Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
Fiat Linea 1.9 16V X Ford Focus 2.0 Ghia
Novembro 2008

Fiat Linea 1.9 16V X Ford Focus 2.0 Ghia

Os dois novos membros do clube dos sedãs médios se enfrentam na pista e mostram suas armas

Por Por Paulo Campo Grande | Fotos: Marco de Bari
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Fiat Linea chega com a declarada missão de enfrentar os conhecidos líderes do segmento, Honda Civic e Toyota Corolla, ambos já exaustivamente avaliados por nós. Por isso, em lugar de um confronto direto com os japoneses, preferimos colocar o Linea para brigar com outro desafiante recém-chegado ao mercado, não por acaso, com a mesma missão do Fiat: o Ford Focus, apresentado no mês passado. Os carros mostrados aqui são versões completas. O Focus Sedan é o 2.0 Ghia automático, vendido ao preço de 74 890 reais, e o Linea é o 1.9 16V Absolute (câmbio Dualogic), oferecido por 68 640 reais.

Ambos foram feitos na medida para combater Civic LXS e Corolla XEi, nas versões automáticas. O Linea é maior que o Focus no comprimento. Ele mede 4,56 metros, contra os 4,48 metros do rival, o que lhe garante maior notoriedade nas ruas. Mas seu visual não se impõe somente pelo comprimento. Na dianteira, chamam atenção os grandes faróis dupla parábola e a grade com a trama que lembra um clássico inglês. De um pára-choque a outro, detalhes cromados em diversas partes fazem a carroceria reluzir. Internamente, mais uma vez, o estilo e o acabamento impressionam. Repare no design e nos materiais de bancos, portas e painel. Confrontado com o do Linea, o interior do Focus parece acanhado, quase despojado. No entanto, as linhas externas do design Kinetic da Ford são mais ousadas e esportivas, com ressalvas à traseira.

[01]

 


Ao se comparar o conteúdo dos dois, o Linea também se sobressai. Ambos possuem ar-condicionado digital, computador de bordo, airbags dianteiros, volante multifuncional, piloto automático e sistema de comando por voz, entre outros itens. Mas há algumas diferenças em favor do Fiat. Os airbags do Linea, por exemplo, são de duplo estágio. Os do Focus, não. O Linea também vem com sensor crepuscular, sensor de chuva, vidros laterais laminados e vidros traseiros escurecidos, de série, Comparativo Linea x Focus sem falar no sistema de navegação Blue&Me NAV, este como opcional. Entre os equipamentos, o Focus só leva vantagem no teto solar e no ar-condicionado com ajustes independentes para os dois lados da cabine, enquanto o Linea é “mono”.

 

[05]


Os compradores de Linea poderão tirar partido do esforço da Fiat de firmar uma imagem tão forte em segmentos superiores como a que tem no de entrada. Essa preocupação aparece na forma até exagerada do plano de atendimento de pós-venda (veja a apresentação do Linea T-Jet, na pág. 84) e também se manifesta no cuidado com acabamento e oferta de equipamento. No entanto, apesar de ter superado o Focus nesses padrões, o Linea fica aquém quando se analisam outros aspectos menos visíveis. Seu motor 1.9 16V, por exemplo, é um projeto novo, mas que perde para o do Focus. Ele tem bloco e cabeçote de ferro fundido, ante o dealumínio do rival. Seu comando de válvulas é convencional, enquanto o Focus tem comando variável. Já o Linea tem a seu favor o fato de ser flex, aptidão que o Focus ainda não tem, e o de trazer novidades como os pistões com saias assimétricas que reduzem o peso e o atrito, o que, em tese, contribui para diminuir o consumo e as emissões.

Mas o Ford tem números a seu favor. O motor 2.0 16V Duratec do Focus gera 145 cv de potência a 6000 rpm e 18,9 mkgf de torque a 4500 rpm. O 1.9 16V do Linea desenvolve 132 cv a 5750 rpm e 18,6 mkgf a 4500 rpm. A disputa se estende para a transmissão. Enquanto o Focus vem com uma caixa automática de quatro marchas com a opção das trocas seqüenciais, o Linea conta com o câmbio manual robotizado de cinco marchas. A diferença de equipamento e de comportamento é grande em favor do Focus. Apesar de ter uma marcha a menos, o sistema da Ford é bem escalonado e está sempre pronto para as mudanças, ao contrário do Dualogic, que, principalmente em baixas rotações e em uso urbano, é demorado nas trocas. Em uma pista como a que foi usada no test-drive de apresentação, em que as velocidades desenvolvidas são mais altas e o motor trabalha cheio, o comportamento do câmbio Dualogic é até divertido. Mas o Linea não foi feito para esse tipo de condução.

