Dez carros que acumularam mais de 1 milhão de km no hodômetro

Detalhe: mais da metade dos modelos são de marcas alemãs

Bater os 200 mil quilômetros rodados no hodômetro de um carro não é algo assim tão incomum, principalmente para quem pega estrada todos os dias. Porém, superar a casa de 1 milhão de km e ainda ter poucos problemas ao decorrer dessa longevidade é um feito para uma parcela pequena de modelos (e proprietários).

Confira abaixo os carros que já rodaram o suficiente para dar dezenas de voltas ao redor da Terra.

Volvo P1800 (1966): 4,8 milhões de km

Volvo P1800

Apesar de já ter rodado inacreditáveis 4.800.000 km – o suficiente para seis bate-e-volta da Terra até a Lua! -, este Volvo P1800 ano 1966 continua impecável, digno de frequentar eventos do cacife de Pebble Beach. O clássico é usado da maneira que deve por Irv Gordon, seu dono: em roadtrips pelas estradas americanas.

Único proprietário desde a retirada da concessionária, Irv ultrapassou os 4,8 milhões de km em 2013. Apesar de ter feito a retífica do motor 1.8 de 100 cv três vezes, tanto a carroceria, o câmbio e os eixos permanecem originais. Ele inclusive já explicou para QUATRO RODAS quais os segredos de manutenção e uso para dar vida quase eterna ao seu carro.

 

Mercedes-Benz 200D W115 (1971): 4,6 milhões de quilômetros

Mercedes-Benz 200D W115 taxi

Este Mercedes-Benz 200D W115 ano 1971 alcançou a marca de 4,6 milhões de km, quase todos a trabalho, servindo como táxi na cidade de Atenas, na Grécia. Seu proprietário, Gregorios Sachinidis, comprou outros dois motores para o carro nunca ficar parado enquanto o outro conjunto motriz (um 2.0 diesel de 56 cv) estivesse em manutenção.

Ao saber da história, a Mercedes comprou o veterno para preservá-lo e exibi-lo, presenteando o taxista com um novo C 200 CDI.

 

Volkswagen Fusca (1963): 2,6 milhões de quilômetros

VW Fusca

Um modelo 1963 do clássico Fusca conseguiu rodar 2.600.000 km ao longo dos 30 anos em que viveu junto com seu antigo dono, o americano Albert Klein. Nesse tempo, o proprietário foi fazendo um diário de bordo e anotando seus gastos enquanto curtia o besouro: sete motores 1.2, três caixas de câmbio, 150 pneus e cerca de 125.000 litros de gasolina. Sua aposentadoria foi decretada em 1993, quando foi parar num museu.

 

Lincoln Town Car (1983): 2,1 milhões de quilômetros

Lincoln Town Car

O Lincoln Town Car é um verdadeiro ícone do american way of life, e um dos mais famosos modelos da divisão de luxo da Ford nos Estados Unidos.

Um modelo fabricado em 1983 acumulou no seu hodômetro 2,1 milhões de quilômetros nas mãos de um aposentado do Kansas, que teve que retificar o motor e a transmissão ao menos uma vez, sem nunca abrir mão do conforto dessa barca, que tem até Jeremy Clarkson entre seus fãs!

 

Mercedes-Benz 250 SE Coupe (1966): 2,06 milhões de quilômetros

Mercedes-Benz 250 SE Coupe

Mais um Mercedes-Benz na lista, dessa vez um modelo 250 SE de 1966. Nas mãos do primeiro dono, ele acumulou 1,6 milhão de km até o proprietário falecer em 1992.

O exemplar continuou na família e rodou por mais 10 anos até ser vendido para outra pessoa, que continuou utilizando o automóvel diariamente em Los Angeles (uma das cidades mais congestionadas do mundo), acumulando em média 70.000 km por ano. Apesar de o motor ter passado por quatro retíficas, o veículo ainda tem uma ótima condição mecânica e ganhou até prêmios da Mercedes.

