Seu comparativo
TOP 10 QR
Os carros mais procurados da semana no site Quatro Rodas
  • Novo Sandero
  • Vezel
  • Novo Fox
  • Duster
  • HB 20
  • Golf
  • Novo Ka
  • Corolla
  • Civic
  • Saveiro cab dupla
  • | A-Z |
Newsletter
Assine a Newsletter QUATRO RODAS
PUBLICIDADE
Auto-serviço | Cumpre o que promete
Promessa no bico
Abril 2007

Promessa no bico

A pastilha Aderco garante que pode reduzir o consumo e ainda limpar os bicos injetores. Mas nos testes não foi bem assim

Por Rodolfo Parisi | Fotos: Alexandre Schneider e Felipe Carneiro
Lista de matérias por data:

ALTERAR O TAMANHO DA LETRA  

A pastilha Aderco é a campeã de pedidos de teste feitos por nossos leitores. Vendido a 12 reais, em média, esse comprimido é um aditivo sólido que seria capaz de reduzir o consumo em até 10%, além de limpar bicos injetores. Em tese, só precisa colocar uma pastilha num tanque com até 60 litros. Depois de rodar até esgotar o tanque, o carro já começaria a mostrar os resultados prometidos. Para comprovar isso, realizamos dois testes com as pastilhas para gasolina, fornecidas pela Aderco.

O primeiro foi o de consumo, feito na pista de Limeira (SP), com uma Montana 1.8. Fizemos uma primeira medição, sem o uso do Aderco, seguindo o padrão usado nos testes da QUATRO RODAS. Depois, colocamos uma pastilha, abastecemos e rodamos até gastar tudo. De volta a Limeira, repetimos a medição. Como pode ser conferido no quadro ao lado, houve até um ligeiro aumento no consumo.

Para o segundo teste, fomos à oficina Auto Center Advanced, em Campinas (SP). Lá retiramos os quatro bicos injetores de um Fiesta 1.4 CLX 1996 e os colocamos num medidor de vazão, para verificar a quantidade de gasolina injetada. Descobrimos que um dos bicos estava parcialmente obstruído, com depósitos de carbonização. Colocamos, então, uma pastilha, abastecemos e, após consumir todo o tanque, retornamos à oficina. Não havia nenhuma mudança. O injetor permanecia igualmente sujo. "Eu não esperava mesmo melhoria alguma. Para limpar bico de injeção, a única forma seria utilizar equipamentos de ultra-som", diz o mecânico Ricardo Ramos. "Em alguns casos, o que pode acontecer é o inverso. Existem algumas pastilhas no mercado que às vezes não diluem totalmente e acabam obstruindo os bicos."

Após saber o resultado, a Aderco encaminhou à redação três estudos para comprovar a eficiência do produto: um de 1997 feito no Canadá e outro de 2003 realizado pelo Instituto de Motores Independente, no Brasil, mas ambos eram com motores diesel. O terceiro, usando um motor a gasolina em 1990 no Canadá, constatou que houve redução de 4,48% no consumo, mas diz que os depósitos de carbonização "nas velas e injetores não mostram melhoria siginificativa".


Cumpre o que promete?
Não
Nos dois testes realizados, as pastilhas não mostraram melhoria significativa na descarbonização dos bicos injetores e/ou no consumo.


Onde encontrar
www.aderco.com.br


Pede que a gente testa

Você gostaria que testássemos algum produto ou equipamento? Então escreva para simone.tobias@abril.com.br





Publicidade