Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | testes
Pneus remold
Julho 2004

Pneus remold

Um pneu remold custa metade de um modelo novo. fizemos o teste para saber se a economia vale a pena

Por Wilson Toume / fotos Paulo Vitale
Lista de matrias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Ningum tem certeza de onde vem o nome remold - deve ser de "remodelado", do ingls remolded. Mas esse tipo pneu cada vez mais conhecido por quem tem automvel. Segundo estimativa da Anip (Associao Nacional da Indstria de Pneumticos), os remold abocanharam 10% do mercado de passeio em 2003, que foi de 12,5 milhes de unidades no total. A razo da popularidade o preo. Os remold - que so pneus remanufaturados, feitos a partir das estruturas (carcaas) de pneus usados - custam em mdia 50% menos que os similares novos. Mas ser que eles entregam a mesma segurana, conforto e desempenho?

Para responder a essa pergunta ns decidimos testar as principais marcas do mercado. A medida escolhida, 185/60 R14, foi a do veculo usado no teste, o Renault Clio 1.0 16V. E os pneus, os BS Colway Millennium, Itapneu IGTV Sport SP, Pneuback M-5000, Sterling ST3-A e Tyrex Raptor Ecologic. Alm dos remold, porm, elegemos tambm uma marca tradicional para que os leitores pudessem comparar no s o desempenho dos remold entre seus pares, mas tambm com um jogo de pneus novos. A marca escolhida foi uma das trs homologadas pela Renault para o Clio 1.0 16V.

Os pneus foram submetidos a uma bateria de testes que avaliou o consumo de combustvel e o nvel de rudo do carro com cada um dos jogos, a tendncia aquaplanagem, a aderncia em pista seca e molhada e a capacidade de frear em piso seco e molhado. Ainda na fase dos preparativos, um exame visual revelou que uma das carcaas do modelo da Itaipava possua trs consertos internos que colocavam sua integridade sob suspeita. E, de fato, esse pneu apresentou problemas. Antes de serem levados para o campo de provas, os pneus passaram por um assentamento: rodaram 100 quilmetros em estrada, com velocidade constante. Sem motivo aparente, o Itapneu esvaziou durante o percurso. Ao desmontar a roda, ficou constatado um defeito de fabricao, que resultou em um furo minsculo na lateral do pneu, o que motivou a retirada desse jogo do teste. Outro detalhe que chamou a ateno foi a dificuldade em balancear as rodas, durante a montagem dos pneus remold, um sinal de que eles possuem uma distribuio de peso desequilibrada, em sua construo.

Cada pneu novo nos custou 217 reais, enquanto o preo dos remold varia de 95 a 115 reais a unidade. Os remold foram retirados nas fbricas, que no dispem de pontos de venda especficos, e os novos, adquiridos em um revendedor de Campinas (SP). A diferena de preo convidativa, para quem faz as contas. Mas ns no recomendamos esse tipo de economia. Ao final do teste, ns constatamos que os remold tambm entregam menos conforto, desempenho, durabilidade e, principalmente, segurana.

a virtude est no meio
O melhor pneu o que consegue o desempenho mais regular

lugar-comum entre os fabricantes dizer que pneu um cobertor curto. Eles partem do princpio de que impossvel fazer um pneu perfeito. Sempre que se atende plenamente a um requisito, descuida-se de outro. Assim, o melhor pneu costuma ser o que consegue desempenho mais regular sob todos os aspectos. Em nosso teste, entre os remold, esse pneu foi o Pneuback, primeiro colocado em duas provas, mas dono de performance regular nos outros ensaios. Em comparao ao novo, todos os remold tiveram desempenho inferior, no entanto. Alm disso, consenso entre os fabricantes que os pneus remold tm vida til cerca de 30% menor.

TODOS OS NMEROS
Nvel de Rudo (em decibis) BS COLWAY TYREX STERLING PNEUBACK NOVOS
ponto-morto 43.8 42.9 42.4 42.8 42.7
rotao mxima 72.0 73.3 70.3 71.8 71.5
4a a 80 km/h 63.3 65.4 63.4 63.7 63.5
5a a 100 km/h 68.2 71.2 68.7 68.3 69.4
Consumo de combustvel (mdia, em km/l)
urbano 9.13 9.14 9.13 9.15 9.12
rodovirio 13.82 14.0 13.85 14.15 14.27
Aquaplanagem (km/h) 70 75 75 85 85
Aderncia lateral no seco (segundos) 15.27 15.32 14.99 15.32 14.85
Aderncia lateral no molhado (segundos) 16.72 16.51 16.59 16.48 15.78
80km/h a 0 no seco (metros) 37.0 37.5 36.9 37.0 35.3
80km/h a 0 no molhado (metros) 53.0 56.0 52.3 54.5 48.5

Comeamos o teste pelas provas mais leves, deixando as destrutivas para o final. O primeiro ensaio mediu o nvel de rudo interno do carro, com os diferentes jogos de pneus. Para isso, usamos um decibelmetro, um aparelho especfico para medir o nvel sonoro. Muita gente no se d conta, mas o rudo causado pelo contato dos pneus com o cho pode incomodar. E muito, uma vez que o silncio a bordo um item de conforto. O nvel de rudo est relacionado ao desenho da banda de rodagem e tambm ao composto da borracha. Mas, no caso dos cinco jogos avaliados, no houve grande variao. Nenhum deles alterou significativamente o nvel sonoro dentro do Renault Clio. Em quinta marcha a 100 km/h, por exemplo, a diferena entre o mais barulhento, o Tyrex, e o mais silencioso, o BS Colway, foi de 3 decibis. Segundo os estudiosos, o movimento de folhas carregadas pelo vento provoca 15 decibis.

