Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Up
  • Onix
  • Duster
  • HB 20
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Golf
  • Focus
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
Fiat Palio 1.0 x Fiat Uno 1.4
Dezembro 2011

Fiat Palio 1.0 x Fiat Uno 1.4

Para os fãs da marca e de projetos jovens, um dilema se apresenta

Por Ulisses Cavalcante | fotos: Christian Castanho
Lista de matÉrias por data:

TAMANHO DA LETRA  

O Palio ocupa o segundo degrau na escalada de modelos da Fiat. Está posicionado acima do Uno e abaixo do Punto, em um leque de hatches para quem quer gastar qualquer valor entre 23 490 reais e 68 950 reais, já considerando o quarto passo da escadaria, o Bravo. A novidade chega para apagar a má impressão deixada pelo antecessor, que não conseguiu defender a área diante do Gol. Como se não bastasse, a última reestilização do Palio acabou ofuscada com a chegada do novo Uno, lançado em 2010. Mais refinado e fruto de um projeto moderno, o fôlego do pequeno apressou a substituição do Palio de 1996.

Para compensar, o Palio de segunda geração tomou emprestada a plataforma do Uno para se renovar. Ao volante da novidade, fica a impressão de familiaridade, como se você já tivesse dirigido o carro. Basta olhar para a coluna A, na junção entre o para-brisa e a porta dianteira, para encontrar o mesmo formato do irmão menor. A posição para dirigir é praticamente a mesma, o que pode ser considerado um mérito, já que os dois agradam nesse quesito.

O painel é inédito, mas aos poucos a sensação de semelhança começa a aumentar. Dá para identificar as texturas também utilizadas no Uno, os mesmos tipos de plástico e até alguns descuidos no acabamento, como o encaixe plástico ressaltado abaixo do freio de estacionamento. Outros elementos, como as alavancas atrás do volante, são iguais às do Punto, mais um indício de aproveitamento de peças. A Fiat domina com maestria a técnica da economia de escala, por isso é fácil encontrar componentes iguais em vários carros da linha.

Palio e Uno compartilham os motores, o padrão de qualidade dos materiais, boa parte da tecnologia e até algumas dimensões. Por isso reunimos o Palio Attractive 1.0, o mais em conta, com o Uno Attractive 1.4, dois carros que se encontram na intersecção dos 31 000 reais. Por 30 990 reais, o Palio 1.0 não vem completamente pelado. Tem direção hidráulica e computador de bordo. O Uno 1.4 parte de 31 670 reais e, se você quiser a assistência hidráulica, tem de desembolsar mais 2041 reais. Nessa condição, o custo-benefício do Uno torna se pouco interessante. No entanto, equiparando os dois, por meio dos pacotes fechados de opcionais, a diferença fica menor. O Uno com o kit Celebration 3 (ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos) sai por 35 790 reais, 1 605 a mais que o Palio com o kit Creative 1 (vidros elétricos, faróis de neblina e ar-condicionado). Ou seja, com essa diferença você leva um carro ligeiramente menor, porém mais potente. Mas as vantagens não vão muito além disso.

Não pense que a potência extra do motor 1.4 vem acompanhada de maior consumo. O Palio gasta um pouco menos na cidade, fazendo 8,3 km/l com etanol, contra 7,9 km/l do Uno. No entanto, o hatch menor é mais econômico na estrada: 11,1 km/l, frente aos 10,5 km/l do recém-chegado.

A mudança de plataforma fez bem ao Palio, que cresceu 10 cm em espaço interno, ganhando 3 cm a mais no comprimento e 5 cm no entre-eixos. Sobretudo no banco traseiro, o ganho em área é notável. O espaço para as pernas subiu de 83 para 92 cm. Na área para a cabeça, o ganho foi de 2 cm. Já no portamalas, o espaço é idêntico ao do Uno: 280 litros.

