Chevrolet mostra novos Tracker e Cruze hatch

SUV compacto começa a ser vendido no fim de novembro; versão hatch do Cruze chega em 2017

Chevrolet Tracker

As novas gerações de Cruze Sport6 e Tracker são as principais atrações da Chevrolet no Salão do Automóvel, que acaba de realizar sua coletiva de imprensa no evento. E antes que você pergunte: não, os preços ainda não foram divulgados.

Baseado no novo Cruze sedã, o Cruze Sport6 investe na esportividade. Com carroceria 21 cm menor que o irmão de três volumes, arrematada por uma traseira hatchback com spoiler incorporado e lanternas exclusivas. Seu design também tem diferenciais na dianteira, com para-choques inspirados na versão americana RS.

 

Por dentro, o Cruze Sport6 manteve as dimensões do sedã, resultando em bom espaço para as pernas no banco de trás. Nas especificações divulgadas nos EUA, o porta-malas aumentou em relação ao sedã, passando de 440 para 524 litros – o porta-malas do hatch tem altura maior até o vidro, e não é obstruído pelo mecanismo de abertura da tampa.

Chevrolet Cruze Sport6

Mecanicamente, seu principal atrativo é o motor 1.4 turbo de 153 cv e 24,5 mkgf abastecido com etanol, combinado a uma transmissão automática de seis marchas com opção de trocas sequenciais. Em nossas primeiras Impressões ao Dirigir com o Cruze Sport6, publicadas na QUATRO RODAS de novembro, constatamos que o ajuste de suspensão é um pouco mais firme e esportivo que o do sedã.

Chevrolet Cruze Sport6

Assim como o modelo três-volumes, o hatch será vendido no Brasil em duas versões de acabamento (LT e LTZ), com vendas a partir de 2017.

A nova geração do Tracker também faz sua estreia nacional na feira. A dianteira segue a nova identidade da Chevrolet, com uma grade mais fina acompanhada por uma grande abertura no para-choques. Já a traseira não traz grandes novidades, resumindo-se às lanternas redesenhadas.

 

Debaixo do capô, porém, tudo muda. O SUV agora traz o eficiente motor 1.4 turbo do Cruze (provavelmente com a mesma calibração, 153 cv e 24,5 mkgf  com etanol) com câmbio automático de seis marchas no lugar do antigo 1.8.

Chevrolet Tracker

O interior foi redesenhado em sintonia com o exibido pelo Cruze. Sai de cena o painel compartilhado com o Sonic e entra um de visual mais convencional, com conta-giros e velocímetro analógico e a tela do computador de bordo do lado direito. Assim como a maioria dos novos modelos da marca, o utilitário esportivo oferece o OnStar, serviço de rastreamento e concièrge desenvolvido pela Chevrolet.

Chevrolet Tracker

O carro chega às lojas no fim de novembro em duas versões de acabamento: LT e LTZ. Dependendo da configuração, o Tracker pode vir com alerta de ponto cego, câmera de ré com alerta de movimentação traseira, direção com assistência elétrica e ajustes de altura e profundidade e acionamento da ignição por botão no painel.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s