Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Lançamentos
Renault Fluence
Dezembro 2010

Renault Fluence

Sedã aposta em fórmula consagrada por japoneses para conquistar seu lugar ao sol

Por Vitor Matsubara | Fotos: divulgação
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

A última edição do Salão do Automóvel, realizada entre os dias 27 de outubro e 7 de novembro, apresentou muitas novidades. Uma delas foi o Fluence, novo sedã da Renault que foi apresentado em dezembro, mas chega às concessionárias apenas em fevereiro de 2011.



O modelo foi concebido para agradar os consumidores de Toyota Corolla e Honda Civic, não por acaso líder e vice-líder do segmento de sedãs médios. Por trás da chegada do Fluence está uma cautelosa estratégia de lançamento, tudo para não repetir o desempenho de seu antecessor Mégane, que passou os anos sendo ofuscado pelos rivais.

O Fluence terá duas versões de acabamento e apenas motor 2.0 flex. São 143 cv com etanol e 140 cv com gasolina, com torque máximo de 20,3 mkgf e 19,9 mkgf, respectivamente. A versão de entrada é a Dynamique, que oferece, de série, ar-condicionado digital com duas zonas de regulagem de temperatura, direção hidráulica, compurador de bordo, freios com sistema anti-travamento (ABS), rádio CD Player com reprodução de arquivos em MP3, rodas de liga leve de 16 polegadas, computador de bordo e sensores crepuscular e de chuva.

A versão topo-de-linha é a Privilège, que agrega bancos revestidos parcialmente em couro, controle de estabilidade (ESP), piloto automático, rodas de liga leve de 17 polegadas e sistema de navegação por satélite (GPS) integrado no painel. A partida por meio do botão Start/Stop, recurso introduzido no Mégane, ainda está lá, mas dispensa o encaixe do cartão. Basta deixá-lo no bolso ou em qualquer lugar dentro do carro.

Os preços partem de R$ 59.990 na Dynamique com câmbio manual de seis marchas, passam para R$ 64.990 na mesma versão de acabamento, mas com câmbio automático sequencial, e vão até R$ 75.990 na versão topo de linha, a Privilège. Nas duas versões, pintura metálica acrescenta R$ 850 no preço. Bancos de couro e teto solar na Dynamique somam mais R$ 1.800 e pacote pack (faróis de xenon com regulagem de altura e lavador e teto solar elétrico) na Privilège acrescenta mais R$ 4.000 no preço final.

Por falar em interior, a cabine do Fluence é bem acabada, embora tenha traços conservadores. Os mostradores circulares são inclinados, o que pode dificultar um pouco a leitura das informações. O espaço interno é satisfatório – o Fluence tem 4,62 metros de comprimento e 2,70 metros de entre-eixos – e as regulagens de altura no banco e coluna de direção ajudam a encontrar a melhor posição de dirigir.






Publicidade