Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Lançamentos
MG 550 1.8T
Maio 2010

MG 550 1.8T

Um sedã de luxo chinês com pedigree inglês

Por Marcelo Moura | Fotos: Marco de Bari
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Depois de Jaguar, Land Rover, Rolls-Royce e Bentley, chega ao Brasil a MG. Virá pelas mãos da MG Motors do Brasil, representante oficial da marca (que é inglesa, mas hoje pertence à chinesa SAIC). O primeiro modelo a chegar é este MG 550, por 94 799 reais (mais frete).

A numeração de chassi começa pelas letras LS (que identificam a fabricação chinesa) e é o nome SAIC que surge no computador de bordo, quando empurro a chave-cartucho que liga o motor. “O carro é montado na China, mas o controle de qualidade é feito pelos ingleses. Foi exigência da rainha da Inglaterra para aprovar a venda da marca”, afirma o importador Juarez de Souza. “O motor de alumínio 1.8 turbo é da MG inglesa e o câmbio automático de cinco marchas é da marca que todo mundo usa, Aisin. E a SAIC é primeiro nível, eles fabricam Volkswagen e GM. A linha de montagem do 550 fica perto da do Cadillac CTS.”

De fato, o padrão de qualidade do 550 está muito acima da imagem que muitos têm da indústria chinesa. As borrachas das janelas são um tanto largas, mas as frestas entre as portas são uniformes e pequenas (da ordem de 3 mm). No crashtest do EuroNCap, conseguiu cinco estrelas. O carro é bonito nas fotos e impressiona ainda mais ao vivo. É grandão, parrudo. Lembra o novo Citroën C5, pelo jeito de cupê musculoso e pelas lanternas traseiras meio puxadas para cima.

Na frente e atrás, temos espaço digno de um BMW Série 5. O 550 não economiza em luxos como persiana (manual) traseira, bancos dianteiros elétricos, teto solar e DVD player com câmera de ré. O acabamento está no bom nível dos carros coreanos de dois anos atrás. Isso é bom, mas não está à altura da expectativa de excelência criada pelo visual da cabine, de estilo radicalmente alemão. O que foge a essa linha é o quadro de instrumentos, quase todo digital.

Em nosso breve test-drive, não pudemos avaliar do que o motor 1.8 turbo de 170 cv é capaz, mas nas curvas ele promete. A preço de Fusion, Jetta, Accord e Azera, o MG 550 não é uma compra irresistível. Mas tem seus encantos.

 

 



VEREDICTO

Tem muita presença, vem completíssimo e vai bem em motor ou acabamento. Interessante.

 





» FOTOS


Publicidade