Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
2º Toyota RAV4
Abril 2007

2º Toyota RAV4

Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

A terceira geração do RAV4 pode ter ficado mais longa e larga, como diz a fábrica, e ter passado a "oferecer total conforto para todos os ocupantes do veículo". Mas que a segunda geração deixou saudade, isso a Toyota não poderá negar. O RAV4 antigo era pequeno para cinco pessoas, mas seu cockpit vestia o motorista. Isso sem falar no design de personalidade marcante. O RAV4 atual tem soluções interessantes, mas seu visual ficou convencional. Às vezes se encontra um vinco ou outro nas portas e nas colunas traseiras que surpreendem. Mas, dependendo da luz e do ângulo pelo qual se olha, esses sinais sutis desaparecem e ele vira um utilitário esportivo comum. Como recompensa, ganha-se mais que apenas espaço interno. O RAV4 tem bom conjunto e qualidade construtiva, que transparecem nos encaixes das peças e na ausência de ruídos nas peças de acabamento.

Para quem gosta de dirigir com conforto e em posição alta, o novo RAV4 atende esse desejo plenamente. Na nova geração, o Toyota ficou mais suave ao rodar. Sua suspensão é macia e a direção com assistência elétrica progressiva gira sem esforço. Os pneus pisam com firmeza o asfalto - e a terra - e não deixam que as interferências incomodem os passageiros. "Assim aproximam o motorista da sensação de dirigir um sedã", diz a Toyota.

A tração 4x4 com controle eletrônico proporciona rodar seguro, mesmo na terra ou nos caminhos de asfalto sinuosos. O RAV4 possui bloqueio de tração no painel, igual ao do Tucson, que distribui a força entre os eixos. Mas esse sistema inteligente só mantém a divisão na razão de 50% para cada eixo em velocidades inferiores a 40 km/h. Acima desse patamar, ele volta a funcionar no modo 4x4 automático, quando o torque varia de acordo com as condições de aderência, baseado nas informações de sensores de inclinação, ângulo de curva e velocidade de cada roda, para proteger a transmissão. Entre os equipamentos de série, o RAV4 conta com freios ABS, duplo airbag, CD e MP3 player e teto solar elétrico, entre outros itens.

Ele empatou com o Nissan nas provas de aceleração, mas ultrapassou o rival nas retomadas. E os dois perderam para o Freelander. Nas medições de consumo, alcançou as médias dos melhores neste teste. Pelo conjunto, é dele o segundo lugar.


RAV4 - R$ 134 710
Ele já está na terceira geração. Em relação à anterior, fi cou maior e mais espaçoso.

Suspensão
O RAV4 roda com suavidade e bem assentado ao piso, ao mesmo tempo.
Avaliação: muito bom

Ao volante
A posição de dirigir é agradável. O volante de três raios tem boa empunhadura e a direção é mais direta que a dos rivais.
Avaliação: muito bom

Carroceria
O design tem soluções interessantes. Mas, em alguns momentos, seu visual parece sem personalidade. Como compensação, o espaço interno é generoso e a carroceria tem boa rigidez torcional.
Avaliação: muito bom

Motor e câmbio
O motor, que tem comando de válvulas variável VVT-i, tem bom entrosamento com o câmbio de quatro marchas.
Avaliação: muito bom

Mercado
A Toyota é a dona da maior rede de concessionárias, entre as marcas que participam do teste. A garantia de três anos não tem limite de quilometragem.
Avaliação: bom


>> Página inicial

>> 1º Honda CR-V

>> 2º Toyota RAV4

>> 3º Hyundai Tucson

>> 4º Kia Sportage

>> 5º Nissan X-Trail

>> 6º Land Rover Freelander

>> Tabela comparativa e veredicto






» FOTOS

Publicidade