consumo de combustvel
Baseados na experincia com os pneus novos, no teste realizado na edio de junho de 2002, ns no espervamos diferenas significativas em consumo. Mas era preciso conferir. Para essas avaliaes, realizadas na pista da TRW, em Limeira (SP), utilizamos um medidor de fluxo de combustvel, em conjunto com o computador de testes, o Correvit, simulando o consumo nos regimes de uso urbano e rodovirio. Na cidade, a diferena entre os jogos foi nfima. O Clio fez a mdia de 9 km/l com todos os avaliados. Na estrada houve alguma variao. O rendimento foi menor com o BS Colway, com a mdia de 13,8 km/l, enquanto com o Tyrex - o mais econmico - ficou em 14,0 km/l. Para o pneu novo a mdia foi de 14,3 km/l.

aquaplanagem
Um carro aquaplana quando se forma uma camada de gua entre seus pneus e o piso. Nessa hora, o veculo perde o contato com a estrada e, como diz Galvo Bueno, o motorista vira passageiro. A aquaplanagem pode ocorrer em funo de vrios fatores, como o peso do veculo, a velocidade desenvolvida e a quantidade de gua na pista. No que diz respeito aos pneus, a influncia vem de suas dimenses e do desenho da banda e tambm da calibragem e do estado de conservao. Essas caractersticas determinam a capacidade dos pneus de drenarem a gua e manterem-se em contato com o solo.

No teste, controlamos todas as variveis possveis, para observar apenas a participao dos pneus na aquaplanagem. O teste foi realizado com o mesmo veculo e piloto, em um trecho de 400 metros do Campo de Provas da Pirelli, em Sumar (SP), com uma lmina d'gua de 6 milmetros de altura constante. O pneu que se deu bem na gua foi o Pneuback, porque o desenho de sua banda de rodagem possibilitou a melhor drenagem da gua. Com esse jogo foi possvel manter o Clio sob controle at 85 km/h, mesma marca do pneu novo. O Tyrex, com desenho similar, mas menos eficiente, foi o segundo melhor, chegando at os 80 km/h antes de esquiar. Sterling e BS Colway foram, nessa ordem, os que deixaram a desejar, permitindo que a gua influenciasse no movimento do carro.

aderncia lateral
O objetivo nessa prova era percorrer a pista circular de 300 metros de extenso e 50 metros de raio da pista da Pirelli no menor tempo possvel, mantendo o carro sob controle.

Sobre piso seco, os nicos que conseguiram realizar a volta num tempo abaixo dos 15 segundos foram os novos e os Sterling. Ao volante do carro, porm, o reprter Adriano Griecco notou grandes diferenas de comportamento. Os pneus Sterling dobraram menos nas curvas, revelando uma estrutura lateral mais firme. E, alm disso, eles foram os donos da melhor aderncia entre os remold, provavelmente graas a um composto mais macio. Os Pneuback, ao contrrio, se mostraram muito moles na estrutura e duros no composto. Faziam com que o carro escorregasse mais, exigindo correes de trajetria. Os jogos da BS Colway e da Tyrex foram muito parecidos, tanto na diferena de tempo quanto na necessidade de correes constantes de trajetria. Eles se mostraram menos flexveis que os Pneuback, mas sem a aderncia dos Sterling.

Com a pista molhada, foi hora de conferir a eficincia dos desenhos das bandas de rodagem em escoar a gua. Dessa vez, o Pneuback, que no foi bem no seco, deu o troco e se saiu melhor que os concorrentes (ele j havia obtido um bom resultado nas provas de aquaplanagem). Mas o jogo da Tyrex, embora tenha obtido o segundo melhor tempo, foi o que pediu maiores correes ao volante. Sterling e BS Colway exigiram correes de volante e de acelerao, para retomada de trao, constantes. Os pneus novos se destacaram pela melhor aderncia nas duas condies de piso.

frenagem
Uma das maiores preocupaes tanto para quem produz quanto para quem adquire um pneu a capacidade que ele ter de parar o carro em uma emergncia. Nosso teste mediu a frenagem partindo de 80 km/h at a imobilidade total. Na pista seca, as diferenas de espao entre os remolds foram pequenas. Todos frearam em cerca de 37 metros, enquanto os novos percorreram 35,3 metros. No molhado, houve maior variao nos resultados e os remold precisaram de um espao ainda maior para frear o Clio. O Sterling foi o que se saiu melhor, com a distncia de 52,3 metros. Atrs ficaram o BS Colway, com 53 metros, e o Pneuback, com 54,5. O Tyrex foi o pior, com 56 metros. Ou seja, 7,5 metros a mais que o pneu novo, que parou em 48,5 metros - uma diferena que equivale a dois Chevrolet Celta.

TIPOS DE REFORMA

Recapagem:
consiste em aplicar uma nova camada de borracha apenas na banda de rodagem . comum para pneus de carga, cujo projeto prev a reutilizao. (1)

Recauchutagem: substitui a parte que vai da banda de rodagem at os ombros. (2)

Remoldagem:
toda a estrutura entre os tales coberta com uma nova camada de borracha. (3)


FORA DE PADRO

Em nosso teste, foi Uma das dificuldades em realizar este teste foi encontrar todos os pneus com ndice de velocidade H, para at 210 km/h, recomendado pela Renault. Achamos o BS Colway com ndice S, para 180 km/h. O Tyrex e o Pneuback, com ndice T, para 190 km/h. E s o Sterling era H. Mas, segundo os lojistas, h ainda outros problemas, como a falta de controle em relao origem das carcaas. Eles dizem que em um mesmo jogo de pneus pode haver quatro carcaas diferentes, o que prejudicaria o comportamento dinmico do veculo.






» FOTOS


Publicidade