Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Lançamentos
Ford EcoSport
Agosto 2012

Ford EcoSport

Totalmente renovado, o precursor dos SUVs urbanos no Brasil quer desbravar novas trilhas

Por Vitor Matsubara
Lista de matÉrias por data:

TAMANHO DA LETRA  

A estrela do Salão do Automóvel de 2002 não foi nenhum Porsche ou Ferrari. Quem roubou a cena naquele ano foi o EcoSport, o primeiro utilitário esportivo compacto fabricado por uma montadora "nacional" que seria lançado no ano seguinte. Levou quase uma década para a Ford renovar o SUV. Mas valeu a pena esperar.


Completamente novo, o EcoSport ganhou status de projeto global com a nova filosofia corporativa da Ford. Coube ao Brasil o papel de desenvolver um veículo feito para agradar mercados cada vez mais exigentes, como os emergentes Índia, China e Rússia. Pelo menos no estilo ele deve ser aprovado com louvor: não há nenhuma referência ao antigo EcoSport. Os faróis com parábola simples tem LEDs de iluminação diurna e a generosa tomada de ar frontal deixou o carro com um visual intimidador. De lado, nota-se o vinco que atravessa as maçanetas até terminar na traseira e a faixa cinza na parte inferior das portas, que passa a impressão do veículo.

A parte de trás é a que traz mais referências ao primeiro EcoSport: soluções como a porta traseira com abertura lateral e o suporte do estepe externo foram mantidas à pedido do consumidor. Um pouco mais para a direita está a grande sacada dos designers da Ford: a maçaneta da tampa do porta-malas camuflada na lanterna. Basta apertar levemente um pequeno botão para ter acesso ao compartimento de bagagens. A cabine também é diferente de tudo que se conhecia em termos de EcoSport. Nada de peças mal encaixadas: o painel dividido em dois andares e lembra muito o interior do New Fiesta. Se a posição de dirigir continua elevada como convém a um SUV, a dirigibilidade agora remete a um carro de passeio.

Debaixo do capô, o cansado motor 1.6 Zetec RoCam cede espaço para o Sigma 1.6 16V Flex, produzido em Taubaté (SP) e enviado para a montagem final em Camaçari (BA). Com cabeçote, bloco e cárter de alumínio, entrega 115 cv com etanol e 110 cv se a escolha for pela gasolina. A outra opção é o conhecido Duratec 2.0 16V, preparado para render 147 cv com o combustível etílico e 141 cv quando abastecido com gasolina.

Equipamentos de série não faltam: há ar-condicionado, direção assistida, vidros dianteiros e travas com acionamento elétrico, freios com sistema anti-travamento (ABS) e airbag duplo desde a versão de entrada, chamada apenas de S e vendida por R$ 53.490. Um degrau acima fica a versão SE, que acrescenta faróis de neblina, rack no teto e vidros elétricos traseiros. Por ela pede-se R$ 56.490. 

A bem-sucedida Freestyle surge em seguida, agregando sistema de assistência em rampas (evita que o carro ande para trás em subidas íngremes), controles de estabilidade e de tração, sensor de estacionamento, rodas de liga leve de 16 polegadas, computador de bordo, sistema de conectividade Sync (pareia dispositivos móveis com o som do carro) e vidro com sistema one touch. Esta versão pode ser encomendada com as motorizações Sigma 1.6 (R$ 59.990) ou Duratec 2.0 (R$ 62.490). A opção mais completa é a 2.0 Titanium, ao preço de R$ 70.190. Ela traz todos os itens da versão Freestyle mais ar-condicionado digital, sensores de chuva e de luminosidade, bancos revestidos em couro e partida do motor sem chave. São as versões mais caras, aliás, que terão a ambiciosa missão de roubar mercado das opções de entrada de Hyundai ix35, Kia Sportage e Mitsubishi ASX. A versão com transmissão automática - e a tecnologia de embreagem dupla - deve ser apresentada no Salão do Automóvel, que acontecerá entre outubro e novembro em São Paulo (SP) e a tração 4x4 deve chegar até o fim do ano.

Com estilo e conteúdo, o novo EcoSport tem tudo para agradar os antigos consumidores e arrebatar uma nova legião de fãs. Por ora, o Ford deve se firmar com uma das melhores opções de sua categoria, mas a concorrência não deve demorar para reagir. Além do Renault Duster, o Ford deve ganhar as companhias de Chevrolet Trax, Peugeot 2008 (baseado no 208), JAC SII, Fiat 500X e do SUV derivado do Hyundai HB20. A briga promete ser boa, mas o desfecho só será conhecido nos próximos capítulos.

Veja a tabela de preços do novo Ford EcoSport:

Ford EcoSport S 1.6: R$ 53.490
Ford EcoSport SE 1.6: R$ 56.490
Ford EcoSport Freestyle 1.6: R$ 59.990
Ford EcoSport Freestyle 2.0: R$ 62.490
Ford EcoSport Titanium 2.0: R$ 70.190





» FOTOS


Publicidade