Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Lançamentos
BMW Série 1
Junho 2011

BMW Série 1

Segunda geração do hatchback cresce, ganha novos motores e fica mais requintada

Por Vitor Matsubara | Fotos: divulgação
Lista de matérias por data:

TAMANHO DA LETRA  

O Série 1 nasceu em 2004 causando polêmica. Afinal de contas, muita gente duvidava que aquele hatchback poderia ser um autêntico BMW. O tempo provou que o compacto tinha o mesmo DNA de seus irmãos no estilo, no requinte e principalmente no desempenho, e o modelo virou sucesso de vendas. Mas chegou a hora de mudar.

A segunda geração do Série 1 vai fazer sua estreia mundial no Salão de Frankfurt, em setembro. Ela cresceu em quase todos os aspectos: está 8,5 centímetros mais longo e a distância entre-eixos aumentou em três centímetros. Apenas a altura é a mesma do modelo anterior. O crescimento foi proposital, já que a falta de espaço para passageiros e bagagens eram dois problemas crônicos do modelo. Quem senta atrás viaja mais confortável e a capacidade do porta-malas aumentou de 330 para 360 litros.

O visual foi completamente repaginado, mas continua lembrando a geração anterior – uma peculiaridade que os designers alemães adoram. De frente, as mudanças são visíveis: os faróis cresceram e a grade dupla ganhou mais destaque, mas os traços continuam limpos, sem excessos. Na parte de trás, as lanternas ganharam novo formato. Só olhando de lado é que é difícil perceber onde foram feitas as alterações.

Por dentro, as mudanças também foram discretas. O acabamento simples – para os padrões da BMW, que fique bem claro – da geração anterior ficou no passado. Os materiais empregados nos painéis das portas e nos bancos fazem jus à fama da marca da Baviera. O sistema iDrive, que controla diversas funções e ajustes do veículo, também equipa o compacto. No quesito personalização, o comprador poderá escolher entre os pacotes Urban e Sport, que oferecem acabamento diferenciado e itens como volante revestido em couro (que pode ter costuras vermelhas na opção esportiva) e soleiras nas portas. As rodas podem ser de 16, 17 ou 18 polegadas.

Todas as opções de motor do Série 1 contam com a tecnologia TwinPower Turbo (que usa dois turbocompressores) e quatro cilindros em linha. São duas opções 1.6 a gasolina, usadas no 116i (que tem 136 cv) e no 118i (com 170 cv), e três 2.0 a diesel, com potências que variam entre 116 e 184 cv. No futuro, serão lançadas novas motorizações, incluindo uma versão com 1,5 litro a gasolina e diesel. A versão mais potente será a 128iS, que vai ter um motor a gasolina de 2-litros com turbo e 245 cv para tomar o lugar do 130i.

Quanto às opções de transmissão, a BMW oferece uma caixa manual de seis marchas ou automática de oito velocidades, que conta com várias tecnologias ecologicamente corretas, como o sistema start-stop e freios regenerativos.

A lista de equipamentos parece não ter fim e inclui controle dinâmico de estabilidade (DSC), freios com sistema anti-travamento (ABS) e distribuição de frenagem, controle de frenagem em curvas (CBC), controle dinâmico de frenagem (DBC), entre outros. O Série 1 ainda tem câmera que identifica iminência de colisão, aviso de mudança de faixa, sistema de estacionamento automático (parecido com o Park Assist da Volkswagen) e identificação de placas de sinalização de trânsito, entre outras mordomias de primeira linha.






Publicidade