GM negou fusão com FCA, diz jornal

CEO Mary Barra não teria tido interesse no negócio

fabricantes

A tão especulada fusão entre Fiat Chrysler Automobiles e General Motors não acontecerá. Ao menos é o que reporta o jornal The New York Times, afirmando que Mary Barra, CEO da GM, não se interessou pelo negócio proposto por Sergio Marchionne, homem-forte da FCA.

Além de criar uma gigante automotiva, a fusão entre as duas companhias, de acordo com o plano de Marchionne, seria fundamental para o corte de custos envolvidos com desenvolvimento de novos projetos, produção e comercialização de carros. Apesar disso, Barra vetou uma reunião para tratar do assunto, tendo como pressuposto o interesse da GM em caminhar sozinha.

O NY Times também menciona que promover uma fusão com outra grande companhia não é a única possibilidade de negócio aventada por Marchionne. Gigantes da área de tecnologia, como Apple e Google, também estariam na mira, sobretudo no que diz respeito a eventuais parcerias para o desenvolvimento de seus futuros e aguardados veículos autônomos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s