QUATRO RODAS - Chevrolet Corsa Sedan
Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Usado do mês
Chevrolet Corsa Sedan
Maio 2007

Chevrolet Corsa Sedan

Leva a família com conforto e ainda tem cara de novo

Por Alexandre Ule Ramos | Fotos: Paulo Vitale e Marco de Bari
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Quer viajar com a família confortavelmente e sem gastar muito? Então é hora de conhecer o Corsa Sedan, um modelo que oferece bom espaço interno, ajuste de suspensão macio e porta-malas de 439 litros. E ainda tem uma vantagem exclusiva em sua categoria: tem o mesmo design de um zero-quilômetro. Ou seja, você paga menos para levar um sedã com jeitão de recém-saído da loja. Ao pesquisar um usado, tenha em mente que a versão 1.0 a gasolina de 71 cv é lenta nas saídas e retomadas. O baixo torque de 8,8 mkgf se manifesta a 3 000 rpm, sendo insuficiente para dar agilidade a um carro de 1 030 quilos. Mas depois que acelerou ele vai bem, especialmente em velocidade constante na estrada. Se precisar andar carregado, aí o melhor é optar pelo 1.8, que tem desempenho elogiado por seus proprietários, mas fama de beberrão.
Uma crítica comum é o acabamento interno. O plástico e os tecidos de baixa qualidade comprometem a durabilidade dos revestimentos, que mostram as marcas do tempo mesmo com uso cuidadoso.
Quando foi lançada, em 2002, a atual geração não tinha diferenciação de versão, só de motor. A lista de itens de série era minguada. Tinha apenas conta-giros e vidros verdes - todo o resto era opcional. Portanto lembre-se de que a direção hidráulica, apesar de comum nos Corsa usados, nem sempre está presente, mesmo no 1.8. Em 2003 o 1.8 virou Flexpower, com 105 e 109 cv (gasolina e álcool). Em 2004 ganha três versões: a básica Joy, a intermediária Maxx (com ar-condicionado e direção hidráulica) e a top Premium (com vidros e travas elétricos, além de ABS e airbag na versão 1.8). Em 2005 o motor 1.0 passa a ser flex.
O seguro também é considerado baixo: um 1.0 2003 paga cerca de 1 500 reais, para um morador de São Paulo, casado, com 30 anos. A manutenção também não esconde surpresas: na edição de agosto de 2003, ao desmontarmos nosso Corsa Sedan 1.0 de Longa Duração após 60 000 quilômetros, as peças estavam em ótimo estado, com exceção do desgaste prematuro dos anéis de vedação do motor.


Fuja do mico
Evite a versão 1.0 com embreagem semi-automática, que tem desgaste precoce e é mais cara que a embreagem tradicional. Para piorar, nem todas as autorizadas sabem consertar o sistema.


A voz do dono
"Gosto muito do meu Corsa Sedan 1.0 2002, desde o design até a praticidade de uso. Não dá manutenção e as peças e o seguro são baratos. Mas o motor é muito fraco e o consumo não é tão baixo assim, para compensar essa performance. Outra desvantagem desse carro está na embreagem semi-automática, que se desgasta rapidamente."
Gabriela Federsoni, 30 anos, advogada, São Bernardo do Campo (SP)
O que eu adoro
"Uso meu Corsa 1.8 2003 para o trabalho no dia-a-dia e também para curtas viagens no fim de semana. É fácil de estacionar, tem manutenção barata e porta-malas grande."
Adilson Pereira de Lima, 38 anos, comerciário,São Paulo, (SP)

O que eu odeio
"O desempenho do modelo 1.0 quando carregado é ruim. Em subidas de serra dá vontade de descer e sair andando. Se o ar estiver ligado, então, é pior ainda."
Maria de Fátima Martins, 28 anos, bancária, Curitiba (PR)


Nós dissemos
Agosto de 2003
"E não é que, após 15 meses de convívio com o Corsa, a opinião geral é de que o Sedan 1.0 é excelente para quem curte uma estrada? O conforto do banco do motorista com regulagem de altura, a posição de dirigir, a suspensão bem acertada e a inexistência de ruídos e grilos - mesmo tendo todo o acabamento interno de plástico - deixaram boa impressão no pessoal da redação, que rodou 60492 quilômetros com ele. É verdade que o motor 1.0 de 71 cv do nosso Corsa Sedan não nasceu para desempenhos espantosos. Mas na estrada, após superar a lenta arrancada e as baixas rotações, o motor deslanchava. E haja chão para comprovar isso. Foram exatos 41 210 quilômetros de rodovias."


Preço dos usados (em média)*
2002
1.0 - 22 100
1.8 - 25 350
1.0 Joy- -
1.0 Joy- -
2003
1.0 - 23 500
1.8 - 27 260
1.0 Joy- -
1.0 Joy- -
2004
1.0 - 24 000
1.8 - -
1.0 Joy- 23 800
1.0 Joy- 26 480
2005
1.0 - -
1.8 - -
1.0 Joy- 24 600
1.0 Joy- 27 300
*Valores em reais, coletados em abril


Preço das peças
ORIGINAL
Pára-choque dianteiro - 266
Farol dianteiro - 476
Espelho retrovisor elétrico - 268
Amortecedor dianteiro - 153
Lanterna traseira - 255

PARALELO
Pára-choque dianteiro - 100
Farol dianteiro - 250
Espelho retrovisor elétrico - 190
Amortecedor dianteiro - 80
Lanterna traseira - 180


Pense também em um...

Fiat Siena
Suas qualidades são semelhantes às do Corsa Sedan, como a praticidade no uso diário, grande oferta no mercado de usados, baixo valor de seguro e manutenção relativamente simples. Para quem precisa levar muita bagagem, oferece ainda vantagem extra de ter o maior porta-malas da categoria: são 500 litros. Além disso, o Siena tem melhor desempenho nas versões com motor 1.0.


Onde o bicho pega

Motor barulhento
Como nos demais Chevrolet com motor VHC, a presença de barulhos metálicos no motor 1.0 é motivo de reclamações freqüentes. Segundo a GM, a causa seria uma falha de construção dos pistões. Não compre se houver esse barulho, pois há casos de quebra quando surge o sintoma.

Caixa de direção
Os carros que rodam com freqüência em pisos irregulares tendem a apresentar imprecisão na caixa de direção, fruto de uma folga interna.

Acabamento
As partes plásticas riscam com facilidade. Basta um descuido com um anel ou chave para deixar marcas permanentes. Por isso cheque todo o interior, inclusive a parte traseira.

Suspensão traseira
Ela tende a apresentar rangidos, que se manifestam em lombadas. Fazer o test-drive em ruas de paralelepípedo não ajuda a revelar o problema.

Engasgos
Em dias frios, pode surgir uma instabilidade da marcha-lenta na versão 1.8, além de alguns engasgos ao acelerar. Esse defeito aparece com certa freqüência e costumava ser reparado quando o veículo ainda estava em garantia.

* Reportagem publicada na edição de maio de 2007 da revista QUATRO RODAS





» FOTOS


Publicidade