Ford apresenta o novo EcoSport brasileiro na Argentina

SUV reestilizado terá novas opções de motores, fim do câmbio Powershift e segue com estepe na traseira; pré-venda começa em julho

Dianteira tem estilo inspirado no Edge (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

A Ford não quis esperar a abertura do Salão de Buenos Aires para revelar o novo EcoSport. Grande responsável por iniciar a onda de SUVs compactos no Brasil, em 2003, o modelo foi redesenhado e terá novas motorizações.

O design inclui uma dianteira inspirada no Edge. Faróis, grade e para-choques foram redesenhados. Em contrapartida, a traseira é praticamente a mesma, inclusive com o estepe do lado de fora do veículo. Nos mercados europeu e norte-americano (onde o Eco começa a ser vendido pela primeira vez ainda em 2017), o SUV troca o pneu sobressalente por um kit de reparo de emergência.

Diferente do EcoSport do hemisfério norte, brasileiro manteve o estepe na traseira

Diferente do EcoSport do hemisfério norte, brasileiro manteve o estepe na traseira (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

O interior é novo, destacando a tela da central multimídia SYNC 3 (o mesmo utilizado no Focus e no Fusion) no topo do console central. Logo abaixo ficam as saídas de ar condicionado e os comandos digitais de climatização.

Saídas de ar condicionado ficam em posição mais baixa (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

O volante multifuncional – emprestado do Focus – traz comandos do sistema de som e do piloto automático. Haverá ainda uma tela de TFT entre os instrumentos analógicos e revestimento em duas cores em algumas versões.

Painel de instrumentos terá tela entre os mostradores (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

O EcoSport terá duas opções de motorização: as versões mais baratas (como a FreeStyle) virão com um inédito 1.5 TiVCT de três cilindros em linha, com duplo comando de válvulas variável, na admissão e no escape. Segundo a Ford, são 137 cv e 16,2 mkgf de torque máximo. Ele guarda muitas semelhanças com o 1.5 EcoBoost do Fiesta europeu, mas dispensa a injeção direta de combustível e o turbocompressor.

Já as configurações mais caras terão motor o 2.0 Direct Flex (com injeção direta), que entrega 178 cv no Focus se abastecido com etanol. A controversa transmissão automatizada de dupla embreagem Powershift será substituída por uma caixa automática convencional de seis velocidades.

Motor das versões de entrada será o inédito 1.5 TiVCT de três cilindros (divulgação/Ford)

A apresentação oficial do novo EcoSport acontecerá durante o Salão de Buenos Aires, realizado na capital argentina entre os dias 10 e 20 de junho. A pré-venda começa em meados de julho e as primeiras entregas serão realizadas em agosto.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Giovanni Bianchi

    As saídas de ar condicionado centrais muito baixas isso acho um absurdo… O volante do Focus é excelente, mas acho que um caro de categoria diferente (e superior até) “desvaloriza” o modelo Focus e os donos não devem gostar disso, já que pagam mais caro. Independentemente disso, acho que cada carro deveria ter o seu próprio volante, ainda que sejam parecidos com os outros modelos..

  2. MARCELLO SOARES DA SILVA

    SOBRE O COMPARATIVO FOCUS, NOVO CRUZE E GOLF, FALAR QUE O FOCUS TEM A SUSPENSÃO DURA COM ESSA SUSPENSÃO MULTI LINK, E PNEUS PERFIL 050 É PIADA; O FOCUS PRIVILEGIA O CONFORTO, NÃO CASA COM A OPINIÃO DOS MELHORES ESPECIALISTAS.
    O FOCUS É O QUE MELHOR ABSORVE AS IRREGULARIDADES DO PISO.

  3. Esse grande nicho do farol de neblina me lembrou a dianteira da Toro…pra mim foi claramente inspirado no nicho para faróis da Toro.

  4. Francisco Fagundes

    O farol de neblina gigante tirou a beleza da frente do carro, ridículo.

  5. Ramon Esteves Torres

    Se eu não tivesse lido a matéria e visto apenas as fotos teria dito se tratar de um modelo da JAC!!! Talvez o T5… Esse modelo só não está tão parecido com os chineses como os modelos da Peugeot!!!

  6. Felippe M Moura

    Putz, com essa PORCARIA DE STEP na traseira CONTINUA NO ERRO, MATANDO O CONSUMIDOR BRASILEIRO além de não ser legal ESTETICAMENTE falando. Depois vão reclamar das vendas né Ford. E essa tela para fora do painel foi feita justamente para quê só se for para quebrar com uma simples tapa no painel e gastar um horror de dinheiro para comprar outra.