Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
Chevrolet Vectra Elite
Setembro 2006

Chevrolet Vectra Elite

3º Chevrolet Vectra Elite: Os pneus série 45 ajudam a firmar o carro, sem sacrificar o conforto

Por Marcelo Moura | fotos Marco de Bari
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

O Vectra aponta na curva de média velocidade da pista da Pirelli. Urnhani está otimista. Já passamos pelo slalom e ele adorou o peso do volante e a suspensão: "Esse Vectra é um tijolo pregado no chão, a carroceria não rola sobre os eixos nem inclina". Entramos a 75 km/h e vamos acelerando. Ou, pelo menos, tentamos andar mais forte. O carro fica em dúvida entre a segunda marcha, muito curta, e a terceira, longa demais. As rodas da frente ficam sem o torque necessário para se impor no jogo de forças que joga a carroceria para fora da curva, e o Vectra acaba indo tão bem quanto Civic e Fusion, carros de rodar mais confortável. "O que mata o carro é o câmbio", afirma.

O Chevrolet é o único a ter caixa de quatro marchas, enquanto os rivais têm cinco. Além de prejudicar a ótima estabilidade, o câmbio traz algum desconforto na cidade (porque o degrau entre as marchas é maior e mais sentido). A suspensão é a mais firme de todas, mas não chega a ser desconfortável nas ruas esburacadas -palmas para ele, que tem o equilíbrio das rodas aro 17 (opcionais), sem trazer desconforto a reboque.

O que incomodou mesmo foi o bate-bate do acabamento interno. O Vectra tinha 9500 quilômetros rodados (e, como carro de teste, sofreu mais que um modelo particular), mas os outros tinham quilometragem semelhante e nem por isso fizeram barulho. Das notas dadas por Urnhani para todos os carros, as duas mais baixas foram justamente câmbio e ruído de acabamento do modelo da Chevrolet. Dentro do painel, um parafuso solto corria de lá para cá, ao sabor das curvas.

Por outro lado, a cabine do Vectra é das mais recheadas. O modelo Elite traz airbags laterais e frontais, bancos de couro com apoio lombar, sensor de chuva, vidros elétricos do tipo um-toque para todos e disqueteira para seis CDs com... toca-fitas! É um jeito de personalizar a trilha sonora, já que ele é o único incapaz de ler arquivos MP3. Ao contrário dos concorrentes, o Vectra não é um pacote fechado: rodas aro 17 e banco com ajuste elétrico são opcionais, bem como o teto solar. Completo, ele vai a 90190 reais, quase o mesmo que o franciscano Accord.


SUSPENSÃO
Firme o bastante para o desempenho melhor. Como o Vectra não anda tudo isso, poderia ser mais confortável sem comprometer a estabilidade.
Avaliação: muito bom


AO VOLANTE
Veste bem e a direção tem peso correto. Mas os comandos são ruins. Alavanca de seta dura, atalhos do rádio que são acionados sem querer, botões de ar-condicionado distantes dos olhos e funções
do câmbio automático confusos: a tecla Sport fica acima das saídas de ventilação e a Snow, junto da alavanca.
Avaliação: muito bom


CARROCERIA
Frestas de carroceria de 5 milímetros, tão justas quanto as de Civic e Accord.
Avaliação: muito bom


MOTOR E CÂMBIO
Apenas quatro marchas e a menor potência específica do comparativo.
Avaliação: bom


MERCADO
Bem equipado, bem vendido e dono da maior rede autorizada.
Avaliação: muito bom


>> 1º - Ford Fusion - R$ 79.990
Importado do México, é sóbrio e imponente para quem vê ou dirige

>> 2º - Honda Civic EXS - R$ 77.600
O Honda nacional é futurista e esportivo. Será dirigido pelo dono

>> 3º - Chevrolet Vectra Elite - R$ 84.159
Criado no Brasil, é requintado e agressivo no visual e no jeito de rodar

>> 4º - Honda Accord LX - R$ 89.700
O mexicano da Honda é macio, dócil, silencioso e descomplicado

>> tabela comparativa e veredicto

>> página de abertura






» FOTOS

Publicidade