Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Corolla
  • Up
  • Logan
  • HB 20
  • Prisma
  • Novo Ka
  • Golf VII
  • Focus
  • Tracker
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
Meriva x Scénic x Picasso
Agosto 2005

Meriva x Scénic x Picasso

Namoro na TV: De famílias distintas e vindas de boas escolas, elas usam suas formas e dotes para seduzir o público

Por Marcelo Moura / fotos: Marco de Bari
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

A moça olha para o espremedor de laranja na bancada da cozinha e não gosta do que vê. Torce o nariz e... plim! Num passe de mágica, surge no lugar um espremedor mais estiloso. A moça anda até a sala, estranha também a cadeira, e eis que aparece outra mais fashion. Vai até a garagem. Lá encontra um carro que tem cara de Meriva, gosto de Meriva e cheiro de Meriva, mas sem o logotipo da Chevrolet. Torce o nariz e, voilà, eis que surge no lugar um Citroën Picasso em sua nova opção, com motor 1.6 16v. A propaganda na televisão não tem a sutileza de um bom galanteio, mas pelo menos o recado é objetivo: dona de Meriva, nós queremos você. O anúncio é da Picasso, mas a Renault Scénic, em sua versão 1.6 16V, assinaria embaixo.

Um assédio tão explícito tem razão de ser. De janeiro a junho deste ano, o ranking da Fenabrave mostra que a Chevrolet Meriva conquistou 9315 motoristas. Bastante acima da Picasso (5826) e Scénic (4804). Na visão da Citroën, certos compradores de Meriva nem sequer chamam as francesas para um test drive, talvez por pensar que são inacessíveis. Não são: a nova Picasso GLX 1.6 16V custa 54686 reais e a Scénic Expression 1.6 16V Hi-Flex, 58690. As duas trazem cintos de segurança de três pontos para os cinco passageiros, ar-condicionado e direção hidráulica, além de vidros, travas e retrovisores elétricos. Existe Meriva Joy por 43555, mas peça esses equipamentos e o preço chegará aos 55685 reais da versão Premium.

A diferença de tamanho também não é documento. Apesar de ter nascido da costela do Corsa, um carro pequeno, a Meriva tem espaço parecido com o de suas rivais, derivadas de carros médios (Xsara e Mégane). Na distância entre eixos, que dá noção da área destinada à cabine, a minivan da Chevrolet é 13 centímetros menor que a Picasso, mas ganha da Scénic por 5 centímetros. A carroceria (sem os retrovisores) é 3 centímetros mais estreita que a da minivan da Renault e tem 6 centímetros a menos que a da Citroën, mas devemos lembrar que as formas quadradinhas da Meriva tendem a aproveitar melhor o espaço.

Nem na intimidade do capô você há de encontrar grande diferença. As francesas têm motores menores (1.6), porém mais modernos que o 1.8 da Chevrolet. A fim de aprofundar o conhecimento, convidamos as três para uma tarde na pista de Limeira. A Scénic é a mais esperta, acompanhada de perto pela Meriva. A Picasso não é tão animada, mas tem uma qualidade importante num relacionamento duradouro: é menos consumista (embora seja inflexível em sua decisão de só beber gasolina). Na cidade, faz 9,5 km/l, contra 7,9 da rival Chevrolet. Como a Meriva gasta mais e tem menos tanque, é dela a menor autonomia na estrada: 640,5 quilômetros (até a última gota), contra 731,5 da Picasso e 774 da Scénic. Você vai precisar abastecer mais vezes e, já sabe: parou no posto para alimentar o carro, a criançada pede sorvete...

Saímos de Limeira com a mesma opinião com que entramos: quem quiser fortes emoções, por favor, mude de canal. Aqui o clima é de domingo no parque. O motor não empolga e a estabilidade não ajuda. O que importa mesmo é a convivência no dia-a-dia e o quanto essas minivans são dedicadas à família. E, claro, o fator sedução.

> Chevrolet Meriva
> Renault Scénic
> Citroën Picasso
> Ficha comparativa





» FOTOS


Publicidade