Rio, ele vai concorrer com EcoSport e Captur na Europa

SUV compacto é derivado do Kia Rio (Divulgação/Kia)

A Kia apresentou na Europa o Stonic, sua aposta para o efervescente segmento dos SUVs compactos. Baseado na plataforma do hatch Kia Rio – que deverá chegar ao Brasil até o ano que vem –, terá como concorrentes Nissan Juke, Peugeot 2008, Renault Captur, Ford EcoSport e Jeep Renegade.

De design mais realista e alinhado com o de outros carros da marca, o Kia Stonic não abandona a grade “nariz de tigre” característica dos carros da marca.

A Kia fala em 20 combinações possíveis para as cores de teto e carroceria (Divulgação/Kia)

O porte é o mesmo do excêntrico Hyundai Kona, apresentado na última semana mas que, de acordo com a Kia, é baseado em plataforma mais antiga. Em comparação com o Rio, o Stonic é 4,3 cm mais alto e usa rodas aro 17″.

O visual promete pitadas de ousadia, com pintura em dois tons que permitiria até 20 combinações. Já o interior traz detalhes em cores vivas e também personalizáveis. As linhas internas são limpas e destacam a central multimídia com tela de 7″ e Android Auto e Apple Car Play, que é de série em todas as versões.

Cor de detalhes do painel também é personalizável (Divulgação/Kia)

Diz a Kia que há duas configurações de direção e suspensão: uma específica para a Europa e outra para a Coreia do Sul, onde ele será fabricado. Para outros mercados a fabricante sul-coreana tem o KX3 – que inclusive será fabricado no México, de onde deverá ser exportado para o Brasil.

Serão quatro as opções de motores. O principal é o 1.0 3 cil. T-GDI (com turbo e injeção direta) com 118 cavalos, que estará disponível com câmbio manual de seis marchas e, mais tarde, com um automatizado de dupla embreagem e sete marchas.

Contorno ao redor da central multimídia e das saídas de ar tem efeito interessante (Divulgação/Kia)

Outros dois motores a gasolina , porém aspirados, serão os 1.25 de 84 cv e o 1.4 de 100 cv, ambos com câmbio manual. Um 1.6 de 110 cv será a única opção diesel.

Coluna C cria o efeito de um santantônio na traseira (Divulgação/Kia)

Entre os sistemas de segurança estarão frenagem de emergência autônoma com reconhecimento de pedestres, alerta de colisão frontal, detecção de ponto cego com alerta de trânsito cruzado traseiro e sistema de aviso de alerta para entrada em estradas. O preço inicial é estimado em 15 mil libras (R$ 63 mil) para o Reino Unido. O início das vendas está previsto para agosto. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Felippe M Moura

    A kia perde muito mercado e confiança do consumidor no BR por não ter uma grande fabrica aqui no BR.

  2. William Carlos

    O sucesso para vender esse carro vai depender da faixa de preço que eles irão trabalhar aqui no Brasil