Honda antecipa pequenas mudanças visuais no Fit

Alterações visuais serão replicadas no modelo brasileiro, mas itens de segurança devem ficar de fora

Dá pra notar as alterações? Faróis, grade e para-choque são novos (divulgação/Honda)

Lançado por aqui em 2014, o Fit será reestilizado no Brasil ainda neste ano. Se você está ansioso para saber o que muda, a Honda já divulgou as imagens do novo Fit.

Poucas vezes se viu uma atualização tão sutil como a realizada pela marca japonesa. As alterações incluem uma nova grade frontal, para-choques redesenhados e novos faróis de neblina. Além disso, as luzes de direção diurnas (DRL) e lanternas ganharam leds.

Guias de leds foram adotadas nos faróis (divulgação/Honda)

Em alguns mercados o Fit 2018 terá sutis alterações internas, incluindo a adoção de um sistema multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque. O monovolume também evoluiu em segurança, ganhando piloto automático adaptativo com frenagem automática, identificação de pedestres, assistente de permanência em faixa e sensor de reconhecimento de placas de trânsito.

Interior em dois tons é peculiaridade do Japão, que também terá vários itens de segurança (divulgação/Honda)

Assim como seu antecessor, o novo Fit será oferecido com várias opções de motorização na Europa e na Ásia, como o 1.5 de quatro cilindros em linha e injeção direta de combustível, que entrega aproximadamente 130 cv.

Trata-se de uma motorização diferente (e mais moderna) da aplicada no Fit brasileiro, que rende até 116 cv se abastecida com etanol. Nas fotos, aparece a versão híbrida japonesa, que combina um motor 1.5 a combustão (com 110 cv) com um elétrico (30 cv).

Lanternas com leds lembram as do Civic (divulgação/Honda)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Raphael Luciano

    Carro de entregador de pizza nos EUA, chega aqui com um valor abusivo e sem itens de segurança, já andei com o modelo e é super duro, só é bonito e pronto, lá nos EUA tem o Civic Hatch, por 24 mil dólares muito mais potente, e o Fit também é ou seja uma montadora para vender carros lá precisa ter segurança e qualidade, agora aqui basta ser muito caro que o povo adora pagar, quanto mais caro melhor!!!! Fala sério né, carro com tela de 7 polegadas lá é o mínimo, agora aff acorda bandos de Índios Tupiniquins.

  2. Raphael Luciano

    Andei com o modelo de 2016.

  3. Carlos Eduardo S Pinheiro

    Concordo Raphael Luciano… procure a reportagem do Estadão “Honda e Toyota provam que fazem o que bem entendem no Brasil” ou mesmo veja os comentários dos donos do fit g3 no comentários na web. Não consigo entender a lógica de pagar mais por um honda ou toyota, pois de cara a pessoa “já paga” por um suposto problema no futuro!!! Ou seja, paga-se mais por algo que pode vir a ocorrer. E convenhamos: é muito difícil a pessoa tirar um carro zero, seja lá de que marca for, ou mesmo seminovo com garantia, e ainda ter algum problema sério!!! Vai ser conservador assim sei lá onde!!!