Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
Honda Civic LXS
Junho 2007

Honda Civic LXS

Esportivo desde o projeto, refinado mas mal equipado. A Honda é campeã em satisfação.

Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Desde a apresentação, dirigimos o Civic mais nove vezes. Nove reencontros e continua um carro impressionante. Nenhum nacional é tão visceralmente esportivo. Ele não faz questão de mostrar isso, a única dica é o volante pequeno e achatado, mas está tudo ali. Não espere encontrar maquiagens como alumínio perfurado, mas veja como o pedal do acelerador é longo e preso ao chão, como o de um BMW. É para dar mais precisão ao acionamento. A direção não é pesada, mas a comunicação entre volante e rodas é mais direta que a de algumas Ferrari. O pára-brisa inclinado, tanto quanto o de um Honda NSX, obriga a fazer uma discreta ginástica para entrar e sair. Ele conspira junto com a linha de janelas alta (a meio caminho entre o ombro e o cotovelo) e o painel com duas ilhas para você sentir-se num esportivo. Mesmo que seja com mulher e filhos ao redor.

Boa parte das opções que a Honda fez é apreciada por qualquer tipo de motorista. O motor 1.8 é uma pérola em suavidade, desempenho e economia. Acaba de ser reeleito um dos cinco melhores do mundo (no International Engine of the Year) na fervilhante categoria de 1.4 a 1.8. É o único da lista sem as palavras da moda: turbo, injeção direta, híbrido ou diesel. Chama atenção não pelos recursos, mas pelos resultados. O modelo automático consegue 13,6 km/l no nosso teste de consumo rodoviário, um número além do alcance dos nossos carros pequenos. E anda rápido.

A engenharia sofisticada da Honda também agrada a todas as platéias quando consegue aproveitar tão bem o espaço na cabine. O Civic tem mais e melhores porta-objetos que seus dois rivais, além do piso plano no banco de trás. Isso ameniza as limitações de ter a menor carroceria do trio. Ameniza, mas não resolve, e espaço é uma necessidade indispensável para grande parte dos compradores de sedãs médios. O aperto é mais sentido no porta-malas, que, com míseros 340 litros de capacidade, é menor que o de um hatch como o Fiat Stilo. Em parte, é por culpa da suspensão traseira independente. Ela ocupa mais espaço e custa mais que as convencionais do tipo barra de torção. Por outro lado, garante qualidade de rodar capaz de agradar aos motoristas mais exigentes. Mas por acaso você é um somelier em ajustes de suspensão?

Faria mais sentido a Honda gastar os reais da suspensão traseira cara em computador de bordo, comandos do rádio no volante, piloto automático ou faróis de neblina. Equipamentos que fazem falta num carro como esse, de 69 885 reais. Ainda assim, ele é a aposta certeira. É o atual líder do mercado, com risco zero de se tornar um mico na revenda. A Honda fabrica Civic no Brasil há dez anos e anunciou planos de nacionalizar a produção dos motores, e isso afasta medos sobre escassez de peças ou encarecimento devido a reviravoltas na taxa de câmbio. Além de enraizada no país, a rede autorizada é campeã de satisfação no prêmio Os Eleitos.


DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO
O Civic é uma faca afiada, ótimo para quem gosta de sentir o carro. Para o motorista comum, é desperdício e pode trazer algum desconforto.
★★★★

MOTOR E CÂMBIO
Um 1.8 tão potente e suave quanto o 2.0 dos rivais. E mais econômico que carro popular.
★★★★★

CARROCERIA
Construção sofisticada. Mas de um sedã se espera porta-malas e o do Civic é pequeno. O formato da capota dificulta um pouco o entra-e-sai.
★★★

VIDA A BORDO
Veste o motorista e traz porta-objetos como ninguém. O velocímetro avançado é uma idéia e tanto para reforçar a esportividade.
★★★★

SEGURANÇA
Traz o ralo pacote de seus rivais: ABS e airbag duplo, com a vantagem de ter cinto de três pontos e apoio de cabeça para todos.
★★★★

SEU BOLSO
Só não é melhor por causa do ágio e da fila. Vende muito, é nacional e o sucesso de sua rede de assistência não é uma aposta. Pelo contrário, é exemplo de sucesso.
★★★★


>> Página inicial

>> Honda Civic

>> Nissan Sentra

>> Kia Magentis

>> Tabela comparativa e veredicto





» FOTOS

Publicidade