Agora nacional, Nissan Kicks ganha mais equipamentos

Versão SL agora oferece retrovisores com rebatimento elétrico e alerta de colisão com assistente de frenagem de emergência

Versão de entrada S tem calotas e para-choques com detalhes pretos (divulgação/Nissan)

A Nissan revelou detalhes e conteúdo de todas as versões do Kicks fabricado no Brasil. Como a própria marca já havia revelado anteriormente, a principal novidade é o lançamento da versão S, tabelada a R$ 70.500 com câmbio manual de cinco marchas.

A configuração de entrada S sai de fábrica com ar-condicionado analógico, suporte para cadeirinhas Isofix, bancos revestidos em tecido, rodas de aço de 16 polegadas com calotas e vidros elétricos nas quatro portas.

Na versão mais simples, o painel digital das versões SV e SL foi substituído por mostradores convencionais. Opcionalmente, o Kicks S também pode receber controles de tração e de estabilidade e assistente de partida em rampas.

A transmissão CVT será oferecida para ele em breve, segundo a montadora. Por enquanto, apenas a versão para pessoas com deficiência (PcD) dispensa o pedal de embreagem. Seu preço é de R$ 68.640.

A antiga versão intermediária SV Limited foi substituída pela SV, que será vendida exclusivamente com câmbio CVT por R$ 85.600. Além dos equipamentos presentes na S, o carro ganha controles de tração e de estabilidade, assistente de partida em rampas, câmera de ré, sensor de estacionamento, destravamento das portas e partida do motor sem chave, faróis de neblina, para-choques na cor do veículo, retrovisores elétricos, rodas de liga leve de 17 polegadas, central multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque e sistema de navegação por satélite (GPS).

Airbags laterais e do tipo cortina e revestimento em couro são os únicos opcionais para a SV, agrupados em um pacote chamado Pack Plus.

Versão SL terá alerta de colisão entre os opcionais (divulgação/Nissan)

A versão topo de linha SL (R$ 94.900) acrescenta airbags laterais e do tipo cortina, maçanetas cromadas (que eram na cor da carroceria no Kicks mexicano), central multimídia Multi-App com suporte a Android Auto e Apple CarPlay (a mesma dos modelos March e Versa), retrovisores com rebatimento elétrico, ar-condicionado digital, acendimento automático dos faróis, câmera de visão em 360 graus e painel digital.

Antes oferecidos de série, os faróis dianteiros com leds agora fazem parte do Pack Tech (R$ 2.400), que inclui o inédito sistema de alerta de colisão, funcionamento com três graduações: aviso sonoro e visual no painel, segundo aviso sonoro e visual com frenagem parcial (caso o motorista não apresente reações) e frenagem total para evitar ou diminuir o impacto iminente em uma colisão.

(divulgação/Nissan)

A lista de opcionais inclui ainda pintura metálica (R$ 1.350), pintura bitom (R$ 1.500) e interior com revestimento em cores como marrom e creme (R$ 500), disponíveis de acordo com a cor externa do veículo.

Por fim, a Nissan também oferece novas opções e combinações de cores para o Kicks: vermelho Malbec com interior preto, prata com teto preto, branco com teto preto, cinza com teto preto e preto com teto cinza grafite.

Nova tonalidade Vermelho Malbec vem com interior preto, mas teto é da cor da carroceria (divulgação/Nissan)

Por fim, a Nissan também oferece novas opções e combinações de cores para o Kicks: vermelho Malbec com interior preto, prata com teto preto, branco com teto preto, cinza com teto preto e preto com teto cinza grafite.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Aproveitando a produção nacional o modelo poderia adotar o motor MR18DE mais o câmbio de 6 marchas utilizados no Tiida. Daria um incremento no desempenho sem comprometer o consumo.

  2. George Ramos

    E o volume do tanque de combustível, ainda continua pequeno, não mexeram nesse quesito??

  3. George Ramos

    Não mexeram no pequeno volume do tanque de combustível?? Era para ter sido ampliado!!

  4. Daniel Saraiva

    Concordo com o Rafael Lima. Poderia vir com o câmbio de 6 marchas. O Kika é mais pesado e tem mais arrasto que é o march uma marcha não iria sobrar. Finalmente uma roda 16. Não entendo essa obssecao por rodas grandes. PS: Poderia ter aqui a opção de responder os comentários dos outros usuários. A concorrência já faz!

  5. Rockton Kaus

    Esse carro é uma piada, tem motor de enceradeira, freio a tambor e eixo de torção. Coisas da década de 80 por um preço astronômico. Além de tudo, não tem porta-mas e foi inspirado em uma versão de uno para o Jaspion.

  6. wagner silvestre

    Continua sem cruze control?