Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Usado do mês
VW Passat Variant
Fevereiro 2009

VW Passat Variant

Bonita e espaçosa, ela tem ótima relação custo-benefício, mas é preciso ficar de olho no preço das peças

Por Fernando Garcia
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

A família cresceu e já não dá mais para acomodar os filhos e toda a bagagem nas viagens. Mas você não quer uma simples perua, quer uma perua com grande espaço interno, requintada, com o status de um importado e que ainda tenha um toque de esportividade. Com tudo isso, a Passat Variant torna-se uma opção tentadora: uma 1.8 Turbo 2003, com câmbio Tiptronic, ABS, bancos de couro e teto solar, sai na tabela por 42 000 reais (valor em janeiro de 2009). Mas, com o dinheiro na mão, neste momento do mercado você consegue preços até 7 000 reais* abaixo da tabela.

Importada da Alemanha desde 1994, começou a fazer sucesso em 1998, com a quarta geração, nas versões: 1.8 20V de 125 cv, 1.8 Turbo de 150 cv e 2.8 V6 de 193 cv. Todas com ar, direção, airbag duplo e freios a disco com ABS. Como opcional, havia teto solar, banco de couro e câmbio automático de quatro marchas para a 1.8 e Tiptronic de cinco para as outras.

A próxima reestilização chegaria em 2001. Tudo foi alterado, até o porta-malas, que subiu de 471 para 495 litros. O motor 1.8 dava lugar ao de 2.0 de 116 cv, que já vinha com câmbio automático de quatro marchas e ar digital. A Turbo e a V6, por sua vez, recebiam banco com ajuste elétrico, teto solar, disqueteira e sensor de chuva. No ano seguinte, a 2.0 saía de linha.

Em 2005 viria outra geração, com nova plataforma (a mesma do Golf alemão), motor 2.0 16V FSI Turbo de 150 cv e Tiptronic com seis marchas. O porta-malas era um exagero: 603 litros. Disponível só na versão Comfortline, incorporava todos os itens de série das versões anteriores e mais sensores de farol e de chuva – as lâmpadas de xenônio eram opcionais. A 2.0 Turbo de 200 cv só chegou no ano seguinte e, em 2007, veio a 3.2 V6 de 250 cv, que trazia tração integral.

Ao comprar uma Variant, atenção com as peças, que são caras, mas que nas lojas do paralelo ou importadoras custam até dez vezes menos. Por isso, só compre a perua se estiver com os carimbos de revisão e trocas de óleo em dia, principalmente nas Turbo, que costumam ser mais maltratadas.


FUJA DA ROUBADA
Evite as vers ões blindadas, pois a maioria possui revenda difícil, não costuma ser aceita pelas seguradoras e sua mecânica pode estar maltratada pelo excesso de peso.


A VOZ DO DONO


“Uma das características que me agradam na minha Passat Variant é a relação custo-benefício. Ela oferece ainda excelente espaço interno, motor 1.8 turbo de 150 cv que responde rápido e um câmbio Tiptronic de cinco marchas que propicia menor consumo e maior conforto em trânsito pesado.”
Renato Santana, 42 anos, empresário, São Paulo (SP)

O QUE EU ADORO
“É um carro completo, confortável e muito espaçoso. Além disso, quem compra uma Variant leva toda a tecnologia embarcada a que tem direito por um preço bem acessível.”
Dinart Pacelly, 32 anos, designer, Campina Grande (PB)

O QUE EU ODEIO
“A manutenção é muito cara. Já a suspensão, apesar de confortável, é algo que me incomoda, devido ao excesso de barulhos e trepidações em ruas de paralelepípedos.”
Leandro Del Santo, 23 anos, gerente de telemarketing, Curitiba (PR)


NÓS DISSEMOS
SETEMBRO DE 1998


“A Variant utiliza o mesmo motor 1.8 20V de 125 cv que impulsiona o Passat e os Audi A3 e A4. (...) A Variant venceu as avaliações de espaço/ergonomia e custos. A primeira foi dividida em três subitens: conforto, capacidade do porta-malas e visibilidade. Mondeo e Variant apresentam bom padrão de acabamento e, com os bancos dianteiros parcialmente afastados para trás, o espaço para as pernas de um ocupante de 1,76 m que viaja atrás é o mesmo. (...) O nível de ruído interno é tão baixo que todos a bordo podem conversar em voz baixa.”

