Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Usado do mês
Fiat Palio Adventure
Maio 2012

Fiat Palio Adventure

Espaçosa e confiável, a perua é ideal para aventuras urbanas e trilhas leves, graças à suspensão robusta e elevada

Por Felipe Bitu | Fotos: Marco de Bari e Christian Castanho
Lista de matÉrias por data:

TAMANHO DA LETRA  

A Palio Adventure tem seu lugar reservado na história. Cabe a ela a primazia de ter desbravado o caminho para um segmento que viria a se tornar uma tendência mun- dial, o dos aventureiros urbanos. Com visual sugestivo e suspensão elevada e de maior curso, a Fiat desenvolveu a perua de uso misto que desde 1999 se mostra apta a enfrentar vários tipos de piso.

Para isso, ela conta com pneus de uso misto e componentes reforçados (como bandejas de aço forjado). O apelo off-road é arrematado pelos apliques de plástico na carroceria. Críticas só ao espaço do banco traseiro e ao acabamento interno, com plásticos de baixa qualidade e encaixes imperfeitos.

Quem desejar uma Adventure deve iniciar a procura pelos modelos 2005, primeiro ano do motor 1.8 flex (110/106 cv). Direção hidráulica, ar-condicionado e rodas de liga leve são equipamentos de série, mas vidros traseiros elétricos, freios ABS, air-bag duplo e sidebags só havia como opcionais.

Em 2009, sofreu mudanças substanciais: frente exclusiva, mais agressiva, e piscas nos retrovisores. O bloqueio de diferencial Locker (útil em terrenos enlameados) e a suspensão ainda mais alta evidenciavam a pretensão de equipará-la a um SUV leve. Enormes pneus 205/70 R15 deram mais porte e presença, mas prejudicaram estabilidade e consumo.

FreiosABS, airbag e sidebags ainda são opcionais, ao lado de rádio com MP3 com Bluetooth e sensor de faróis, de chuva e de ré. A novidade ficava para os bancos de couro e, nos modelos 2010, para o câmbio automatizado Dualogic. No mesmo ano, airbags dianteiros e ABS passaram a ser de série. A partir de 2011 o Locker virou opcional e o 1.8 8V da GM cedeu lugar ao Fiat E.torQ 1.8 16V, de 106/110 cv.

Ela apresenta grande nível de satisfação entre os donos e não tem problema mecânico crônico: sua robustez e sua confiabilidade são unanimidade entre os mecânicos. A única ressalva fica para as peças de reposição, consideradas caras. A rede alega que os descontos são generosos, por isso é preciso sempre pesquisar e pechinchar nas autorizadas.



FUJA DA ROUBADA


O pacote High Safety Drive (que traz ABS e airbag) 
é o opcional mais procurado e vale
a compra. Já as versões básicas sem vidro elétrico traseiro nem regulagem de altura de banco são as que têm menor liquidez no mercado.



NÓS DISSEMOS
Julho de 2008




>> Confira na edição


"Com as alterações, era de esperar que
a Adventure melhorasse o desempenho em trilhas leves. Mas, se você tem uma Adventure antiga, provavelmente se lembrará dela com carinho ao dirigir a Locker no asfalto. O novo modelo inclina demais a carroceria em curvas (em algumas delas chega a incomodar) e andar rápido definitivamente não é seu ponto forte. Não pelos bons números obtidos em nossa pista de testes (...), mas pelo comportamento. A cada acelerada, é possível sentir a carroceria inclinar. (...) resumindo: a perua perdeu em estabilidade e ganhou em conforto e em habilidade para o fora de estrada."



PREÇO DOS USADOS ( EM MÉDIA )

Adventure

2005: 24805
2006: 26580
2007: 27699
2008: 31900
2009: 38399
2010: 41020



PREÇO DAS PEÇAS (para modelos 2005 a 2008)

Amortecedor dianteiro (cada um)

Original: 192
Paralelo: 211

Pastilhas dianteiras (jogo)
Original: 252
Paralelo: 161

Farol dianteiro comum (cada um)
Original: 520
Paralelo: 213

Lanterna traseira (conjunto lateral)
Original: 430
Paralelo: 260

Para-choque dianteiro
Original: 800
Paralelo: 340

Kit de embreagem
Original: 750
Paralelo: 425



PENSE TAMBÉM EM UM...
Ford EcoSport




Principal rival da Palio Adventure, o EcoSport se diferencia por não ser uma versão aventureira adaptada, mas sim projetado para ser utilitário esportivo leve, derivado do Ford Fiesta. Oferece maior espaço interno e já traz o banco traseiro bipartido como item de série, apesar de ter o porta-malas menor (296 litros). Tal qual a Palio, airbags, ABS e bancos de couro são opcionais, mas ele dispõe de duas opções de motor: o RoCam 1.6 é mais adequado a quem procura consumo contido e preço de entrada menor, enquanto o Duratec 2.0 16V destina-se a quem precisa de força nas ultrapassagens com o carro carregado.



ONDE O BICHO PEGA



Corpo de borboleta

Os motores GM Powertrain 1.8 podem apresentar falhas causadas por defeito no potenciômetro
que aciona o corpo de borboleta. Muitas peças foram trocadas
em garantia, mas quem não conseguir terá de desembolsar 200 reais pelo componente.

Câmbio Dualogic

Na versão automatizada, verifique se ele faz a troca de marchas sem muitos trancos. Em casos excepcionais será preciso reprogramar o sistema, o que só deve ser feito na autorizada.

Embreagem

De acionamento hidráulico, algumas unidades apresentaram vazamento no cilindro-mestre, tornando o sistema inoperante. Peça barata e de fácil substituição, o reparo não deve custar mais que 200 reais.

Luz-espia da partida a frio
Comum a todos os Fiat é a luz-espia que se recusa a apagar após o reabastecimento do tanquinho do sistema flex. O problema pode estar na boia do reservatório
ou na borracha de vedação da tampa, que geralmente não são encontrados a pronta entrega.

Alarme
Ele costuma disparar sozinho, sem motivo aparente. Basta uma verificação dos interruptores
das portas e dos sensores de presença no interior do veículo.



A VOZ DO DONO




"Ela é muito valente: a suspensão elevada permite trafegar em ruas alagadas e acidentadas, mas compromete a estabilidade em altas velocidades. Fora o problema do potenciômetro do acelerador, sua manutenção é muito fácil, pois as concessionárias sempre mantêm as peças em estoque. Porém o espaço interno poderia ser melhor."
Márcia Pontes, 47 anos, analista de sistemas , Rio de Janeiro (RJ)

O QUE EU ADORO


"Confortável e espaçoso, agrada principalmente pela robustez e facilidade de manutenção: em dois anos de uso, praticamente não deu dor de cabeça."
Walmir Costa Lima Filho, 45 anos, especialista em logística, capivari (SP)


O QUE EU ODEIO

"O consumo é elevado e a grande altura do solo compromete a estabilidade em curvas de alta velocidade. E não entendo como ela tem menos espaço atrás que Palio e Siena.
Walkyria Fernandes, 50 anos, dona de casa, São bernardo do campo (SP)





» FOTOS


Publicidade