Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
3º lugar: Honda Fit
Junho 2006

3º lugar: Honda Fit

Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

Sucesso de crítica e de público, o Fit tem como virtudes a confiabilidade e a forma amigável com que trata o motorista. Em nosso teste de Longa Duração, ele demonstrou que está sempre pronto para o trabalho, gerando pouca despesa com manutenção. É verdade que o custo de suas peças é comparável ao de modelos de segmentos superiores, como constatamos ao fim do teste. Mas só tivemos que assinar um cheque polpudo porque desmontamos o carro inteiro, em abril de 2005.

No dia-a-dia, o Fit é um carro fácil e gostoso de dirigir. Leve e compacto, sai-se bem no trânsito e tem um pacote de equipamentos respeitável. Ele traz como itens de série, já na versão mais simples LX, airbag para o motorista, ar-condicionado, coluna de direção regulável em altura e vidros e travas elétricos. Na LXL, mostrada aqui, adiciona-se airbag para o passageiro, ABS e CD player. Entre os rivais, ele é o único que conta com duas opções de transmissão, manual e CVT, para os dois motores da linha - o 1.4, de 80 cavalos, e o 1.5, de 105 cavalos. Para quem só se contenta com a versão top de linha, o Fit indicado é o 1.5 EX CVT, que custa 55108 reais.

O Fit é menor que os concorrentes. Mede 3,8 metros de comprimento, contra 3,9 metros da Idea e 4 metros da Meriva. Compensa na versatilidade de seu leiaute interno. Só não alcança o volume de bagagem dos rivais, e capacidade do porta-malas é uma coisa importante para quem compra uma minivan. O Fit transporta, no máximo, 1321 litros de bagagem, enquanto a Idea tem capacidade para 1500 litros e a Meriva, 1610.

Na pista de testes, o Fit ficou atrás das rivais, donas de motores maiores, nas provas de desempenho, mas compensou nas medições de consumo. Enquanto a Meriva fez as médias de 8,4 km/l na cidade e 11,9 na estrada, e o Idea 9,4 e 13,3 km/l, respectivamente, o Fit conseguiu as médias de 10 km/l no ciclo urbano e 16 km/l no rodoviário, sempre rodando com gasolina. Ainda assim, a concorrência terminou em vantagem porque seus motores são flexíveis e o consumo maior com gasolina é compensado pela economia proporcionada pelo álcool. A expectativa é que o Fit tenha motor flex apenas no segundo semestre de 2006.


SUSPENSÃO
bom - Sua construção convencional está bem ajustada para o carro.
AO VOLANTE
excelente - A posição de dirigir é confortável, a visibilidade é boa e todos os instrumentos estão à mão do motorista.
CARROCERIA
bom - Seu estilo pode não ser uma unanimidade, mas o Fit tem um projeto inteligente com o espaço bem aproveitado.
POWERTRAIN
muito bom - Considerando o tamanho e o peso do Fit, o motor 1.4 está bem dimensionado. Para quem gosta de mais tecnologia, o 1.5 VTEC é de alumínio e tem comando de válvulas variável.
MERCADO
muito bom - Líder do mercado, o Fit vende, em média, quase o dobro da segunda colocada no ranking das minivans, a Meriva.


> Chevrolet Meriva
> Fiat Idea
> Honda Fit 
> Ficha comparativa 

> Voltar para a página inicial 





» FOTOS

Publicidade