Grand Cherokee Trackhawk: o SUV mais potente do mundo

Com 717 cavalos, 89,1 mkgf e tração integral, novo Jeep acelera de 0 a 96 km/h em 3,5 segundos

Para-choques trocou os faróis de neblina por aberturas de ventilação funcionais

Para-choques trocou os faróis de neblina por aberturas de ventilação funcionais (divulgação/Jeep)

Enquanto as atenções estão voltadas para o futuro Challenger Demon, a parte Chrysler da FCA apresentou discretamente nada menos que o SUV mais potente (e o segundo mais rápido) do planeta: o Jeep Grand Cherokee Trackhawk.

O motor V8 6.2 HEMI com supercharger é quase o mesmo do Challenger Hellcat. São 717 cavalos – a maior potência já vista em um SUV de fábrica – e torque um pouquinho menor que o do cupê (89,1 mkgf a contra 89,8 mkgf).

Motor V8 6.2 HEMI: 717 cavalos e 89,1 mkgf

Motor V8 6.2 HEMI: 717 cavalos e 89,1 mkgf (divulgação/Jeep)

O sistema de lubrificação tem maior capacidade para lidar com a principal diferença mecânica entre o Trackhawk e o Hellcat: a tração 4×4 do Jeep – o cupê traciona apenas as rodas traseiras. Além disso, o novo Cherokee mantém uma habilidade valorizada nos EUA: pode rebocar uma carga de até 3.265 kg.

A transmissão automática de oito marchas também veio do Hellcat, adaptada para funcionar com a caixa de transferência Quadra-Trac, capaz de dividir o torque entre os eixos dianteiro e traseiro em uma proporção 60/40 em modo Towing (reboque) para até 30/70 em modo Track. Em situações cotidianas, a divisão de torque é de 40/60.

Aceleração de 0 a 96 km/h é de 3,5 segundos, com máxima de 289 km/h

Aceleração de 0 a 96 km/h em 3,5 segundos, com máxima de 289 km/h (divulgação/Jeep)

Há paddle-shifts no volante, e o tempo de troca varia de meio segundo em modo de condução Normal para até 160 milisegundos em modo Track. O sistema Selec-Trac ainda possui os modos Snow e Sport, e também modifica os ajustes de suspensão e direção.

Os discos de freio dianteiros são os maiores já vistos em um Chrysler/Dodge/Jeep: 15,75 polegadas mordidas por pinças Brembo com seis pistões. Atrás, discos de 13,78 polegadas e pinças de quatro pistões. Segundo a Jeep, para frear esse mastondonte com mais de 2 toneladas de 96 km/h a 0 são necessários apenas 34,7 metros.

Discos de freio de quase 16 polegadas e pinças Brembo com até seis pistões

Discos de freio de quase 16 polegadas e pinças Brembo com até seis pistões (divulgação/Jeep)

Vestindo esses conjuntos, rodas aro 20 de alumínio finalizadas com titânio, com duas opções de pneus: Pirelli 295/45Z Scorpion (para qualquer condição de clima) ou Pirelli PZero (mais esportivos e focados na aderência).

Curiosamente, por fora vai ser difícil diferenciar o Trackhawk do SRT8 (anteriormente o Grand Cherokee mais potente da linha). A nova versão traz um para-choque modificado, sem as luzes de neblina logo abaixo dos faróis, mas com aberturas de ventilação maiores para o motor e o óleo.

Quatro saídas de escape na traseira

Quatro saídas de escape na traseira (divulgação/Jeep)

Atrás, as saídas duplas de escape agora são quatro. As laterais e a traseira ganharam os emblemas Supercharged e Trackhawk. E só.

O interior mostra que o padrão de refinamento dos americanos está subindo: há couro Nappa intercalado com camurça e peças de alumínio, criando variação de texturas no console e nos painéis laterais.

Painel tem duas grandes telas configuráveis no centro dos instrumentos e no console

Painel tem duas grandes telas configuráveis no centro dos instrumentos e no console (divulgação/Jeep)

Bancos são revestidos com couro Nappa e camurça

Bancos são revestidos com couro Nappa e camurça (divulgação/Jeep)

A central multimídia Uconnect possui novas telas exclusivas do Trackhwak. Elas permitem monitorar diversos parâmetros de perfomance, como os dados de funcionamento do motor e tração, forças G e cronometragem de voltas.

Central Uconnect exibe configuração dos modos de condução

Central Uconnect exibe configuração dos modos de condução (divulgação/Jeep)

Telas do Trackhawk Performance Pages monitoram funcionamento do carro

Telas do Trackhawk Performance Pages monitoram funcionamento do carro (divulgação/Jeep)

A Jeep afirma que esse monstro acelera de 0 a 60 mph (96 km/h) em 3,5 segundos, com velocidade máxima de 289 km/h e aceleração lateral de até 0.88 g. Trata-se oficialmente do SUV produzido em série mais potente do mundo, mas não o mais rápido: o Tesla Model X atinge os 96 km/h em 3,4 segundos.

Claro que o Tesla é um animal de outra espécie: tem dois motores elétricos (um em cada eixo) com potência combinada de 539 cv e torque instantâneo de 98,6 mkgf. Quando o assunto é combustão, o Trackhawk assume o topo, à frente de Bentley Bentayga, Mercedes GLE 63 S Coupé e BMW X6 M.

Bancos rebatíveis para fazer o carreto mais rápido da história

Bancos rebatíveis para fazer o carreto mais rápido da história (divulgação/Jeep)

E para prevenir que toda essa brutalidade seja aproveitada por incautos manobristas, há um modo Valet que limita potência e torque, desativa o controle de largada, coloca os controles de tração e estabilidade em modo full e registra na memória tudo o que foi feito com o carro.

O preço ainda não foi divulgado, mas baseando-se nos valores do SRT8, estão sendo estimados em iniciais US$ 84.500, com entregas previstas para o último trimestre de 2017.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Humberto Bertolini

    É um absurdo permitir isso! Qualquer carro com mais de 300 CV devia ser proibido de andar nas ruas. É um perigo, é antiecológico e com que direito se pode poluir o ar dessa maneira?