Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Corolla
  • Up
  • Logan
  • HB 20
  • Prisma
  • Novo Ka
  • Golf VII
  • Focus
  • Tracker
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Lançamentos
Mini Cooper Roadster S
Julho 2012

Mini Cooper Roadster S

O conversível de dois lugares é bom de ver, mas melhor ainda de acelerar

Por Paulo Campo Grande | fotos: Marco de Bari
Lista de matÉrias por data:

TAMANHO DA LETRA  

A linha Mini não para de crescer. O mais novo lançamento é o Roadster. Ele é o sexto modelo da marca. Os outros são Cooper, Cabrio, Clubman, Countryman e Coupé. Cada qual em diferentes versões: One, S e JCW. A partir de agora, escolher um Mini tomará mais tempo do comprador. Isso porque, apesar de semelhantes, os modelos apresentam propostas diversificadas. É o caso dos conversíveis Roadster e Cabrio. Embora tenham os mesmos faróis, lanternas, rodas, grade (contornos), painel e bancos, de perto os dois sem-teto são bem diferentes.

Visualmente, o para-brisa do Roadster é mais inclinado: 13 graus, precisamente. Sua linha de cintura eleva-se ligeiramente na traseira, enquanto no Cabrio é perfeitamente plana. O Roadster é o único Mini com três volumes definidos (motor, cabine e porta-malas), uma vez que a cabine mais curta liberou espaço para um porta-malas bem definido - modo de dizer, porque sua capacidade é de apenas 280 litros, o suficiente para as malas de um casal: 20 litros para ele, 260 litros para ela. Na traseira, o Roadster também se diferencia por ter ombros mais volumosos, margeando o pequeno aerofólio, que é acionado automaticamente quando o carro atinge 80 km/h.

Por dentro, ele tem dois lugares, enquanto o Cabrio tem quatro, embora o espaço traseiro do Cabrio seja tão discreto que o mais correto seria dizer que ele é 2+2 (leva dois adultos e duas crianças).

A maior diferença entre os conversíveis está no comportamento. Enquanto o Cabrio é um carro para desfilar no fim de semana, de preferência num dia de sol à beira-mar, o Roadster é para ser dirigido em uma estrada, aproveitando as retas e as curvas - respeitando os limites legais de velocidade, obviamente. O Cabrio tem direção leve (embora, direta) e suspensão macia, enquanto o Roadster conta com sistema de direção firme e calibragem de suspensão dura.

O Roadster é um kart. Como recebeu reforços (na traseira, no para-brisa e nas soleiras das portas), por causa da ausência da capota, ele ganhou maior rigidez e ficou com o centro de gravidade mais baixo, o que alterou completamente seu comportamento. Pode-se dizer que ele ficou mais alemão e menos inglês.

Antes de optar por um Mini conversível, o consumidor deve pensar no que espera de um carro. Na estrada, o Cabrio talvez decepcione quem gosta de dirigir mais esportivamente. Na cidade, o Roadster se tornará cansativo para os que privilegiam o conforto. Além de rude, o Roadster é um carro barulhento em nosso piso esburacado, uma vez que a suspensão esportiva não filtra as imperfeições das vias com grande eficiência.

A diferença de preços entre as versões não é grande. O Roadster S (com motor 1.6 de 184 cv e câmbio automático de seis marchas) custa 144 950 reais, contra os 137 950 reais cobrados pelo Cabrio com a mesma configuração de motor e câmbio, bem como equipamentos: ar-condicionado, sistema de som, rodas de liga leve, airbags e ESP. A capota do Roadster tem acionamento manual (mas é fácil abrir e fechar).

Você, com qual das duas ficaria? Na dúvida, comprar um exemplar de cada um não seria má ideia. Basta ter espaço, na garagem e no orçamento.



VEREDICTO


O Mini Roadster é um carrinho divertido, mas seu habitat é uma estrada bem asfaltada. Na cidade, com trânsito e ruas malconservadas, como as nossas, ele é um carro barulhento e cansativo.





» FOTOS


Publicidade