Renault Sandero
Espaçoso e com ótimo custo-benefício, o hatch peca quando os assuntos são acabamento e barulhos na direção
Por Fernando Garcia | Fotos: Marco de Bari | 28/02/2013
TEXTO  

Nos últimos anos surgiu uma categoria de hatches compactos que trazia mais espaço que os modelos tradicionais, ideal para quem precisa levar mais gente e bagagem sem precisar apelar para um sedã. É o caso do Renault Sandero. Fruto da plataforma B0 (a mesma do Logan), seu maior trunfo está no bom espaço interno e no porta-malas (320 litros, acima dos 285 do VW Gol). Por causa desses atributos, em quatro edições consecutivas (2008 a 2011) da pesquisa Os Eleitos de QUATRO RODAS, o Sandero sagrou-se o hatch premium mais elogiado por seus donos.

Lançado no fim de 2007, possuía três versões. A básica, Authentique, utilizava um motor flex 1.0 16V (77/76 cv) ou 1.6 8V (95/92 cv) e, de série, só trazia banco traseiro bipartido e rodas de aço aro 14. Com as mesmas motorizações, a Expression acrescentava direção hidráulica, limpador traseiro e ar quente. A top, Privilège, oferecida somente com o 1.6 8V ou 1.6 16V de 112/107 cv, incluía vidros e travas elétricos, rodas aro 15 de aço (8V) e de liga (16V) e ar-condicionado. Era reconhecida por ter maçanetas e espelhos pintados. Havia ainda a aventureira Stepway 1.6 16V, com suspensão mais alta e alguns adereços estéticos com aparência off-road.

Os compradores do Sandero eram seduzidos pelo excelente custo-benefício, o que incluía a garantia de três anos, rara nesse segmento. Porém eles não pouparam críticas ao acabamento e ao isolamento acústico de portas e painel, aos tecidos de baixa qualidade e à má localização dos botões para abrir os vidros (no centro), problema solucionado só na linha 2012, com leve reestilização.

Todas as versões são bem aceitas entre os usados e têm boa liquidez, mas dê preferência aos pacotes com ar-condicionado e trio elétrico, mais procurados. Fique atento a alguns detalhes importantes na hora da compra, como o estado dos bancos e do acabamento. Uma queixa comum são os constantes ruídos na direção hidráulica. A Renault chegou até a convocar um recall nos modelos 2012 para a troca da caixa, pois havia o risco de travamento da direção em caso extremo.



FUJA DA ROUBADA


Não vale a pena investir nas versões peladas – algumas foram até carros de frota. Geralmente, o desconto concedido não compensa o incômodo da falta de equipamentos e a dificuldade de revenda no futuro.



NÓS DISSEMOS




>> Confira na edição

Abril de 2008“A gente sua para carregar o porta-malas de coisas que não vai usar, liga o ar-condicionado em dia frio e sobe umas ladeiras íngremesque não estavam no trajeto, só para ver se o Sandero 1.6 8v é melhor ou pior que o Sandero 1.6 16v. (...) o motor de 16 válvulas é melhor, tem mais fôlego em qualquer situação. (...) o porta-malas tem 320 litros e banco bipartido. em comprimento, o Sandero está mais para Astra que para corsa. mas mesmo nesta versão privilegiada ele é pobre de regulagens (o volante é fixo e o ajuste de altura do assento exige que você levante o corpo) e forrações(a parte da frente do banco tem veludomacio, mas a de trás usa plástico simples).”



PREÇO DOS USADOS (EM MÉDIA)


Authentique 1.0 16V
2009: 20 035
2010: 22 155
2011: 22 830
2012: 23 879

Expression 1.8 8V
2009: 23 361
2010: 25 316
2011: 27 578
2012: 29 357



PREÇO DAS PEÇAS


Amortecedor dianteiro (cada um)
Original: 193
Pralelo: 276

Pastilhas dianteiras (jogo)
Original: 122
Paralelo: 66

Farol complete (cada um)
Original: 360
Paralelo: 264

Para-choque dianteiro
Original: 626
Paralelo: 347

Embreagem
Original: 613
Paralelo: 350



PENSE TAMBÉM EM UM…
VW Fox




Se você quer um hatch cujo destaque seja o espaço, conheça o Fox. Além do banco traseiro corrediço, que pode ampliar o porta-malas de 260 para 353 litros (o Sandero tem 320 fixos), há melhor aproveitamento de espaço para os ocupantes que viajam atrás, especialmente para a cabeça. Outras vantagens são seus 17 porta-objetos e o grande estoque de peças para pronta entrega. O acabamento é melhor, em especial a partir de 2009, ainda que abuse do plástico. A garantia de três anos e o bom atendimento da rede fazem a alegria dos donos de Sandero, mas este perde no número de autorizadas: são 200 contra 619 da Volkswagen.



ONDE O BICHO PEGA



Direção: A caixa de direção é alvo de reclamação, como mostrou a seção Autodefesa de abril de 2012. O problema estaria na folga na carcaça da caixa de direção, que causa constantes barulhos, além de desgastes irregulares dos pneus dianteiros por causa da dificuldade para fazer o alinhamento correto.

Acabamento: Portas e painel de instrumentos são grandes fontes de ruídos, também por causa do mau isolamento acústico. Às vezes um simples reaperto de parafusos pode resolver o problema. No forro de portas, uma solução simples é desmontar e aplicar feltro adesivo, vendido em papelarias ou lojas de material de construção.

Bancos: Problema crônico da linha Sandero e Logan, o revestimento dos bancos é frágil e desfia com facilidade. Por isso não se esqueça de checar também o tecido dos assentos traseiros.

Espelhos e maçanetas: Essas peças, quando não são pintadas, desbotam facilmente com a exposição ao sol. A solução é aplicar silicone ou renovador de partes plásticas, vendidos em lojas de acessórios ou hipermercados.

Suspensão:
Costuma apresentar ruídos mesmo nos carros pouco rodados. Dependendo do caso, pode ser preciso substituir as buchas da barra da direção. A troca, já com a mão de obra, não sai por menos de 750 reais. Vale lembrar que mesmo nos modelos mais novos, a garantia geralmente não cobre esse serviço.



A VOZ DO DONO



“Possui espaço interno muito bom para um hatch compacto. O porta-malas também atende bem às minhas necessidades. Outro ponto forte do meu Expression 1.6 8V é o consumo: faz a média de 9 a 10 km/l na cidade, com etanol, e 12 a 13 km/l na estrada. A única reclamação vai para o acabamento interno, que poderia ser melhor.”

Dalton Nunes de Oliveira, 27 anos, analista de logística, osasco (SP)



O QUE EU ADORO


“Tem design bonito, é espaçoso e a visibilidade é excelente perto de outros carros que eu já tive. Gosto do excelente atendimento da concessionária e da garantia de três anos.”

Cilene Cunha da Silva, 38 anos, bancária, Goiânia (GO)

O QUE EU ODEIO


“O excesso de barulho dos plásticos de porta e painel me incomoda bastante em ruas de pavimento ruim. E olha que meu Sandero 2011 tem apenas 15 000 km.”

Antonio Carlos de Siqueira, 40 anos, representante comercial, rio de Janeiro (RJ)

PUBLICIDADE

  • Novo Corolla
  • Up
  • Logan
  • HB 20
  • Prisma
  • Novo Ka
  • Golf VII
  • Focus
  • Tracker
  • New Fiesta
  • | A-Z |

PUBLICIDADE