QUATRO RODAS - Peugeot 206
Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Usado do mês
Peugeot 206
Junho 2004

Peugeot 206

Que desenho velho, que nada! O carrinho ainda é amado por seu estilo esportivo e conjunto equilibrado

Por Alexandre Ramos
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Alguém pode até dizer que o Peugeot 206 está com seu desenho envelhecido. Afinal, foi lançado como importado em 1999 e como nacional em junho de 2001. Mas saiba que estará contradizendo o mercado. Quem compra um 206 ainda acha que o design esportivo é sua principal qualidade - e está feliz da vida com ele.

Segundo a pesquisa Os Eleitos 2003, feita com donos de carros nacionais, o 206 é o hatch compacto com o maior índice de satisfação quanto ao estilo. Outro indício de que seu visual continua agradando é que ele foi mantido na leve reestilização que houve na linha 2004.

Quer mais provas? O 206 tem um conjunto equilibrado, oferecendo boa relação entre desempenho, conforto, consumo e estabilidade. Na QUATRO RODAS de novembro de 2001, o Selection Pack 1.0 16V venceu o comparativo com Gol 1.0 16V Plus, Palio ELX 1.0 16V Fire e Clio RN 1.0 16V.

Peugeot que vende bem é Peugeot equipado. Por isso a versão de sucesso é a Soleil, com ar-condicionado, direção hidráulica e vidros elétricos. E olha que ela não é barata. Enquanto um Soleil 2002 custa
21200 reais, um Palio ELX 1.0 16V Fire equivalente fica em 19500 reais.

Outras opções são a Selection (básica, que não tem direção hidráulica nem como opcional) e Selection Pack (intermediária). Opte sempre pela direção hidráulica, que facilita a revenda. Também é um dos raros casos em que o dois e o quatro portas têm a mesma procura.

Uma dica: cheque na documentação se ele foi remarcado, o que reduz seu valor em mais de 30%. Culpa do número do chassi na traseira, que pode ser afetado em pequenas batidas.

A voz do dono - "Comprei um Soleil 1.0 16V em 2001, novo. As maiores qualidades são design, consumo e conforto. O maior defeito são os ruídos internos. Nos buracos, a impressão é que chacoalha tudo. O carro nunca deu problema, mas acho a manutenção um pouco cara. Mesmo assim tenho vontade de ter outro desses."
Flávia de Azevedo Lima, 30 anos São Paulo (SP)

Nós dissemos - "Dois fatos chamaram a atenção ao volante. Primeiro o câmbio, bem escalonado, que apresenta engates muito leves, embora com o curso da alavanca um pouco longo. O segundo foi a suspensão. Em pisos regulares, o 206 andou firme, transmitindo segurança nas curvas. Na cidade,
essa firmeza torna-o um carro duro."
QUATRO RODAS, Novembro de 2001

IMPORTADO ou NACIONAL? - O Peugeot 206 foi lançado no Brasil em março de 1999, como importado, com motor 1.6 8V, de 90 cavalos. O 206 com motor 1.6 16V só chegaria em meados de 2002, fabricado aqui. Visualmente, o importado (argentino ou francês) é idêntico ao nacional. No mercado, há até gente que desconhece que existe uma versão importada do 1.6. E o número de pessoas que sabe que o 1.6 nacional é diferente do 1.6 estrangeiro é menor ainda. A única maneira de diferenciá-los é o logotipo "16V" em vermelho, na tampa traseira, e o "110 cv" na lateral do 1.6 nacional. No resto, é tudo igual. Com relação à depreciação de preço entre um e outro, não há muita diferença. O importado só é mais barato porque é mais antigo, e não porque é importado.

* Reportagem publicada na edição de junho de 2004
da revista QUATRO RODAS





» FOTOS


Publicidade