Jaguar F-Type ganha motor de quatro cilindros com 300 cv

Nova opção de motorização será oferecida nas versões mais simples

F-Type de entrada agora tem motor 2.0 turbo de quatro cilindros (Divulgação/Divulgação)

Para o desespero dos puristas, mais um superesportivo foi contaminado pelo downsizing. Depois dos Porsche 718 Boxster e Cayman, o Jaguar F-Type ganhou uma nova configuração com motor turbo de quatro cilindros.

Prometendo grande eficiência energética, o modelo chega ao Reino Unido por cerca de R$ 197.000 (em conversão direta, sem adição de impostos). Ainda não há previsão de quando o cupê chegará o Brasil – por aqui, a versão mais acessível do F-Type (com motor V6) custa R$ 447.818.

Assim como nos alemães, a estreia da nova motorização causou mudanças na gama do britânico. Agora, o F-Type passará a ter cinco níveis: o primeiro, sem nomenclatura, é chamado apenas de F-Type; o segundo, é o R-Dynamic; o terceiro adota o nome 400 Sport (V6 3.0 de 400 cv); o quarto é o R (V8 5.0 de 550 cv); enquanto o quinto, e topo de linha, permanece com o sobrenome SVR (V8 5.0 de 575 cv).

Por fora, a única diferença está na saída central única de escape (Divulgação/Divulgação)

Para as duas primeiras, além dos já conhecidos motores V6 3.0 de 340 ou 380 cv, a Jaguar oferecerá também o inédito 2.0 turbo de quatro cilindros da linha Ingenium, a mesma que equipa os atuais Jaguar XE e Land Rover Evoque e Discovery Sport. Para o F-Type, porém, o motor entrega 300 cv e 40,8 mkgf – sempre acompanhado de um câmbio automático de oito marchas e tração traseira – com a promessa de ir de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos.

Interior não muda, com exceção da nova central multimídia InControl Touch Pro. Na foto, a versão 400. (Divulgação/Divulgação)

De acordo com a Jaguar, a motorização recebeu uma série de ajustes para ser o 2.0 mais potente e eficiente já produzido por ela. Entre eles, a marca cita os injetores de combustível otimizados e montados em posição central nos cilindros, os rolamentos de cerâmica da turbina que reduzem o atrito e a integração do coletor ao turbocompressor para reduzir o turbo lag.

Motor tem uma série de ajustes para ser o 2.0 turbo mais potente já produzido pela Jaguar (Divulgação/Divulgação)

A redução de 52 kg no eixo dianteiro em relação à mesma versão equipada com motor V6 deve alterar levemente a dirigibilidade do esportivo. Já o ronco nãofica comprometido, mesmo se tratando de um “pequeno” motor de 2 litros. Por fora, a única diferença visual fica para a saída central única de escape, diferentemente das demais configurações, com duas ou quatro saídas.

Entre os aparatos tecnológicos, o F-Type R-Dynamic incorpora faróis full led, frenagem de emergência, assistente para saídas involuntárias de faixa, monitoramento de fadiga do condutor e sistema multimídia InControl Touch Pro de alta definição.

Motor 2.0 da linha Ingenium rende 300 cv de potência (Divulgação/Divulgação)

Com a mecânica inédita, o F-Type aumenta sua rivalidade contra o Porsche 718 Cayman. Recentemente, o cupê alemão adotou um 2.0 turbo de quatro cilindros também com 300 cv de potência, porém com 38,8 mkgf de torque. Segundo a Porsche, com câmbio PDK de sete velocidades, o esportivo vai de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s