A ressalva é que as melhorias não se estendem ao desempenho. O Palio foi de 0 a 100 km/h em 18,1 segundos, tempo muito acima dos rivais. Kia Picanto, Nissan March e VW Gol, por exemplo, cumprem a tarefa em 14 segundos, em média. Parte da culpa pode ser atribuída ao sobrepeso do Palio. O gordinho tem 999 kg, medida superior à dos rivais. Com esse resultado, perde até para o Uno 1.0, que se saiu melhor, com 17,1 segundos. Equipado com motor 1.4, o Uno reduz o tempo para 12,6 segundos.

Se comparado com seu antecessor, o Palio apresenta piora nos resultados. A marca anterior era de 15,6 segundos. Também houve queda de performance nas retomadas e nas distâncias de frenagem. Uma parada total a partir dos 60 km/h exigiu 24,3 metros. No teste realizado em março de 2010 com a geração anterior, registramos 18,8 metros. Em compensação, os índices de ruído interno melhoraram, indicando mais atenção aos forros acústicos.

O Palio deixou de ser um carro mundial. Abandonou a grife do estúdio Giugiaro para sair das pranchetas de Betim, onde a Fiat mantém um centro de estilo. A produção é feita em Minas Gerais e também na Argentina, mas o consumidor não verá diferenças, já que os modelos produzidos em ambas as fábricas são, teoricamente, idênticos.

Apesar de sair na frente em desempenho, o Uno fica para trás no cômputo geral. Na faixa dos 31000 reais, o lançamento leva a melhor pelo espaço e equipamento oferecidos.



FIAT PALIO 1.0

DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO

Direção é macia e rápida. Nova suspensão revelou acerto melhor, com pouca rolagem da carroceria. Os freios precisam melhorar.
★★★

MOTOR E CÂMBIO
O escalonamento de marchas é confortável, evitando trocas constantes, mas o desempenho mostrou-se aquém da média.
★★★

CARROCERIA
A nova estrutura é mais forte e houve ganho substancial no acabamento, mas o conjunto é pesado para o motor 1.0.
★★★★

VIDA A BORDO
Espaço interno e ergonomia se destacam. Lista de equipamentos de série aumentou, sem pesar demais no preço.
★★★★

SEGURANÇA
A mudança de carroceria deixou o carro mais seguro, mas os freios ABS e airbags duplos são opcionais. Por 1 650 reais, não faz sentido não adquirir o pacote de segurança.
★★★

SEU BOLSO
Versão Attractive 1.0 é uma opção interessante de compra, mas o ideal é adquirir alguns opcionais. Além de aumentar o conforto, você facilita a revenda.
★★★★



FIAT UNO 1.4

DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO

Direção tem mesmo desempenho que a do Palio, mas a assistência hidráulica é opcional. Já a suspensão é macia demais, porém sem comprometer a dirigibilidade. Freios são competentes.
★★★★

MOTOR E CÂMBIO
Desempenho do motor é satisfatório, oferecendo boas arrancadas. Câmbio bem escalonado também se destaca.
★★★★

CARROCERIA
Estabeleceu um novo padrão de qualidade no acabamento, melhoria que o Palio preservou.
★★★★

VIDA A BORDO

Bom nível de espaço para quatro adultos e ótima posição para dirigir. Poderia oferecer mais mimos de série.
★★★★

SEGURANÇA
Tem freios ABS e airbags duplos como opcionais. O preço pela segurança adicional é de 2 525 reais.
★★★

SEU BOLSO
Era uma boa opção frente aos rivais de outras marcas, mas ao lado do Palio perde em custo-benefício. Eventuais ofertas de concessionários podem resolver esse problema.
★★★



VEREDICTO

Os dois são modelos bem vistos no mercado e não sofrem com a falta de opcionais no momento da revenda. O Palio agrada pela maior oferta de equipamentos de série, razão de seu preço competitivo. Isso não ocorre com o Uno Attractive 1.4. O motor maior não justifica o gasto extra, a menos que você receba um desconto ao fechar a compra.



>> Clique aqui e veja o desempenho dos carros


>> Clique aqui e veja a ficha técnica dos carros





» FOTOS


Publicidade