Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Corolla
  • Up
  • Logan
  • HB 20
  • Prisma
  • Novo Ka
  • Golf VII
  • Focus
  • Tracker
  • New Fiesta
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Carros | Comparativos
207 Escapade x Space Cross x Palio Adventure
Outubro 2011

207 Escapade x Space Cross x Palio Adventure

A Space Cross chegou. Será que ela tem pique para andar na frente das outras peruas aventureiras?

Por Péricles Malheiros | fotos: Christian Castanho
Lista de matÉrias por data:

TAMANHO DA LETRA  

Demorou, mas a Volkswagen finalmente deu à SpaceFox uma versão aventureira, a Space Cross. A receita é parecida com a aplicada na dupla Fox e CrossFox: suspensão elevada e tratamento estético discreto. Na teoria, o lançamento da Volks deixaria a concorrência comendo poeira, pois a Fiat Palio Adventure e a Peugeot 207 Escapade já não contam com o efeito novidade, um atributo de grande peso num segmento em que imagem é crucial. Mas, na prática, a disputa é radical e joga a teoria de vida fácil da VW na lama. A Escapade fica num meio-termo entre o estilo "mais urbano que aventureiro" da Space Cross e a camuflagem pesada da Adventure. Para você não errar na hora de escolher sua perua aventureira, confrontamos as três e descobrimos que as diferenças entre elas vão muito além do nível de radicalidade do layout.



3º 207 SW ESCAPADE 1.6 16V

O tempo joga contra a representante da Peugeot. Uma olhada no histórico mostra que as vendas nunca se firmaram em mais de 50% do mix, como previa a marca. Atualmente, a versão aventureira também não vai bem: representa 20% das 207 SW comercializadas. E o futuro não parece ser dos mais promissores. O hatch 208 chega no segundo semestre de 2012 para substituir o 207 e, dentro da normalidade do mercado, é de esperar que todos os seus derivados (sedã, picape e perua) acompanhem a mudança. Mas uma fonte ligada à PSA diz: "A virada não acontecerá de uma só vez. Após o hatch, muda o sedã. Picape e perua continuarão como 207 por mais um ano, pelo menos. Depois, a SW pode morrer e a Hoggar assumir a função de picape de trabalho, atendendo somente a frotistas".

Ainda assim, não descarte a Escapade. De cara, ela oferece o preço mais em conta da turma, 48790 reais - ou 51790 reais com ABS e airbag duplo. Ela também tem o menor custo de revisões até 60 000 km (1 773 reais), de seguro (2 394 reais) e da cesta de peças QUATRO RODAS (1 718 reais). Space Cross e Palio Adventure "consomem", respectivamente, 1926 e 1784 reais com revisões, 2545 e 3114 reais com seguro e 2855 e 3121 reais com peças.

Na pista, a Escapade mostrou que o motor 1.6 16V, apesar de ruidoso, é mais eficiente que o 1.6 8V da Space Cross - andou mais e consumiu menos etanol. O problema maior se deu nas provas de frenagem, em especial nas de 120 e 80 km/h a 0 (veja ficha comparativa na pág. 94). A suspensão tem acerto firme, o que compromete o conforto a bordo.

Quando for viajar, peça à família que economize na bagagem. O porta-malas tem volume de 313 litros, minúsculo diante do compartimento das concorrentes Palio Adventure (460 litros) e Space Cross (430).

DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO
Os freios decepcionam. Apesar do ABS, registrou os piores espaços em quase todas as nossas medições.
★★★

MOTOR E CÂMBIO
Um pouco mais ruidoso que o motor da concorrência, o 1.6 16V da Escapade compensa o problema com o baixo consumo de combustível. Na estrada, não tem para ninguém.
★★★

CARROCERIA

A idade começa a pesar e as primeiras informações apontam para um futuro incerto. Construtivamente, tem nível de acabamento similar ao da Space.
★★★

VIDA A BORDO

Comandos bem dispostos, bom nível de equipamentos e painel com boa visualização.
★★★

SEGURANÇA
É a única do segmento em que ABS e airbag duplo são opcionais.
★★★

SEU BOLSO
Pode estar na reta final, e isso, se confirmado, significa desvalorização imediata. Mas é a menos custosa de manter.
★★★★



2º SPACE CROSS 1.6 8V

Às vezes, a vantagem teórica de ser um estreante em meio a concorrentes conhecidos vira pó. É o que acontece com a Space Cross. Aliás, não fosse o frescor da novidade para combater o bom custo-benefício da Escapade, a perua da Volkswagen poderia ter ficado na lanterna.

A VW é discreta na hora de vestir seus filhos com roupas de aventura. A única parte um pouco mais chamativa é a dianteira, com maior área de grade central e faróis auxiliares de dupla função: neblina e longo alcance. A perua mostra o mesmo layout do CrossFox, porém sem o recurso estético do estepe aparente junto à tampa do porta-malas. Em meio ao trânsito de São Paulo, notamos mais pessoas olhando para a Adventure do que para a Space Cross. A cabine, cuja decoração utiliza elementos que podem ser comprados como acessórios nas concessionárias (como pedaleiras de alumínio, por exemplo), é ainda menos diferenciada da versão "civil". Portanto, se a ideia é optar por um aventureiro urbano para rodar num "carro de imagem", de aspecto exclusivo, a Space é a pior das opções aqui alinhadas.

