Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
Especial - Carros Adaptados
Dezembro 2003

Especial - Carros Adaptados

O campeão Lars Grael avalia seis modelos adaptados, com a experiência e a sensibilidade de quem vive um jeito diferente de dirigir.

Por Marcelo Moura / fotos Marcelo Spatafora
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

O iatista Lars Grael perdera a perna direita atropelado por uma lancha, dois meses antes, e tentava voltar a dirigir. Sua mulher, a também velejadora Renata Pellicano, levou o Suzuki Vitara adaptado até um bairro sem movimento, porque o aprendizado deveria levar tempo. Grael não tinha pressa. O médico responsável pela reabilitação falava em meses, talvez anos, mesmo tratando-se de um atleta campeão mundial. Mas bastou um quarteirão. "Treinar o quê, Renata, vamos para casa!", disse. Voltou dirigindo e, nesses cinco anos, nunca sofreu acidente.

A adaptação pode não ser complicada, como o próprio Grael temia, mas não significa que assumir o volante é fácil e simples para quem tem algum tipo de deficiência física. Há uma alteração nos hábitos e no modo de avaliar as qualidades de um veículo. Com o tempo, Grael passou a prestar atenção em detalhes que poucas pessoas percebem claramente, mas que fazem diferença para qualquer motorista.

A convite de QUATRO RODAS, ele avaliou os cinco modelos automáticos mais vendidos para o público portador de deficiência física: Honda Civic e Fit, Toyota Corolla, Mercedes-Benz Classe A e Chevrolet Corsa Classic, além de uma VW Parati com câmbio manual e embreagem automatizada. Todos os carros foram cedidos pela Cavenaghi, empresa dona de 70% no mercado nacional de adaptações. A alteração mecânica para a deficiência de Grael é usada por 20% do público deficiente. Consiste em passar o pedal do acelerador para o lado esquerdo - algo reversível e que se faz em uma hora - e dar adeus ao pedal de embreagem.


Quem pode comprar carro com isenção de impostos?

Portadores de deficiência, motoristas ou não, estão isentos do IPI (de 9% a 25%) para carros nacionais (menos picapes). A isenção de ICMS vale apenas para motoristas deficientes e carros com motor de até 127 hp (o equivalente a 128,27 cavalos). O imposto varia conforme o estado: em São Paulo, é de 12%. A pessoa não pode vender o carro por três anos, ou terá de pagar os impostos corrigidos. O motorista fica livre do IPVA (4%) e também pode fugir do IOF (um desconto irrisório, poucos pedem).

Clique aqui para saber como obter a isenção de ICMS e IPI.



Como obter isenção?

Para o motorista, é preciso mudar a habilitação, obter laudo médico e preencher fichas para isenção de IPI e ICMS. "É muita burocracia. Tive que esperar duas semanas depois para uma junta técnica me examinar e perceber o óbvio", diz Lars Grael.

Como escolher o carro?

Sem imposto, o carro 1.6 disputa preço com o 1.0. Adaptações custam de 300 reais (inversão de acelerador) a 3000 reais, valor da embreagem automatizada. A Volkswagen garante as adaptações feitas pela Cavenaghi
(11 3719-3739)
e pela Guidosimplex
(11 3836-2990),
enquanto a Fiat não cancela a garantia. Outras fabricas lavam as mãos, mas na prática atendem normalmente.

> Honda Civic

> Toyota Corolla

> Mercedes Classe A

> Honda Fit

> Corsa Classic

> VW Parati






Publicidade