 


PREÇO DOS USADOS (EM MÉDIA)

 

1998
1.8 manual: R$ 21 769
1.8 turbo: R$ 23 005
1.8 Turbo Tiptronic: R$ 24 505
2.8 V6: R$ 25 806

1999
1.8 manual: R$ 18 654
1.8 turbo: R$ 25 016
1.8 Turbo Tiptronic: R$ 25 814
2.8 V6: R$ 26 993
2.8 V6 Tiptronic: R$ 27 654

2000
1.8 manual: R$ 27 104
1.8 turbo: R$ 29 485
1.8 Turbo Tiptronic: R$ 30 617
2.8 V6: R$ 36 025
2.8 V6 Tiptronic: R$ 36 386

2001
1.8 manual: R$ 36 827
1.8 turbo: R$ 37 251
1.8 Turbo Tiptronic: R$ 38 225
2.8 V6 Tiptronic: R$ 51 649

2002
1.8 turbo: R$ 41 963
1.8 Turbo Tiptronic: R$ 42 862
2.8 V6 Tiptronic: R$ 58 617

 


PREÇO DAS PEÇAS*

 

Parachoque dianteiro
Original: R$ 4 848
Paralelo: R$ 339

Farol Completo (cada um)
Original: R$ 2 746
Paralelo: R$ 239

Retrovisor (cada um)
Original: R$ 1 700
Paralelo: R$ 384

Lanterna traseira (cada uma)
Original: R$ 798
Paralelo: R$ 337

Amortecedor dianteiro (cada par)
Original: R$ 1 519
Paralelo: R$ 410

Amortecedor traseiro (cada par)
Original: R$ 1 408
Paralelo: R$ 360

*Para o 1.8 20V 2000

 


PENSE TAMBÉM EM UM...

 


Grand Tour: nacional e mais nova

Se você está pesquisando uma Passat Variant, por que não dá uma olhada na versão perua do Renault Mégane? Tem como vantagem ser fabricada no Brasil e se tratar de um design igual ao do zero. Outros trunfos são o seguro menor e o preço inferior: por 45 000 reais leva-se uma Grand Tour 2006, com ar, ABS, CD player, direção elétrica e rodas de liga. Mas, se você quer desempenho, aí fica devendo, pois só tem motor 1.6 flex de 110/115 cv e 2.0 gasolina de 138 cv. A suspensão macia demais também não ajuda, sem falar no excesso de ruídos.

 


ONDE O BICHO PEGA

 

Ar-condicionado: Algumas versões equipadas com o ar-condicionado digital Climatronic costumam apresentar com o tempo problemas por mau uso ou falta de manutenção. Os sintomas são ruídos vindos do motor do compressor e dificuldade para gelar. Por isso, teste antes da compra todos seus recursos e veja também se não apresenta vazamentos no carpete.

Porta-luvas: Não é difícil encontrá-lo com a fechadura quebrada. Verifique seu funcionamento, pois uma tampa completa custa 760 reais na concessionária. Suspensão Folgas e ruídos vindos da suspensão, que é formada por quatro braços de alumínio de cada lado, são comuns nos Passat, especialmente em cidades de piso irregular. Alguns donos costumam substituí-los por outro kit mais reforçado, encontrado em importadores ou lojas especializadas em suspensão. Porém o preço é salgado: 2 000 a 2 500 reais.

Freios: Se a luz do ABS ficar acesa, deve ser culpa de um módulo queimado. O recondicionamento vai lhe custar cerca de 700 reais, mas a troca da peça não sai por menos 5 000 reais em autorizadas.

Turbina: Nos modelos Turbo é comum a presença de borra, provocando falhas de lubrificação da turbina. Em geral, isso acontece devido à mistura no motor de dois tipos de óleo, mineral e sintético.

Recall: Cheque se já foi feita a verificação do limpador de parabrisa do ano/modelo 2006, que corria o risco de travar em dias de chuva.






Publicidade