Apesar de o motor 1.6 8V não ser tão eficiente (relação entre desempenho e consumo) quanto o das concorrentes, a Space Cross é a que tem melhor dirigibilidade. E isso também colaborou para que ela ficasse à frente da 207 neste comparativo. O torque máximo (15,6 mkgf com etanol) surge a apenas 2 500 rpm, o que significa menos trocas de marchas para manter o motor vigoroso. O câmbio MQ 200, de engates precisos, e a suspensão confortável, segura e silenciosa reforçam a qualidade de rodagem.

Completa de série, a Space Cross tem entre seus opcionais volante multifuncional, regulagem de altura e profundidade da direção, bancos de couro e câmbio automatizado.

DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO
A suspensão bem acertada é acompanhada por freios eficientes. No asfalto, a VW é dona do melhor comportamento.
★★★★

MOTOR E CÂMBIO
Com torque máximo disponível em baixa rotação, a dirigibilidade é privilegiada. Mas o consumo é apenas mediano.
★★★

CARROCERIA
Num segmento em que imagem conta muito, o visual discreto demais pode jogar contra. Mas carroceria e interior são muito bem montados.
★★★★

VIDA A BORDO
Há mesinha retrátil no encosto dos bancos dianteiros, mas os portaobjetos nas portas são de difícil acesso.
★★★

SEGURANÇA
O bom trabalho da suspensão garante estabilidade acima da média.
★★★★

SEU BOLSO
Mais cara que as rivais, tende a ser alvo de desconto generoso em pouco tempo.

★★★



1º PALIO ADVENTURE 1.8 16V


Mãe do segmento, a Palio Adventure nasceu em 1999 como uma aposta da Fiat para fisgar os consumidores que buscavam um carro de visual e suspensão parrudos. Foi um tiro certeiro. Segundo a marca, hoje a versão Adventure corresponde, sozinha, a 53% das vendas de Palio Weekend. A Trekking, uma versão aventureira mais light e barata, vende outros 27%, e os 20% restantes são da Attractive, a versão "civil".

Discrição não é com a Adventure, como deixam claro o rack de linhas irregulares, as largas molduras dos arcos de roda com parafusos aparentes e a dianteira abrutalhada com dois pares de faróis auxiliares. A Palio Adventure chega à liderança do comparativo pelo conjunto. Não é novidade, mas atrai olhares na rua como se fosse, anda bem, consome pouco e carrega mais bagagem que as rivais - pontos primordiais para uma perua urbano-aventureira.

O maior problema está no pacote de equipamentos, pobre diante dos da concorrrência. É preciso investir cerca de 3 000 reais na compra de itens como banco traseiro bipartido, sensores crepuscular, de chuva e de estacionamento, vidros elétricos nas portas traseiras e rádio. Ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos, ABS, airbag duplo e rodas de liga leve são de série.

O custo com o pacote de revisões até 60 000 km é de 1784 reais e inclui quatro paradas na rede de assistência, uma vez que elas acontecem a cada 15 000 km - Space Cross e 207 Escapade param a cada 10 000 km. O seguro pede uma cotação antes da compra, pois no perfil padrão de QUATRO RODAS foi o mais caro das três.

O motor E.torQ 1.8 16V é a nova referência do segmento. Deu à pesada Adventure excelentes números de aceleração, retomada e consumo.

DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO
Com longo curso de atuação, a suspensão da Palio é para quem quer uma perua, de fato, aventureira.
★★★★

MOTOR E CÂMBIO

Maior e mais eficiente que o motor das rivais, o 1.8 16V da Fiat cumpriu sua obrigação ao proporcionar desempenho superior nas provas dinâmicas e surpreendeu com o baixo consumo.
★★★★

CARROCERIA
O visual marcante enche os olhos de um público que está atrás justamente de um carro de imagem.

★★★★


VIDA A BORDO

O porta-malas espaçoso atrai quem quer um aventureiro urbano, mas não abre mão de espaço para viajar com a família.
★★★

SEGURANÇA

Com freio bem dimensionado, parou de forma equilibrada e em curtos espaços.
★★★★

SEU BOLSO
O futuro breve reserva uma remodelação, afinal o Palio hatch está para mudar. Ainda assim, o modelo atual tem ótimo custo-benefício.

★★★★

 


 VEREDICTO

Assim como a Escapade, a Adventure sofre com a proximidade de uma nova geração. A diferença é que a perua da Fiat é tão forte no segmento que isso a blinda contra uma desvalorização abrupta. O consumo elevado, antigo problema da Adventure, foi resolvido desde a chegada do eficiente motor E.torQ.

 


>> Clique aqui e confira o desempenho dos carros.

 

>> Clique aqui e confira a ficha técnica.





» FOTOS


Publicidade