Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Lançamentos
Ford Edge Limited FWD
Julho 2012

Ford Edge Limited FWD

Mesmo sem tração 4x4, o crossover continua caro

Por Ulisses Cavalcante | fotos: Marco de Bari
Lista de matÉrias por data:

TAMANHO DA LETRA  

Os leitores de QUATRO RODAS estão habituados ao trabalho caprichoso do fotógrafo Marco de Bari. Detalhista, Bari também é discreto. Preferiu não se autorretratar nos cromados do Edge. O SUV, por sua vez, não disfarça a indiscrição por onde passa. A carroceria desfila um visual arredondado, ligeiramente musculoso, e abusa dos cromos na dianteira e nas rodas de 20 polegadas, recursos de estilo que a Ford começou a usar com mais moderação.

Por dentro, o foco das atenções está na tecnologia e no conforto. Quem não é afeito a apetrechos eletrônicos pode se incomodar com tantos botões. Ou até com a falta deles. O sistema de entretenimento, no centro do painel, tem superfície sensível ao toque, que dispensa comandos mecânicos. A mesma peça tem a grife da Sony estampada no plástico brilhante e não é difícil notar o logotipo da Microsoft, empresa que ajudou a desenvolver o MyFord Touch, equipamento que faz a alegria dos fanáticos por conectividade. A tecnologia integra ar-condicionado, GPS, áudio, Bluetooth e até câmera de ré. Dificilmente você não conseguirá ouvir música, já que há duas portas USB, slot para cartão de memória, entrada auxiliar e até uma conexão RCA, que permite ligar equipamentos de áudio e vídeo.

No quadro de instrumentos, duas telas de LCD ladeiam o velocímetro. É possível selecionar as informações exibidas, bem como as cores do mostrador. Da mesma forma, o motorista também seleciona o tom da iluminação interna.

A soma do painel atrás do volante com a tela central e as luzes da cabine acaba criando uma salada cromática confusa de ler. Belo, o acabamento piano black atrai olhares e também muita poeira. Para limpar, nem mesmo uma flanela macia é suficientemente delicada para evitar riscos na superfície e desagradar os mais detalhistas. E isso não é excesso de zelo. O sistema é exclusivo da versão Limited, topo de linha, que custa 150 590 reais, mas o Edge parte de 127 150 reais. Com tração integral, o mais caro vai a 155 890 reais.



VEREDICTO

É agradável de dirigir e rico em tecnologia, mas o preço salgado leva os olhares para Veracruz, XC60 e Land rover Evoque.





» FOTOS


Publicidade