 

[09]



Na pista de testes, o Focus saiu na frente. Nas provas de aceleração de 0 a 100 km/h, fez o tempo de 11,3 segundos, contra 12,8 e 12,2 segundos do Linea, com gasolina e com álcool, respectivamente. E nas retomadas também levou vantagem – principalmente de 80 a 120 km/h. O Linea se recuperou com melhores médias de consumo: ele conseguiu 9,8 km/l na cidade e 12,8 km/l na estrada. O Focus, por sua vez, ficou com 8,8 e 12,2 km/l.Em relação à dirigibilidade, os dois carros têm tudo para agradar os motoristas do segmento. O Linea tem comportamento mais esportivo, com uma suspensão um pouco mais sensível que a do Focus, transmitindo mais vibrações do piso. Por sua vez, o Focus é ligeiramente mais confortável. Os dois são bastante previsíveis e estão o tempo todo na mão. Mas aqui, mais uma vez, existe uma grande diferença técnica entre eles. O Ford é mais refinado, conta com suspensão multilink na traseira (que o deixa mais estável e obediente) e com o sistema de direção eletroidráulico com três modos de ajuste – Normal, Conforto e Esporte –, variando o peso do volante. O Fiat vem com barra de torção, na traseira, e direção hidráulica. Na dianteira, ambos têm suspensões McPherson, com subchassi.

A posição de dirigir do Linea também reflete sua veia esportiva. O motorista se encaixa melhor no banco e fica mais alinhado ao painel. Nesse aspecto, ele lembra o Punto. O Focus não faz questão de oferecer essa postura ao motorista. Para quem viaja atrás, o espaço é semelhante em ambos, mas o Linea é mais aconchegante.

[12]

 


Os dois carros têm fortes atributos para entrar no disputado clube dos sedãs médios. Porém o melhor conjunto é o do Focus, que, assim como Civic e Corolla, não tem luxo no acabamento mas oferece sofisticação técnica. Para quem acha que a versão Ghia é cara, existe a GLX automática, mais simples, mas com o mesmo conteúdo básico. Agora veja na página 96 como Focus e Linea ficam diante dos três mais vendidos do segmento.


LINEA
R$ 68 640

Esta é a versão mais completa e luxuosa, entre as equipadas com motor 1.9 16V fl ex.

[img01] DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO
Esta versão tem rodas menores, aro 16 e suspensão com calibragem mais macia que a T-Jet. Saiu-se melhor nas frenagens.

[img02] MOTOR E CÂMBIO
O motor 1.9 é de baixa tecnologia. E o câmbio não ajuda. Mas o Linea apresentou acelerações mais suaves e progressivas.

[img03] CARROCERIA
O Linea é dono de um belo visual e de acabamento de qualidade.

[img04] VIDA A BORDO
Os bancos do Linea acomodam bem os ocupantes. A cabine tem boa ergonomia. E o porta-malas, de 500 litros, é amplo.

[img05] SEGURANÇA
Tem duplo airbag e ABS com EBD, de série.

[img06] SEU BOLSO
Esta versão é bem equipada e tem preço competitivo. A garantia de três anos acompanha o segmento.


FOCUS
R$ 74 890

A versão Ghia automática é a topo-de-linha do Focus. Seu motor 2.0 não é fl ex.

[img07] DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO
A direção tem três opções de ajuste e a suspensão é estável sem perder a suavidade. Os freios são eficientes.

[img08] MOTOR E CÂMBIO
O conjunto de motor e câmbio é moderno e entrega desempenho superior ao do rival.

[img09] CARROCERIA
O estilo Kinetic é bonito e esportivo, mas faltou ousadia na hora de desenhar a traseira.

[img10] VIDA A BORDO
Apesar de ter acabamento mais simples, o Focus oferece boa vida a bordo, graças aos equipamentos e também a seu comportamento.

[img11] SEGURANÇA
Conta com duplo airbag, ABS com EBD e CBC (assistência em curvas).

[img012] SEU BOLSO
O Focus tem preço competitivo. Mas a versão com melhor custo/benefício é a GLX automática, vendida a 64190 reais.


VEREDICTO
O Linea é capaz de agradar quem gosta de um estilo de condução mais visceral. Além de oferecer um nível de acabamento acima da média. Mas o Focus tem o melhor conjunto. Mais sofisticado tecnicamente, ele é mais confortável e igualmente gostoso de dirigir. Apresentou o melhor desempenho, na pista. Sua maior falta é não ser flex, o que é desculpável no segmento.

 


  

» Clique aqui para ver as avaliações

» Clique aqui para ver os dados técnicos

 





» FOTOS


Publicidade