 

Mercedes-Benz 200D W124 (1988): 1,9 milhão de quilômetros

Mercedes-Benz 200D W124

O terceiro Mercedes-Benz da lista é um 200D W124, usado por 14 anos como táxi na cidade de Porto, em Portugal. O sedã atingiu 1,9 milhão de km com seu motor diesel e não sofreu sequer uma única falha, o que atesta seu apelido de panzer. Atualmente o carro está no museu da Mercedes, em Stuttgart.

 

Chevrolet Silverado 3500 HD (2006): 1,7 milhão de quilômetros

Chevrolet Silverado 3500 HD

Nos Estados Unidos, não é tão difícil encontrar picapes que alcançaram mais de milhão de quilômetros no hodômetro. Mas essa Chevrolet Silverado 3500 HD de 2003 surpreende por ter rodado 1,7 milhão de km em apenas 7 anos – ou quase 243 mil km a cada doze meses.

Além da robustez mecânica (com motor diesel Duramax), um dos fatores determinantes para o recorde foi a manutenção preventiva de seu dono. Em maio, houve um caso no qual o dono de uma Tundra 2007 alcançou a mesma quilometragem da Silverado, ganhando de presente uma nova da Toyota.

 

BMW 325i E30 (1989): 1,6 milhão de quilômetros

BMW 325i E30

O quinto representante alemão da lista dessa vez não é um Mercedes, mas sim um BMW 325i da geração E30 de 1989. Com o objetivo de testar seus novos óleos sintéticos, a Mobil comprou um exemplar para testes. Ao longo de apenas quatro anos, o carro rodou nada menos que 1,6 milhão de km, fazendo apenas a manutenção de rotina.

Ao final dos testes, eles desmontaram o BMW e viram que o motor estava em bom estado. Há rumores que a Mobil fez isso para convencer a BMW a usar o seu óleo como de fábrica em seus carros.

 

Saab 900 Turbo SPG (1989): 1,6 milhão de quilômetros

Saab 900 SPG Turbo

A finada sueca Saab tem como um de seus ícones o 900 Turbo Aero, um veículo bem à frente de seu tempo. Equipado com um motor 2.0 turbo de 177 cv, uma unidade da versão Turbo SPG ano 1989 bateu a marca de 1,6 milhão de km em 17 anos. Entre as manutenções, foram três juntas de cabeçote, mas o turbo aguentou firme a alta quilometragem e o motor e a transmissão permaneceram intocáveis. O esportivo está atualmente num museu nos Estados Unidos.

 

Porsche 356 C (1964): 1,6 milhão de quilômetros

Porsche 356

Guy Newmark é um felizardo dono de um Porsche 356 1964, adquirido zero quilômetro por seu pai. Desde então, ele dirige o clássico esportivo com motor boxer a ar diariamente — nada de deixá-lo parado na garagem para ser o carro do final de semana. Com isso, atingiu 1,6 milhão de quilômetros recentemente, tendo de refazer o motor por três vezes. Como reconhecimento, a Porsche registrou em vídeo a bonita história desse clássico alemão:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Jonas Souza Pereira

    Tanques de guerra e principalmente os motores diesel que a dinossaura lei brasileira proíbe seu uso rm veículos de passeio

  2. Micky Oliver

    Piada! Se fez o motor então não rodou milhões orra nenhuma!

  3. Leonardo do Vale

    3 Mercedes na lista 😉
    Mas isso não depende apenas da montadora, os donos também devem ser cuidadosos, são exemplos para nós!

  4. Paulo Seixas

    Meu Escort SW 98 já esta nos 500 mil sem nunca sofrer retifica… O segredo é trocar o óleo a cada 4 mil km no máximo… Tive um corcel ll 1983 a alcool que já estava com 600 mil sem retifica do motor quando foi roubado… Se tivéssemos uma gasolina de qualidade no Brasil, certamente meus carros passariam de um milhão sem retifica.