QUATRO RODAS - Fiat Brava
Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Usado do mês
Fiat Brava
Abril 2005

Fiat Brava

Um hatch para quem busca uma boa relação custo/benefício vestida por um design ainda atraente

Por Alexandre Ramos
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Fora de linha sim, antiquado não. Até hoje ele é considerado bonito, graças às linhas modernas e marcantes, segundo seus proprietários. Estamos falando do Brava. No entanto, mais que o design, é a relação custo/benefício que satisfaz sua (pequena) parcela de público fiel. Faça as contas: um Astra GL 1.8 2001 custa 23600 reais, contra os 22300 reais do Brava ELX, que traz a mais ar-condicionado e quatro portas. Lançado aqui em setembro de 1999 em duas versões, teve vida curta - deixou de ser fabricado em 2003. A versão SX vinha com direção hidráulica, regulagem de altura do volante, ajuste elétrico dos faróis e limpador traseiro. A ELX incluía ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros, toca-fitas e imobilizador. O motor era o mesmo 1.6 16V do Palio de 1996, mas com 7 cavalos a menos (99 cavalos) - para enquadrar o Brava numa faixa menor do IPI. Em 2000, surgiu o esportivo HGT, com rodas de liga leve, acabamento exclusivo, mais itens de série e motor 1.8 16V de 132 cavalos. Em 2001, trocou-se o 1.6 16V nacional por outro italiano, o Corsa Lunga ("curso longo", em referência aos pistões), com 106 cavalos.

Seu maior defeito é o preço de peças. Assim, prepare-se: um jogo de juntas do motor italiano custa 718 reais e o do nacional fica em 499. Outro cuidado é com a correia dentada, que quando quebra ou salta da polia causa grandes estragos. Foi o que ocorreu com 15 dos 59 donos ouvidos para esta reportagem, que gastaram de 1900 a 2300 reais no conserto. Há a recomendação para trocar a correia a cada 60000 quilômetros, o que nem todos os donos cumprem à risca. Mas não são raros casos de quebra antes dessa quilometragem. Na dúvida, o melhor é trocar a correia ao comprar um usado.


Onde o bicho pega

BOTÕES DO VIDRO ELÉTRICO

Cheque todos, pois às vezes eles funcionam, outras vezes não. Mas há casos em que deixam de operar de uma vez. No passado, havia a orientação da Fiat de trocá-los nos veículos que fossem à autorizada.

QUADRO DE INSTRUMENTOS

É comum o mau funcionamento nos marcadores, em geral o de combustível e o de temperatura do motor. Também houve orientação da Fiat para o conserto grátis do problema.

SUSPENSÃO DIANTEIRA

A principal fonte de ruídos que partem da dianteira está nas bandejas, que têm buchas frágeis demais para nosso piso. Isso já seria um problema, mas o quadro pode ser pior: cada bandeja custa na autorizada 530 reais.

BOMBA DE GASOLINA

Apresenta defeitos freqüentes, mesmo nos carros que estavam na garantia. O motor começa a falhar e num determinado momento pode deixar de funcionar.

CD PLAYER

Nos modelos que têm o equipamento original de fábrica, o sistema que puxa o disco pode danificar o CD e ainda não tocá-lo. Portanto não se esqueça de levar um disco quando fizer o test drive.


A voz do dono

"Comprei meu Brava 2000 há três anos, com 13000 quilômetros. Com 49000, a correia dentada estourou. Ao levar o carro para uma oficina, a triste constatação: 11 válvulas empenadas. Custo total da brincadeira: 2400 reais. Isso porque o reparo foi feito em oficina particular, pois na concessionária sairia bem mais caro. No geral, estou satisfeito. O carro me atende bem, é confortável e econômico. O que dá medo é o preço de algumas peças, que realmente são caras."

Sandro Sérgio de Oliveira, 35 anos, Maceió (AL)


Nós dissemos

"O Brava vem com o mesmo motor 1.6 de 16 válvulas do Palio e dá conta com dignidade de ultrapassagens e arrancadas. No teste de QUATRO RODAS, mostrou mais esperteza para retomar e para acelerar que o Astra 1.8 e o Golf 1.6 - que têm 100,5 e 101 cavalos. (...) O Brava é confortável no plano, faz as curvas com eficiência, mas incomoda um pouco os passageiros com solavancos quando enfrenta terreno acidentado. De resto, dá conta do recado. E muito bem."

QUATRO RODAS, outubro de 1999


Preço de peças

Original

Farol dianteiro - 487
Espelho esquerdo - 231
Amortecedor dianteiro (cada) - 174
Pastilhas (jogo dianteiro) - 221
Lanterna traseira (cada) - 363

Paralelo

Farol dianteiro - 450
Espelho esquerdo - -
Amortecedor dianteiro (cada) - 146
Pastilhas (jogo dianteiro) - 150
Lanterna traseira (cada) - 170


O lado negro do recall branco

A legislação brasileira diz que o recall é obrigatório apenas nos defeitos que envolvem a segurança. Quando atingem a mecânica ou o acabamento, a montadora geralmente orienta a concessionária, por meio de boletins técnicos, a reparar o defeito. É o "recall branco". No caso do Brava, houve pelo menos três deles: para o cabo do quadro de instrumentos, para os botões dos vidros elétricos e para problemas na lubrificação dos tuchos e no variador de fases do comando do motor 1.8, que gerava ruído em excesso. Esse procedimento não é exclusivo da Fiat, pois se sabe, por exemplo, que a GM expediu boletins para a pré-ignição dos primeiros V6 4.3 vendidos no país, recomendando às autorizadas o uso de aditivo. Nos Brava que foram a concessionárias mesmo após a garantia, houve a orientação para que fosse feito o conserto de graça. Mas esses defeitos não foram notificados aos proprietários que não estiveram nas revendas - e às vezes nem aos que foram. Por isso, vários desses Brava apresentam defeitos até hoje. Infelizmente esse procedimento já não é mais adotado. Consultada, a Fiat não se manifestou sobre o recall branco até o fechamento desta edição.


Preços médios dos usados (em reais)*

1999

SX 1.6 16V - 18 800
ELX 1.6 16V - -
HTG 1.6 16V - -

2000

SX 1.6 16V - 19 800
ELX 1.6 16V - 20 800
HTG 1.6 16V - 22 200

2001

SX 1.6 16V - 21 200
ELX 1.6 16V - 22 330
HTG 1.6 16V - 23 700

2002

SX 1.6 16V - 22 900
ELX 1.6 16V - 24 000
HTG 1.6 16V - 25 600

2003

SX 1.6 16V - 25 000
ELX 1.6 16V - -
HTG 1.6 16V - 28 000

*Valores apurados em março

Fonte: Molicar

* Reportagem publicada na edição deabril de 2005 da revista QUATRO RODAS





» FOTOS


Publicidade